Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Férias produtivas – Intensivo de inglês nas férias

Férias produtivas – Intensivo de inglês nas férias


Férias produtivas – Intensivo de inglês nas férias para quem não vê a hora de falar o idioma

O mercado de trabalho tem se tornado cada vez mais exigente quanto à formação dos profissionais para uma contratação. Além de experiências, disciplina e uma educação continuada, uma boa formação em um idioma muitas vezes é o fator decisivo quando  se concorre a uma vaga de emprego.

Já pensou em aproveitar a parada na faculdade para investir em outros setores da sua formação? O período de férias pode ser muito produtivo para quem pretende aprender um novo idioma, ou mesmo aprimorar o que foi aprendido durante o ano.


 

Bárbara Castro, estudante de publicidade na Cásper Líbero, é uma dessas pessoas que elegeram o mês de férias para se dedicar a um curso de inglês. Com 19 anos, ela conta que o curso intensivo, além de ser feito em menos tempo, consegue incorporar todos os temas essenciais que levariam cerca de três anos para serem plenamente tratados num curso regular. “Poder ter esse contato quase diário com a língua inglesa foi o que mais me ajudou. A imersão cultural acaba por acontecer sem que você perceba e, quando se dá conta, já aprendeu muito conteúdo em um tempo super curto”, afirmou.

O diferencial da escola, no entanto, deve ser sempre a qualidade. Por isso é importante verificar os recursos tecnológicos de onde se pretende fazer as aulas. Possuir bons equipamentos, acesso a internet, aplicativos, livros dinâmicos e bem avaliados fazem toda a diferença.

A Cultura Inglesa, conhecida pela qualidade de seus cursos, oferece intensivos de férias para todos os módulos. O Adult Track, por exemplo, é voltado para aqueles que possuem pouco tempo mas gostariam de resultados rápidos em seu desenvolvimento com a língua. E as vantagens vão muito além do tempo de curso: as aulas são interativas e existe uma maior proximidade com os professores, facilitando, muitas vezes, a compreensão da matéria.

Ainda há casos em que é possível escolher uma modalidade específica para focar o aprendizado, como conversação, fala e escrita. As opções, claro, podem variar de acordo com a idade e o grau de dificuldade do aluno. Para os pequenos geralmente é indicado atividades mais descontraídas, ligadas a brincadeiras. Na Cultura Inglesa, por exemplo, crianças de 6 a 9 anos podem participar do Holiday Club, um programa de férias que une diversão e aprendizado de inglês, com jogos relacionados a cinema, games, esportes e etc.

Vale dizer que o curso de férias requer dedicação. Uma vez que os assuntos tendem a avançar rapidamente, é preciso disciplina nos estudos para que o aluno acompanhe todo o curso e aproveite o máximo de todo o aprendizado, totalmente focado no que o professor e as interações em sala têm a ensinar.

0 Comentários

Tags mais acessadas