Futebol: a ascensão da base no Brasil
Menu & Busca
Futebol: a ascensão da base no Brasil

Futebol: a ascensão da base no Brasil

Home > Notícias > Esporte > Futebol: a ascensão da base no Brasil

​O Brasil sempre foi conhecido por ser o país do futebol. O lugar onde se pratica um jogo extremamente vistoso do ponto de vista técnico, um futebol ofensivo e corajoso, sem ter medo de partir para cima dos adversários, o berço de grandes craques do futebol mundial, que mesmo tão jovens, encantam o mundo com sua alegria e com seus dribles. 

futebol de base
O futebol brasileiro investe cada vez mais na base. | Foto: Alexandre Loureiro/ Flicker CBF.

Entretanto, essa capacidade de revelar grandes jogadores foi sendo perdida ao longo do tempo. Os clubes nacionais passaram a contratar muito mais do que revelar, evidenciando um descaso com os jovens atletas, que por muitas vezes eram vistos apenas como uma possível fonte extra de renda ao serem vendidos a equipes do exterior, isso sem ao menos terem oportunidade de mostrar seu valor no time principal.

A crise financeira que assola a grande parte dos clubes brasileiros aliada ao momento pandêmico em que vivemos, fez com que os clubes voltassem à tona de olhar para a base, revelando ao todo 163 atletas no ano de 2020, o que representou um aumento de 25% em relação ao ano de 2019. Dentre os times que mais utilizaram os chamados “pratas da casa” no Brasileirão de 2020, estão o Santos em 1º lugar com um total de 20 jogadores utilizados, o Goiás em 2º com 16 jogadores, o Botafogo aparece, em seguida, com 15 atletas revelados e o Grêmio, Flamengo e Vasco, com 15 jogadores cada.

Contudo, vale se destacar que essa aposta na base não pode ser feita de qualquer maneira, uma vez que a subida precoce desses jovens jogadores ao profissional os impedem de despontar da forma como deveriam, assim, esse processo tem que passar por todo um planejamento prévio antes de ocorrer, e não simplesmente ser impulsionado pelo desespero dos clubes em se encontrar uma joia.

base

A Copa Libertadores da América, competição mais importante da América do Sul, foi disputada por duas equipes que investiram fortemente em suas bases e que tiveram um retorno técnico impressionante, visto que tanto o Santos, quanto o Palmeiras, foram para a grande partida da temporada com alguns dos seus principais jogadores sendo oriundos da base, tais como Danilo e Gabriel Menino, por parte do ​palestra, e Sandry e Kaio Jorge, pelo time da vila. Isso mostra que, com um planejamento eficiente e uma atenção especial à base, pode render muitos frutos aos clubes nacionais, não só no aspecto econômico como também dentro das 4 linhas.

Times de futebol que tiveram maior sucesso com a base em 2020

Palmeiras

​O Palmeiras foi, de longe, a equipe que obteve o maior sucesso com jogadores vindo das categorias de base no ano de 2020. Com um planejamento claro de gastar menos em contratações e apostar mais nos “crias da academia”, o clube alviverde revelou 7 jogadores a mais do que no ano anterior, com destaque para Gabriel Menino, Patrick de Paula, Danilo, Wesley e Gabriel Verón, que chegaram com muita maturidade no time principal, desbancando jogadores mais experientes, como Lucas Lima e Bruno Henrique. Juntos, assumiram um papel fundamental na conquista do Paulistão, da Libertadores e da Copa do Brasil; nessa última, ajudaram ainda com 2 dos 3 gols do Palmeiras na final. 

Palmeiras
Elenco do Palmeiras. | Foto: Staff Images/Conmebol.

São Paulo

​Mesmo contratando jogadores de renome internacional como Daniel Alves e Juanfran, os jogadores que mais tiveram destaque na temporada de 2020 pelo tricolor, junto com Luciano, foram os revelados pelo clube. Nomes como Brenner (já vendido ao FC Cinccinati), Igor Gomes, Luan, Gabriel Sara e Diego Costa se consolidaram na equipe e ajudaram o São Paulo a se manter na liderança por grande parte do campeonato brasileiro. Mesmo terminando mais um ano sem conquistar títulos, esses são jogadores que o São Paulo pode contar para a temporada de 2021 para quem sabe conquistar uma taça novamente.

futebol brasileiro
Igor Gomes e Brenner comemoram gol contra o Goiás. | Foto: Marcos Souza/Estadão Conteúdo.

Santos

​Impedido pela Fifa de contratar reforços, o Santos se viu na obrigação de recorrer novamente à sua base, o que nunca foi um problema para o alvinegro praiano, sempre reconhecido por revelar grandes jogadores. Kaio Jorge, Sandry, John e João Paulo foram soluções caseiras para o problema de não poder contratar e imprescindíveis para a campanha do Peixe, principalmente na Libertadores. O Santos termina a atual temporada com mais da metade do elenco formado por “pratas da casa” e como o time com a menor média de idade dos times da Série A, apenas 24 anos e 4 meses.

futebol no Brasil
Santos vence o Grêmio com prioridade e avança à semifinal da Libertadores. | Foto: Staff Images /Conmebol.

​Flamengo

​É fato que o time da Gávea tem um dos melhores elencos do Brasil e que, por isso, muitas vezes deixa de dar espaço aos jovens jogadores, mas quando o elenco principal foi acometido por um surto de Covid-19, os meninos provaram mais uma vez que têm qualidade pra bater de frente até com grandes times nacionais, quando empataram com o Palmeiras por 1 a 1, em pleno Allianz Parque. Os garotos Rodrigo Muniz, João Lucas, Matheuzinho e Hugo Souza tiveram boas atuações quando solicitados e mostraram que estão prontos para colocar um ponto de interrogação na cabeça do treinador e brigarem pela titularidade.

​Flamengo
Matheuzinho e Muniz, em Macaé x Flamengo. | Foto: André Durão.

___________________________
Por Lucas de Souza Pedroso – Fala! Cásper

Tags mais acessadas