Entenda a luta de Taylor Swift contra o machismo
Menu & Busca
Entenda a luta de Taylor Swift contra o machismo

Entenda a luta de Taylor Swift contra o machismo

Home > Entretenimento > Famosos e TV > Entenda a luta de Taylor Swift contra o machismo

Cansada de ser duramente criticada mais pela sua vida pessoal do que a profissional, e ficar em silêncio, a cantora Taylor Swift vem unindo todas as suas forças para lutar contra o machismo há algum tempo.

Ao longo de sua carreira, em especial no começo, foram constantes os casos em que Taylor era atacada por possuir uma postura chamada de militância de sofá, ou seja, aquela em que classifica o artista como alguém que “fica em cima do muro”.

Entretanto, desde que resolveu deixar essa imagem no passado, Taylor carrega consigo o fardo de precisar provar seus posicionamentos mais do que nunca, considerando essa luta ainda maior por ser mulher. Quer entender melhor tudo isso? Continue a leitura!

Clipe The Man: a maior prova da carreira de Taylor Swift contra o machismo

Lançado em 2020, o clipe The Man, que é a quarta música de trabalho do disco Lover, deu o que falar. Na performance, Taylor Swift aparece caracterizada como um homem, sendo que o objetivo principal é denunciar os privilégios masculinos dentro de uma sociedade machista.

Dirigido pela própria cantora, o clipe demonstra sem papas na língua os “dois pesos, duas medidas” que é ser do sexo feminino e figura pública, pois a mulher ainda precisa se esforçar mais para atingir o mesmo resultado que um homem.

The Man
Videoclipe da música The Man. | Foto: Reprodução.

Esse pensamento é evidenciado em trechos como “estou cansada de correr o mais rápido que posso, me perguntando se eu chegaria mais rápido se eu fosse um homem (você sabe que sim)”. Inclusive, a cantora também revela na performance o quão cansada está que sua vida pessoal, incluindo relacionamentos e aparência, seja o foco dos holofotes, em vez de seu trabalho, deixando claro que se fosse um homem, as coisas não seriam assim.

Assista ao clipe a seguir:

Pronunciamento histórico de Taylor Swift contra o machismo

Taylor Swift machismo
Pronunciamento histórico de Taylor Swift contra o machismo. | Foto: Reprodução.

Além do icônico The Man, Taylor Swift também tem sua trajetória marcada por outros momentos que demonstram a virada de chave em seus posicionamentos. Em 2019, a cantora aproveitou seu espaço quando recebeu o prêmio de “Artista da Década” na nova edição do Billboard Women in Music e decidiu falar tudo o que pensava sobre o machismo na indústria da música. Confira um trecho do discurso:

(…) Eu vi que por ser mulher nesta indústria, algumas pessoas vão ter um pé atrás com você. Se você merece estar ali, se o produtor ou co-compositor masculino são os responsáveis pelo seu sucesso, ou se foi uma gravadora experiente. (…) De repente, as pessoas não tinham certeza se eu escrevia as músicas porque, às vezes no passado, eu tinha co-compositores na sala. (…) E agora percebo que é exatamente isso o que acontece com uma mulher na música se ela alcança um sucesso ou pode ir além do nível de conforto das pessoas.

Desabafou.

Assista ao discurso completo:

Swift luta contra o machismo, mas já foi antifeminista?

Na verdade, tudo não passou de uma grande confusão. Em 2012, Taylor Swift se posicionou dizendo que era contra o feminismo por não entender o que significava e que “não pensava nas coisas como homens x mulheres”.

Não preciso nem dizer que a pronúncia rendeu uma chuva de ataques contra a cantora, que necessitou, além de entender o que significava feminismo, rechaçar o machismo. Desde então, como vimos, Taylor Swift não mede palavras nem esforços para tal.

__________________________________
Por Gislaine Delabeneta – Fala! Unisociesc

Tags mais acessadas