Menu & Busca
Entramos na Mango Trip!

Entramos na Mango Trip!


Nossa conversa com a rapaziada da banda Mango Trip foi demais. Nos encontramos no estúdio, ouvimos a versão acústica da música Final Trip e pensamos: “caraca, estamos na frente de uma legítima banda de Rock’n Roll”. E o melhor de tudo é que eles têm a nossa idade (pra quem acha que o Rock é coisa do passado).

O grupo é formado por 4 caras, sendo Fabiano Medrano no backing vocal/guitarra, Henrique Luna no vocal/guitarra, Bal no baixo e Birú na Bateria. Infelizmente não rolou de colar a banda toda porque estamos no mês de julho né, com a santa férias do meio de ano.

10661960_649641525153516_8370976891446638581_o
Na ordem, os 4 integrantes.

Agora que já apresentamos os nomes dos suspeitos, vamos logo ao que interessa. Confira o nosso bate-papo com os rapazes da Mango Trip:

01 – O que os integrantes da banda fazem ou faziam na faculdade?

R: Três integrantes da banda fizeram Produção Musical na Anhembi Morumbi (mas só o Bal terminou o curso), e o baterista ainda é estudante do ensino médio.

02 – No curso de produção musical, vocês encontraram novas possibilidades para o futuro da banda? Tipo conhecimento, contato, ou novas influências?

R: Sim, muitos contatos foram importantes para nós, para divulgar nosso trabalho em uma gama diversificada de público, tanto consumidor como produtor, e isso com certeza abriu novas possibilidades para a banda.

03 – Já chegaram a tocar em alguma festa universitária? Existe alguma específica em que vocês teriam muita vontade de tocar?

R: Não, mas temos muita vontade de tocar, porque pelo que vimos até aqui, o nosso som será bem aceito por grande parte da galera.

04 – Hoje, a cena do Rock’n Roll é pouco disseminada no meio universitário. Vocês acreditam que a nova geração de bandas precisa de mais união para conseguir mais espaço?

R: A união entre as bandas na cena atual de Rock N’ Roll é imprescindível, pois faz com que o som autoral possa atingir mais gente, por estar diluído entre diferentes públicos de várias bandas, e também fortalece o movimento cada vez mais quando as bandas se unem em prol da cena independente.

05 – Tem gente que não acha muito legal a ideia de uma banda brasileira cantar em inglês. Qual a opinião do grupo sobre isso?

R: Cantamos em inglês por uma questão de composição. Nossas composições são baseadas em composições inglesas e norte-americanas, o que não nos limita a cantar em português também, quando o momento for oportuno.

06 – O som de vocês é claramente do baralho. Basta ouvir uma música que já dá pra ver como a coisa é levada a séria. Como é o reconhecimento desse esforço?

R: Na verdade, trabalhamos mais no nosso esforço interno sem pensar em algum reconhecimento específico. Gostamos de apresentar nosso trabalho da melhor forma para o público, e assim contemplar uma adesão dos que se identificarem com as nossas ideias e a nossa obra. Acreditamos que assim rola uma troca justa entre nós da banda e nosso público, tornando esta relação cada vez mais próxima.

07 – Uma demo e um CD gravado, videoclipe, shows e muito ensaio. Qual é a maior satisfação em fazer tudo isso?

R: Antes de tudo, estar com os brothers fazendo algo que gostamos é o maior combustível da banda, pois começamos assim antes mesmo de ter o nome “Mango Trip”. Depois disso vem a vontade de contar nossa história, nossas vivências, o pouco que aprendemos até aqui e tudo mais que há pela frente. Acreditamos que mantendo essa nossa união, que envolve trabalho e dedicação, conseguiremos cada vez mais fortalecer a nossa sintonia como banda, e isso irá se refletir nas futuras composições e apresentações que fizermos. A apresentação ao vivo, em contato com nosso público, certamente é a maior satisfação que contempla todo o esforço envolvido nesta empreitada que chamamos de Mango Trip.

08 – Por último, o que vocês pensam sobre o futuro da banda, e o futuro pessoal de cada um?

R: Antes gostaríamos de agradecer o espaço cedido. É sempre bom trocar uma ideia com um pessoal inteirado com o cenário musical! O futuro da banda pode se resumir à resposta anterior: muita dedicação, muito aprendizado pela frente, sempre em prol da banda como um todo, o que já entra no futuro pessoal de cada um. Como por exemplo o nosso baixista (Bal), que começa a trilhar este ano uma carreira de Engenheiro de Som em alguns estúdios de SP, ou o batera (Birú), que segue estudando bateristas, pois esse é o trabalho dele, e eu (Fabiano) e Henrique continuamos aprimorando nosso estudo sobre o terreno da música negra americana, focado principalmente no Blues, e também em composições de estilos diversificados.
Acreditamos que com toda essa bagagem, o futuro da banda tende a ser sempre uma crescente, e cada vez mais vamos aumentar a troca de ideias com o nosso público.

Confira agora o clipe da música Doctor G:

https://www.youtube.com/watch?v=Z0ITSm_feg0

10981305_714464502004551_573084808207796826_o

Mango Trip é: 3 anos de banda, muitos ensaios, estudo, shows, algumas estradas, gravações, e a parceria sempre ao lado.

Escute o CD Coffeebreak – CLICANDO AQUI

Curta a página no Facebook – AQUI

Instagram – @mangotrip

 

Por: Marcelo Gasperin – Fala!Universidades

 

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas