Entenda tudo sobre o caso de Johnny Depp e Amber Heard
Menu & Busca
Entenda tudo sobre o caso de Johnny Depp e Amber Heard

Entenda tudo sobre o caso de Johnny Depp e Amber Heard

Home > Entretenimento > Famosos e TV > Entenda tudo sobre o caso de Johnny Depp e Amber Heard

Um dos maiores (e mais complicados) casos de agressão em Hollywood, com certeza, é o do então ex-casal Johnny Depp e Amber Heard, onde o assunto repercutiu tanto que até levou o ator a perder o papel de Jack Sparrow em 2017, no quinto filme da franquia Piratas do Caribe. Como essa notícia já é muito extensa, tentamos relatar todos os acontecimentos dessa briga que parece ainda não ter um fim próximo. Confira!

Johnny Depp e Amber Heard
Johnny Depp e Amber Heard. | Foto: Reprodução.

Tudo sobre o caso de Johnny Depp e Amber Heard

Amber Heard e Johnny Depp se casaram em fevereiro de 2015, em uma cerimônia íntima na casa do casal, após quatro anos do início do relacionamento no set do filme Diário de um Jornalista Bêbado. Porém, o namoro só foi assumido em 2014 no Annual Heaven Gala.

Em maio de 2016, Amber pediu divórcio, alegando “diferenças irreconciliáveis”, que só foi oficialmente finalizado no ano seguinte. Logo depois, a atriz entrou com uma ordem na justiça contra o ator por violência doméstica, mostrando uma foto machucada como prova das agressões e pedindo uma ordem de restrição contra o ex-marido. A ordem, naturalmente, foi concedida.

Amber Heard agredida por Johnny Depp.
Foto machucada de Amber Heard, na qual ela alega ter sido agredida por Depp. | Foto: Reprodução.

Poucos dias antes da primeira audiência de divórcio do casal, ainda em 2016, Amber retirou suas acusações de agressão contra o ator e pediu sua ordem de restrição que fosse desconsiderada.

Em agosto daquele mesmo ano, o casal entrou em um acordo e Depp pagou 7 milhões de dólares para Amber Heard, que doou o dinheiro para o Hospital Infantil de Los Angeles em um ato de caridade.

No ano seguinte, Heard continuou no assunto com um texto aberto no The New York Times, onde relatou suas experiências com abuso emocional e físico, porém, sem citar o nome do atual ex-esposo.

Já em março de 2019, Johnny Depp entrou na justiça com um processo de difamação de imagem contra Amber Heard, sobre o valor de 50 milhões de dólares. Os advogados do ator alegaram que as acusações de Amber eram “categoricamente falsas”, e que tinham testemunhas que confirmariam que a verdadeira agressora era ela. No mês seguinte, Amber pediu judicialmente para a desconsideração desse processo.

Porém, a situação ficou mais complicada no inicio deste ano, quando o Daily Mail compartilhou alguns áudios de 2015, onde os atores discutem a respeito de uma viagem para a Austrália, em que Amber Heard confessa ter agredido o ator na noite anterior e eles assumem que existem “problemas de violência” dentro do relacionamento.

Depp ainda alega que a atriz o agrediu, sob o uso de drogas, com uma garrafa de vodka, cortando o seu dedo e ainda tendo apagado um cigarro em sua bochecha. Já a atriz, alega que quem foi agredida por uma garrafa de vodka foi ela após uma discussão com o ator, que estava sob uso de drogas.

O caso torna-se mais extenso quando o ator James Franco foi chamado para depor a respeito do casal, neste ano. Franco foi convocado pelo advogado de Depp após a suposta briga com Heard, na Austrália, que mostra o ator no elevador do mesmo hotel dos dois. James exigiu sigilo em seu depoimento no caso.

Depp bateu em Amber
James Franco fará depoimento sobre o casal. | Foto: Reprodução.

A próxima audiência sobre processo de difamação movido por Johnny está prevista para agosto ainda deste ano.

_______________________________
Por Niara Viana de Brito – Fala! PUC

Tags mais acessadas