GP da Emilia Romagna: a incrível e caótica corrida em Ímola
Menu & Busca
GP da Emilia Romagna: a incrível e caótica corrida em Ímola

GP da Emilia Romagna: a incrível e caótica corrida em Ímola

Home > Notícias > Esporte > GP da Emilia Romagna: a incrível e caótica corrida em Ímola

Na segunda etapa da Fórmula 1, os fãs foram presenteados com uma grande corrida no GP da Emilia Romagna

GP da Emilia Romagna
Russel e Bottas discutindo após acidente em Ímola. | Foto: GE.

No último domingo, ocorreu o Grande Prêmio da Emilia Romagna, no icônico Autódromo Enzo e Dino Ferrari, na cidade de Ímola na Itália, que contou com chuva, carros rodando, acidentes, belas ultrapassagens e muita emoção da largada até a bandeira quadriculada. Esta foi apenas a segunda etapa, de uma temporada que promete ser sensacional na Fórmula 1.

Treinos livres e classificação 

Os carros foram para a pista pela primeira vez na sexta-feira, nos tradicionais Treinos Livres, e quem dominou as sessões foi o finlandês da Mercedes, Valtteri Bottas. No TL1 e no TL2, o carro de número 77 foi o mais rápido e dava indícios de que poderia ser um forte candidato a conquistar a Pole Position na classificação de sábado. Porém, Bottas não passou nem perto disso.

Durante a primeira sessão da classificação, o japonês sensação da AlphaTauri, Yuki Tsunoda, acabou rodando sozinho, antes de conseguir completar uma volta sequer, e atingiu a barreira de proteção, danificando seriamente o carro e o obrigando a deixar a prova. Com isso, Tsunoda largaria na última posição.

A Williams foi talvez a maior surpresa do treino classificatório. Pela primeira vez desde a Hungria em 2020, a tradicional equipe inglesa colocou seus dois carros no Q2. George Russell fez o tempo de 1:15.826, já Nicolas Latifi, cravou 1:15.653. No fim, Russell largaria em 12º no Grid e Latifi em 14º. Grande resultado para a Williams na classificação.

No Q3, o grande destaque ficou para Lewis Hamilton, que se aproveitou do erro de Max Verstappen em sua volta final, e assegurou a 99ª Pole Position de sua carreira. Em 2º, Sergio Perez, da Red Bull, bateu Max Verstappen, que ficou com o 3º lugar. Valtteri Bottas, que dominou os treinos livres, classificou apenas em 8º.

Porém, um piloto tinha tudo para fazer história na classificação de sábado, mas os limites de pista impediram tal feito. O piloto em questão é o jovem Lando Norris, que começou o ano muito bem pela McLaren. Na última volta da sessão, Norris vinha fazendo os dois primeiros setores roxos e estava muito próximo de sua primeira Pole Position da carreira, e primeira da McLaren em muito tempo. Mas um erro na curva 9 acabou adiando esse sonho.

O carro de número 4 ultrapassou os limites de pista na 9ª curva do circuito de Ímola, e a volta que o colocaria no TOP 3 no grid de largada, foi deletada, fazendo com que Lando Norris voltasse apenas para a 7ª posição. Porém, apesar da frustração, este fim de semana era do jovem inglês.

hamilton GP da Emilia Romagna
Hamilton, o Pole Position do GP da Emilia Romagna. | Foto: GE.

As luzes se apagam GP da Emilia Romagna, em Ímola

Na verdade, antes mesmo das luzes se apagarem, o caos já estava estabelecido no GP da Emilia Romagna. Fernando Alonso rodou na volta de formação e acabou danificando a asa dianteira de sua Alpine. Tanto Vettel, quanto Stroll tiveram problemas em suas Aston Martins, porém o alemão foi mais prejudicado e teve que largar dos boxes.

Finalmente, as luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo na Itália debaixo de chuva. Max Verstappen largou muito bem, e logo nas primeiras curvas, assumiu a primeira posição. Nesta disputa, Lewis Hamilton passou por cima das zebras e acabou tendo sua asa dianteira danificada, mas o heptacampeão conseguiu manter um bom ritmo e não precisou fazer uma troca de asa.

Ímola
A largada em Ímola. | Foto: MZ Notícia.

Ainda na primeira volta, Nicolas Latifi, que havia largado em uma ótima posição, acabou rodando e saindo da pista. Ao voltar, não viu Nikita Mazepin e jogou seu carro em cima do russo, em que saiu do traçado e bateu com força contra o muro, sendo o primeiro piloto a abandonar a prova.

Na 4ª volta, sob Safety Car, o estreante Mick Schumacher perdeu o controle de sua Haas e bateu sozinho na saída dos boxes enquanto tentava aquecer seus pneus. Com o dano na asa dianteira, Mick deu duas voltas praticamente sem o bico de seu carro, mas conseguiu seguir na corrida.

O Safety Car saiu na sétima volta e a corrida foi finalmente retomada. Na relargada, quem brilhou foi novamente Lando Norris, que rapidamente pulou de 9º para 6º após belas ultrapassagens em Sainz, Stroll e Gasly. Algum tempo depois, saiu uma notícia vinda da direção de prova: Sergio Perez realizou ultrapassagens durante o Safety Car e foi punido com 10 segundos de Stop and Go.

Na 31ª volta, Lewis Hamilton, que ocupava a vice-liderança, foi ultrapassar o retardatário George Russell, e acabou deslizando para fora da pista, que ainda estava um pouco molhada. Ao tentar voltar, o inglês acelerou e bateu contra a barreira de posição. Todos já imaginavam que era fim de prova para o atual campeão, mas ele conseguiu engatar a ré e voltar para a pista. Porém, perdeu muitas posições e só um milagre o colocaria novamente na disputa e o milagre aconteceu.

fórmula 1
O erro de Hamilton. | Foto: GE.

Em questão de segundos após o erro de Hamilton, que praticamente havia acabado com sua corrida, aconteceu o momento mais polêmico da corrida. George Russell, da Williams, estava realizando uma ultrapassagem em Valtteri Bottas, da Mercedes (exatamente isso que você leu), porém, o finlandês realizou um movimento que assustou Russell, que saiu levemente da pista e perdeu o controle do carro. George acertou Bottas em cheio, em um acidente fortíssimo.

Após o acidente, Russell saiu do carro e foi até Bottas para reclamar com o piloto da Mercedes, que respondeu mostrando o dedo do meio. Depois deste momento “cenas lamentáveis”, a corrida foi paralisada por bandeira vermelha para os fiscais conseguirem limpar toda a sujeira deixada pelo acidente de Russell e Bottas. Com isso, Hamilton que provavelmente cairia para a última posição, ficou apenas em oitavo, tornando sua missão de recuperação muito mais fácil.

A relargada seria lançada e, naquele momento, Verstappen liderava, Leclerc estava em segundo e Lando Norris ocupava a terceira posição. Pouco antes da bandeira verde, Verstappen rodou sozinho e quase perdeu posições, mas conseguiu se recuperar rapidamente e largaria em primeiro. Com a corrida retomada, Norris foi pra cima de Leclerc e logo colocou a McLaren na segunda posição.

Na volta 38, Sergio Perez, que brigava com Charles Leclerc pela terceira posição, perdeu o controle sozinho de sua Red Bull e caiu para o fundo do grid. Restando 7 voltas para o fim da corrida, Hamilton havia se recuperado e já estava em terceiro, caçando a segunda posição de Norris. O jovem inglês, com pneus macios gastos, segurou muito bem sua posição contra o heptacampeão, mas não teve jeito. A três voltas do fim, Hamilton assumiu a vice-posição, mas não conseguiu buscar Verstappen, que já estava muito à frente.

Bandeira quadriculada e Max Verstappen venceu a segunda corrida da temporada em Ímola! Hamilton terminou em segundo e Lando Norris conquistou o segundo pódio de sua carreira, cruzando a linha de chegada em terceiro lugar. Fora do pódio, um excelente resultado para a Ferrari, que terminou em 4º com Leclerc e em 5º com Carlos Sainz, que se recuperou muito bem após largar em 11º.

pódio do GP da Emilia Romagna
O pódio do GP da Emilia Romagna. | Foto: F1Mania.

Hamilton lidera o campeonato com 44 pontos, Verstappen é o segundo com 43 e Norris é o terceiro com 27. Nos Construtores, a Mercedes ocupa o primeiro lugar com 60 pontos, a Red Bull está em segundo com 53 e a McLaren fecha o TOP 3, com 41 pontos.

Com mais uma corrida espetacular, a temporada 2021 da Fórmula 1 começa entregando tudo aquilo que os fãs e a categoria sonhavam e precisavam. Uma disputa roda com roda entre Verstappen e Hamilton, uma McLaren cada vez melhor, a Ferrari se recuperando após o trágico ano passado. O fato é que este ano promete e, em duas semanas, os carros já estarão de volta às pistas, para o Grande Prêmio de Portugal, na cidade de Portimão.


*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala!; se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

____________________________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas