Eduardo Bolsonaro não é dono de plataforma digital, entenda.
Menu & Busca
Eduardo Bolsonaro não é dono de plataforma digital, entenda.

Eduardo Bolsonaro não é dono de plataforma digital, entenda.

Home > Lifestyle > Eduardo Bolsonaro não é dono de plataforma digital, entenda.

Matéria publicada pela Veja, em 17 de junho de 2022, tem causado confusão: leitores têm acreditado que a plataforma de cursos online Eduzz possua alguma relação com o Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro. No entanto, não é bem isso que acontece. 

A Eduzz é uma plataforma de cursos e infoprodutos, criada por Eugenio Pachele, em 2014 e funciona como qualquer outra empresa do ramo. 

O curso ofertado pelo filho do Presidente Bolsonaro, tem como objetivo cultivar o eleitor conservador e dar a ele mais conhecimento sobre determinados assuntos, visando um debate construtivo em relação aos ideais da esquerda. 

Saiba mais sobre a polêmica abaixo. 

Conheça a plataforma da Eduzz

A Eduzz surgiu em 2014 e se consolidou como uma das principais plataformas de gestão e vendas de infoprodutos do Brasil. 

Inspirando-se na Hotmart, empresa pioneira de produtos digitais, a Eduzz trabalha com o marketing de afiliados, ajudando desde as pessoas que produzem conteúdos até aqueles que precisam garantir um dinheiro extra. 

Os infoprodutos ofertados pela plataforma vão desde produtos físicos até cursos online, podcasts e vídeo aulas. O importante aqui é ter criatividade para conseguir disseminar as suas ideias para um público específico.

É justamente por causa da especificidade do público que os produtores preferem vender seus cursos digitais pelas plataformas como a Eduzz. Isso porque, além de ficar disponível na área de cursos da plataforma, ela, ainda, permite que haja uma divulgação através dos afiliados. Ou seja, eles funcionam como intermediários entre os produtores e os infoprodutos, divulgando o produto e recebendo uma comissão a cada compra realizada. 

Essa divulgação por meio das redes sociais, por exemplo, acaba atraindo pessoas realmente interessadas no assunto, já que é mais inteligente que os afiliados procurem produtos que sejam do interesse dos seus seguidores. 

Na Eduzz, qualquer pessoa pode optar por colocar à venda um infoproduto e a plataforma apenas o apresenta, deixando a cargo dos produtores e afiliados fazerem a divulgação apropriada. 

Curso de Eduardo Bolsonaro na Eduzz

Eduardo Bolsonaro hospeda cursos na Eduzz como forma de estratégia para as eleições.
Curso na Eduzz de Eduardo Bolsonaro.

A entrada de Eduardo Bolsonaro e outros políticos no mercado dos cursos online independe das plataformas digitais. Isso porque elas funcionam apenas como locação para esse tipo de infoproduto. 

Os cursos poderiam ser ofertados de outra maneira, mas é mais simples e funcional se forem colocados em uma plataforma confiável, já conhecida e fácil de utilizar. 

A polêmica envolvendo o Deputado Federal e a Eduzz surgiu quando se teve conhecimento do lançamento do curso. O filho do Presidente da República resolveu fomentar os conhecimentos dos seus eleitores sobre assuntos importantes como: aborto, meio ambiente, educação, segurança, cultura, armas, direito eleitoral e outros. 

A ideia principal é fornecer mais munição ideológica aos eleitores da direita, através de assuntos que são comentados em época de eleição, seja ela presidencial ou não. 

O curso mais famoso lançado por Eduardo Bolsonaro é chamado de “Prepara Brasil” e tem professores conservadores no comando das aulas, bem como o próprio Eduardo. Nomes como Onyx Lorenzoni, Augusto Nunes e Ana Campagnolo também foram convocados para as discussões. 

Além desse curso, Eduardo Bolsonaro também lançou um outro intitulado por “O Guia Definitivo para Posse de Arma”, ministrado por Marcos Pollon, fundador do movimento Proarmas e pré-candidato ao cargo de Deputado Federal, e Eduardo Bolsonaro. 

Os dois cursos publicados pelo político, na Eduzz, funcionam como uma estratégia política para ele, uma vez que busca reeleição como Deputado, mas também para o seu pai, Jair Messias Bolsonaro, e os seus apoiadores de direita. 

A fórmula aqui é instigar ainda mais a polarização política existente, buscando desenvolver argumentos que sejam sustentados em uma discussão entre eleitores da esquerda e da direita, além de fazer a propagação dos seus ideais políticos-partidários. 

Em ano de eleição começa um vale tudo e a moda agora é dar mais conhecimento ao seu público para deixar que ele comande as argumentações na rua por você. A estratégia política ultrapassou os perfis de redes sociais e a televisão e vem ganhando muita força dentro das plataformas de cursos digitais. 

É preciso deixar claro que a Eduzz, assim como a Hotmart e a Monetizze, não possui o poder de selecionar quem ou qual conteúdo vai ser publicado. A plataforma é aberta para todos que querem transmitir conhecimento. 

Tags mais acessadas