GP da Turquia: Hamilton campeão, Stroll pole position e muita chuva
Menu & Busca
GP da Turquia: Hamilton campeão, Stroll pole position e muita chuva

GP da Turquia: Hamilton campeão, Stroll pole position e muita chuva

Home > Notícias > Esporte > GP da Turquia: Hamilton campeão, Stroll pole position e muita chuva

Na manhã de ontem, em Istambul, ocorreu o GP da Turquia, esse que foi um fim de semana de corrida recheado de emoção dentro e fora da pista, azarões conquistando classificações improváveis e muita chuva em uma pista extremamente escorregadia ao longo de todo o fim de semana no Istanbul Park.

hamilton
Hamilton emocionado após a corrida. | Foto: ge.

GP da Turquia

Sexta-feira, durante os treinos livres, o tempo estava limpo, com um céu azulado na capital turca… o que não quer dizer que estava tranquilo para os pilotos da principal categoria dos esportes a motor guiarem seus carros na pista. Isso se deve ao fato de que, recentemente, o asfalto do Istanbul Park foi trocado, e ainda não conta com a aderência ideal para os pneus, e mesmo sem chover, tiveram dificuldade de se manter no traçado. Quem se destacou nos treinos livres foi o holandês Max Verstappen, que liderou todas as três sessões, e também Charles Leclerc, o qual foi muito bem nos treinos e demonstrava muita força para a classificação.

No sábado, o caos foi definitivamente instaurado em Istambul. Uma forte chuva deixou as condições da pista ainda mais instáveis e imprevisíveis, proporcionando aos apaixonados por velocidade um dos melhores Treinos Classificatórios da temporada até aqui. Verstappen, que demonstrava ter todas as chances para quebrar a hegemonia de Hamilton e Bottas, e conquistar a pole position, foi novamente superado pela Mercedes… mas, dessa vez, pela rosa. A Racing Point, conhecida pelos fãs da F1 este ano como “Mercedes Rosa”, teve o desempenho dos sonhos e conseguiu um resultado muito improvável.

As condições adversas da pista tornaram a disputa muito equilibrada. Foram muitos carros rodando, bandeiras vermelhas e paralisações, até que com o cronômetro zerado no Q3, um piloto assumiu a primeira posição no grid pela primeira vez na carreira: o jovem canadense Lance Stroll, da Racing Point. Com uma volta de 1:47:765, ficou com a pole position, com Verstappen em segundo, e outra Racing Point logo atrás, com Sergio Perez em 3º. Hamilton classificou apenas em 6º, enquanto Bottas largou na 9ª colocação.

GP da Turquia
Lance Stroll após conquistar a pole. | Foto: UOL.

No domingo, mais chuva na capital turca antes da corrida, deixando a pista extremamente escorregadia e a promessa de uma corrida tão imprevisível quanto a classificação estava totalmente de pé. As luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo no Istambul Park, e logo na primeira curva, um “aperitivo” de tudo que estava por vir: Valtteri Bottas, o único que poderia no mínimo adiar o título de Lewis Hamilton, rodou juntamente com Esteban Ocon, da Renault, e caiu para o final do Grid. As duas Racing Point’s largaram muito bem, enquanto Verstappen não conseguiu aderência no início da primeira volta e caiu muitas posições.

Lance Stroll disparou na liderança e Sergio Perez estava na segunda colocação, mas quem se destacou de fato na largada do GP da Turquia, foi Sebastian Vettel, da Ferrari. O alemão, que se juntará a Aston Martin (atual Racing Point) ano que vem e que vinha fazendo uma temporada muito complicada, fez uma primeira digna daquele Vettel do começo da década, tetracampeão mundial consecutivo. Pulou da 12ª posição para a 3ª em um início praticamente perfeito.

Na 18ª volta, Sergio Perez tentava defender a segunda colocação de Max Verstappen, que estava logo atrás. Porém, na saída de uma curva de alta velocidade, o holandês da Red Bull aquaplanou e acabou rodando, vendo o mexicano disparar à sua frente. Pouco tempo depois, Valtteri Bottas rodou mais uma vez completamente sozinho, e praticamente já dava adeus ao restante da corrida. O finlandês acabou perdendo o controle de seu carro outras três vezes, totalizando cinco vezes que ele acabou rodando, em uma corrida que certamente ele gostaria de esquecer.

Uma equipe que se destacou após um Treino Classificatório muito ruim, foi a McLaren. Lando Norris largou em 14º após punições, e Carlos Sainz em 15º, também após punições. Ambos fizeram uma grande corrida de recuperação, em que o inglês conquistou a 8ª posição e o espanhol um expressivo 5º lugar.

Carlos Sainz GP da Turquia
Carlos Sainz durante o GP da Turquia. | Foto: Grande Prêmio.

Destaques da corrida

Por volta de metade da prova, Alex Albon, que fazia uma boa corrida e estava em terceiro, rodou sozinho e foi ultrapassado por Hamilton, que com esse resultado, já garantiria o heptacampeonato. Pouco tempo depois, a corrida do então líder Lance Stroll começou a desandar após um controverso pit stop por parte da sua equipe. Após a parada, perdeu a liderança e passou a ver muitos carros o ultrapassando com certa facilidade. Com isso, Sergio Perez assumiu a ponta, mas não durou muito a alegria do piloto mexicano. Lewis Hamilton o ultrapassou e disparou na liderança, não sendo incomodado em nenhum momento a partir dali.

As Ferrari’s tiveram seu melhor desempenho em conjunto na temporada, e ocupava a 3ª posição, com Charles Leclerc, e a 4ª, com Sebastian Vettel, faltando duas voltas para o final. No último setor da última volta, o monegasco ultrapassou Perez e assumiu a segunda colocação, porém, após uma travada de roda a poucas curvas do fim, viu a Racing Point retomar a vice-liderança e seu companheiro de equipe, o ultrapassar e assumir a terceira colocação. A três curvas do fim, Leclerc saiu de um 2º lugar para um 4º, ficando fora do pódio.

Pela 94ª vez na carreira, Lewis Hamilton foi o primeiro a cruzar a linha de chegada e conquistou o heptacampeonato mundial de Fórmula 1, igualando o alemão, Michael Schumacher. Uma lenda dentro e fora das pistas, que escreve mais uma vez seu nome na história do esporte, se colocando cada vez mais no topo da principal categoria do automobilismo. Sergio Perez terminou na segunda posição e Sebastian Vettel fechou o pódio na Turquia.

fórmula 1
O pódio na Turquia. | Foto: ge.

O Campeonato de Construtores e o de Pilotos já tem seus campeões definidos, mas estão longe de estarem acabados, pois ainda resta muita disputa entre Bottas e Verstappen pelo segundo lugar e dentro do pelotão intermediário, e principalmente pela 3ª posição no campeonato de construtores, que atualmente está com a Racing Point.

Restando apenas três etapas para o fim da temporada 2020 da Fórmula 1, as equipes agora viajam para o Oriente Médio, para duas corridas no Bahrein e a última etapa em Abu Dhabi. Mais um ano de domínio da Mercedes e de Lewis Hamilton, mas que ainda tem muita coisa a se definir. Aproveite, apaixonado por velocidade, o ano na Fórmula 1 já está chegando ao fim…


*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala!; se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

_______________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC

Tags mais acessadas