5 vezes que os filmes de Harry Potter ignoraram suas próprias regras
Menu & Busca
5 vezes que os filmes de Harry Potter ignoraram suas próprias regras

5 vezes que os filmes de Harry Potter ignoraram suas próprias regras

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > 5 vezes que os filmes de Harry Potter ignoraram suas próprias regras

Os livros e filmes de Harry Potter têm uma história, mas houve várias ocasiões em que as regras foram quebradas

Harry Potter
5 vezes que os filmes de Harry Potter não respeitaram as próprias regras.

Harry Potter e as regras quebradas

1. Como um Bicho-Papão pode ser derrotado com um Patrono?

A regra para derrotar um Bicho-Papão é bastante simples – basta que o lançador do feitiço seja capaz de colocar de lado seus próprios medos ao lançar o “Riddikulos”. O Professor Lupin ensinou aos seus alunos que, para derrotar o temível Bicho-Papão, cada bruxo deve transformar a forma inspirada pelo medo em algo ridículo. Afinal, o riso é o melhor remédio para derrotar um bicho-papão. 

No entanto, algo inesperado acontece: o Bicho-Papão de Harry Potter é um dementador. Por isso, Lupin decidiu dar a Harry aulas particulares de Defesa Contra as Artes das Trevas, onde ensina o jovem bruxo algo totalmente diferente. 

Em Prisioneiro de Azkaban, Lupin dá dicas a Harry sobre como conjurar um Patrono para deter seu Bicho-Papão. O problema aqui é que um Patronus não é útil para deter um Bicho-Papão, pois o contrafeitiço desse monstro seria o “Riddikulos”. Portanto, ver um Bicho-Papão derrotado usando um Patrono não faz sentido algum.

2. O mundo mágico não tem dentistas

Uma das grandes fontes de diversão nos filmes de Harry Potter é assistir ao Arthur Weasley deslumbrado com os chamados “artefatos trouxas”, que são objetos extremamente comuns em nosso mundo.

A frase, “Qual é exatamente a função de um pato de borracha?” não apenas serve para torná-lo um pouco uma figura cômica, mas também lembra o público de que os trouxas são tão estranhos para o povo mágico quanto o contrário. Isso é importante porque traça linhas entre os mundos.

Em um dos filmes de Harry Potter, o Professor Slughorn questiona Hermione Granger sobre qual a profissão de seus pais e fica pasmo ao descobrir que eles são dentistas. Vale lembrar que Hermione é uma bruxa nascida trouxa, então, seus pais são seres humanos comuns.

O professor reage como se a profissão fosse inteiramente nova para eles. No entanto, no início de A Pedra Filosofal, é possível observar um consultório de dentista no Beco Diagonal. A história se contradiz ainda mais quando o dispositivo de rastreamento da família de Molly Weasley inclui uma opção de Dentista, cena que podemos observar no filme Câmara Secreta.

3. Não se pode aparatar no terreno de Hogwarts

Em O Enigma do Príncipe, Dumbledore diz a Harry que “normalmente é impossível aparatar ou desaparatar em Hogwarts” graças a um encantamento. A mesma história também estabelece que o próprio Dumbledore pode navegar por essa restrição, visto que, por ser Diretor da escola, possui certos privilégios.

No entanto, em Animais Fantásticos e Onde Habitam, essa regra é quebrada. Em Os Crimes de Grindelwald, o trailer do filme mostra que oficiais do Ministério foram aparatando para a ponte dentro dos terrenos de Hogwarts, aparentemente ignorando o encantamento.

E antes que seja sugerido que o encantamento foi apenas obra de Dumbledore, o diretor diz a Harry em O Enigma do Príncipe que “a maioria das habitações bruxas são magicamente protegidas de aparatadores indesejados”, estabelecendo um precedente.

4. A punição por escapar de Azkaban é o beijo de um dementador

O beijo do dementador deve ser considerado um destino pior do que a morte (apesar do fato de Sirius Black e Harry Potter terem sobrevivido duas vezes a beijos parciais, e saírem praticamente ilesos) e a punição é tão extrema que é oficialmente usada para castigar o crime de fuga de Azkaban, a prisão de segurança máxima no mundo bruxo.

Bartô Crouch Jr sofre esse mesmo destino após os eventos ocorridos em Cálice de Fogo. Mas e quanto aos outros Comensais da Morte que escaparam de Azkaban ao lado de Bellatrix Lestrange na fuga em massa de 1996? Nenhum deles sofreu o beijo do dementado. O grupo ainda escapou da prisão novamente em 1997 para se juntar à tentativa de Lord Voldemort de destruir Harry Potter. 

5. Aqueles que testemunharam a morte podem ver testrálios

Como Luna Lovegood conta a Harry Potter em A Ordem da Fênix, apenas aqueles que testemunharam a morte podem ver um testrálio. Luna passou a enxergá-los depois de testemunhar a morte de sua mãe em um infeliz acidente quando ela tinha 9 anos, e Harry pode vê-los porque também testemunhou a morte.

No entanto, Harry nunca tinha visto os testrálios antes de A Ordem da Fênix, apesar de já ter testemunhado a morte diversas outras vezes. Claro, ele testemunhou a morte de sua mãe quando criança, então, não pôde processar, o que nos dá alguma explicação. Mas ele deveria ter sido capaz de vê-los após a morte de Cedrico Diggory em O Cálice de Fogo ou do professor Quirrell no final da Pedra Filosofal.

Neste caso, a quebra de regra foi explicada e sugere que a morte teve que ser totalmente processada antes que os testrálios aparecessem. Uma vez que Harry não havia processado a morte de Cedrico até semanas depois, ele estava cego para os testrálios. Mas isso não corrige o fato de que ele testemunhou a morte de Quirrell muito antes.

Tags mais acessadas