Google Chrome: é seguro guardar sua senha no navegador?
Menu & Busca
Google Chrome: é seguro guardar sua senha no navegador?

Google Chrome: é seguro guardar sua senha no navegador?

Home > Notícias > Google Chrome: é seguro guardar sua senha no navegador?

Com a grande expansão de aplicativos, jogos e entre outros recursos se cria a necessidade de senhas, essas que nem muitas vezes estão seguras, mesmo estando no gerenciamento de senhas do Google Chrome. Dessa forma, se compreende em armazenamento de senhas no navegador quando no banco de dados “SQLite3” é depositada informações no momento que usuário aceita guardar sua senha, segundo o site TecMundo.

Além disso, as senhas são armazenadas e criptografadas, dando apenas a permissão para o usuário, o qual estava quando a senha foi criptografia, ou o computador logado são capazes de realizar a descriptografia dessas senhas no banco de dados.

Google Chrome
Visualização de dados que podem ser facilmente acessados por programas. / Foto: ESET.

Contudo, a ESET, empresa pioneira em proteção antivírus em mais de 200 territórios, alerta aos indivíduos sobre cibercriminosos que podem facilmente pegar os dados, descriptografar e utilizá-los de forma chantegeosa e desrespeitosa.

Na Internet, as possibilidades de visualizar os bancos de dados estão cada vez mais fáceis com os programas, os quais também auxiliam na criptografia de tais informações, deixando o caminho mais fácil para que algum cibercriminoso descriptografe os dados e utilizar deles.

A empresa anteriormente citada ainda fala sobre os malwares, ou seja, softwares malignos, os quais são utilizados pelos cibercriminosos.

Todas essas etapas (visualizar dados, criptografia, discriptografar) são realizadas por um malware de forma rápida e automática. No entanto, o malware não é o único risco que devemos ter em conta, uma vez que, atualmente, existem vários programas facilmente acessíveis por meio de uma pesquisa on-line que são capazes de realizar esses mesmos passos.

Daniel Kundro da ESET América Latina.

De acordo com Kundro, é importante evitar o armazenamento dessas senhas, principalmente de redes sociais, home banking e outras que contenham informações pessoais, pois, dessa maneira, não será possível que os malwares invadam os dados dos usuários e os roubem.

Google Chrome
O perigo no armazenamento de senhas no Google Chrome. / Foto: Reprodução.

A pesquisa realizada pela SaferNet e o Ministério Público Federal (MPF), segundo o jornal Estado de Minas Gerais, foi registrado diariamente 366 crimes cibernéticos aproximadamente, revelando, assim, uma preocupação para a população brasileira que possui um déficit na educação ao não atuar em determinadas tecnologias e não instruir os cidadão brasileiros para esse tipo de problemática, principalmente no roubo de dados como senhas.

Assim, a eficiência de malwares na América Latina se torna um problema em constante agravamento. Conforme o Daniel Kundro, um dos campos mais explorados por essa perseguição de dados para a descoberta de senhas nesse território americano tem sido o acesso ao home banking pelo roubo de credenciais.  

_____________________________
Por Amanda Marques – Redação Fala!

Tags mais acessadas