'Emily in Paris': 5 pontos turísticos que aparecem na série
Menu & Busca
‘Emily in Paris’: 5 pontos turísticos que aparecem na série

‘Emily in Paris’: 5 pontos turísticos que aparecem na série

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Emily in Paris’: 5 pontos turísticos que aparecem na série

Sucesso da Netflix, Emily in Paris mostra uma série de pontos turísticos de uma das cidades mais visitadas do mundo

Se você tem Netflix, já deve ter se deparado pelo menos uma vez com a série Emily em Paris, que chegou a ser uma das 10 produções mais vistas do serviço de streaming no Brasil. A série, cuja segunda temporada já foi confirmada pela Netflix, conta a história de Emily Cooper (Lily Collins), uma jovem que é transferida de seu trabalho em uma empresa de Chicago para Paris, onde passa a trabalhar na Savoir, uma empresa de marketing dedicada a artigos de luxo. 

Entre confusões com a língua e choques de cultura, Emily faz várias amizades na cidade e passa por uma série de pontos turísticos bem marcantes de Paris, uma das dez cidades mais visitadas do mundo. Confira agora alguns desses lugares desta belíssima e romântica cidade!

Pontos turísticos em Emily in Paris (para quem não assistiu à série)

1. Rio Sena

rio sena
Rio Sena, um dos principais pontos turísticos que aparecem em Emily in Paris. | Foto: Dicas Paris.

O Rio Sena, um dos rios mais famosos do mundo, marca presença várias vezes na série. Emily costuma fazer suas caminhadas matinais por ele e anda por algumas de suas pontes, como a Alexandre III e a Pont del Solférino. 

Com cerca de 776 quilômetros de comprimento, 30 a 200 metros de largura e 3 até 6 metros de profundidade, o rio nasce no município de Source-Sena, em Borgonha, banha Paris e deságua no Canal da Mancha, no Oceano Atlântico. Paris detém a propriedade da fonte do Sena desde 1864. Uma curiosidade sobre ele é que, em 1910, ocorreu uma cheia que chegou a até 8,62 metros em alguns pontos do rio.

Emily in Paris
Ponte Alexandre III. | Foto: Dicas Paris.

Uma das mais famosas das 37 pontes que atravessam o Rio Sena, a Ponte Alexandre III, também aparece na série. Ornamentada com estátuas e postes luxuosos por toda sua extensão, a ponte liga o bairro dos Campos Elísios à Esplanada dos Inválidos. Inaugurada em 1900 e restaurada em 1998, ela possui 160 metros de comprimento e 45 metros de largura.

Em um momento da série, Emily passeia por uma ponte com cadeados. Curiosamente, essa não é a ponte mais famosa pelos cadeados na cidade. A Pont des Arts, clássica, que durante muito tempo recebeu cadeados de casais para simbolizar o amor eterno, teve seus cadeados retirados em junho de 2015, por questões de segurança. A que aparece na série, na verdade, é a Pont de Solférino, que recebe alguns cadeados hoje em dia. Confira aqui um vídeo bem interessante sobre ela.

2. Rue De L’abreuvoir

Emily in Paris turismo
Rue De L’abreuvoir. | Foto: Viajoteca.

Com uma de suas amizades, Emily passa pela Rue De L’abreuvoir, eleita uma das mais bonitas de Paris. Cheia de paralelepípedos, a rua fica no bairro de Montmartre e é próxima à famosa Place Dalida.

3. Famosas esculturas

Emily in Paris pontos turísticos
Um dos Cavalos de Marly. | Foto: Um pouquinho de cada lugar.

A série mostra diversas vezes, entre passagens de uma cena para outra, uma série de esculturas dispostas pelas ruas de Paris. A primeira delas, mostrada logo que Emily chega em Paris, é um dos “Cavalos de Marly”, série de esculturas expostas em uma ala externa do Museu do Louvre.

Jardim de Luxemburgo
Leão do Jardim de Luxemburgo. | Foto: Nella-buscot.

Outra estátua que aparece em uma rápida passagem da série é a do Leão do Jardim de Luxemburgo. O jardim é um parque público de mais de 22 hectares e pertence ao Senado da França, que está sediado no Palácio de Luxemburgo. 

Luís XIV
Estátua de Luís XIV. | Foto: Segredos de Paris.

E uma importante escultura que também é mostrada na série é a estátua equestre de Luís XIV. Localizada na Place des Victoires, ela foi construída em homenagem a Luís XIV (1638-1715), o famoso “Rei Sol” da França.

4. Palais Royal 

Emily in Paris netflix
Palais Royal. | Foto: Viator.

Emily também passa pelo jardim do Palais Royal de Paris, um importante ponto turístico da cidade. Apesar do nome, o palácio não é a sede do governo francês: a sede é o Palais de l’Élysée, residência oficial do primeiro-ministro do país.

5. Os clássicos

Claro que não dá para produzir uma série que se passa em Paris sem mostrar seus pontos turísticos mais clássicos: o Arco do Triunfo e a Torre Eiffel. A série não foca muitas cenas específicas neles, mas os mostra com frequência entre passagens.

Pontos turísticos em Emily in Paris (para quem assistiu à série)

1. Rio Sena

Uma das mais famosas pontes que atravessam o Rio Sena, a Ponte Alexandre III também aparece na série: é nela que é gravado o polêmico comercial para a marca de perfumes de Antoine Lambert (William Abadie), amante da chefe de Emily, Sylvie (Philippine Leroy-Beaulieu).

E no último episódio da série, enquanto Emily e Sylvie tentam pensar em um novo lugar para o desfile de Pierre Cadault (Jean-Christophe Bouvet), após o estilista ter cancelado sua presença na Fashion Week de Paris, as personagens passeiam por uma ponte com cadeados.

2. Rue De L’abreuvoir

Quando Sylvie manda Emily desativar seu Instagram, a jovem aproveita seu último dia de publicações ao lado de sua amiga Mindy Chen (Ashley Park). O último lugar pelo qual as amigas passam, e onde Emily grava seu último story, é a Rue De L’abreuvoir, que Mindy diz ter sido eleita uma das mais bonitas de Paris. Cheia de paralelepípedos, a rua fica no bairro de Montmartre e é próxima à famosa Place Dalida, onde, inclusive, Emily planeja uma jogada de marketing para um cliente da Savoir que fabrica camas.

3. Palais Royal 

Em seu primeiro horário de almoço em seu novo trabalho em Paris, ignorada pelos colegas de trabalho, Emily senta em um banco no Jardim do Palais Royal de Paris, um importante ponto turístico da cidade. É lá que Emily conhece Mindy e onde, mais tarde, a jovem mostra seu grande talento para cantar.

Apesar do nome, o palácio não é a sede do governo francês: a sede é o  Palais de l’Élysée, residência oficial do primeiro-ministro do país (também o vemos na série em uma rápida passagem em que Brigitte Macron, esposa do atual primeiro-ministro francês, Emmanuel Macron, retweeta uma postagem de Emily).

_________________________________
Por Thais Fernanda Navarro Nascimento – Fala! USP

Tags mais acessadas