Donald Trump e Jeffrey Epstein: qual o ponto em comum entre eles?
Menu & Busca
Donald Trump e Jeffrey Epstein: qual o ponto em comum entre eles?

Donald Trump e Jeffrey Epstein: qual o ponto em comum entre eles?

Home > Notícias > Política > Donald Trump e Jeffrey Epstein: qual o ponto em comum entre eles?

A vida profissional de Jeffrey Epstein foi marcada por altos cargos e sucesso financeiro. Passando de professor ao setor bancário, se tornou um financista e trabalhou em varias funções até formar a sua empresa.

A grande reviravolta foi quando Jeffrey foi acusado de abuso infantil, tráfico de crianças e uso de prostituição infantil. A partir de 2008, ano que se declarou culpado e foi condenado, Epstein foi preso diversas vezes, até agosto de 2019, quando foi encontrado morto em sua cela da prisão em Nova York. Mas o que um dos homens mais poderosos e influentes do mundo tem a ver com a vida de Jeffrey Epstein? 

Donald Trump e Jeffrey Epstein
Donald Trump e Jeffrey Epstein. | Foto: Reprodução.

A relação entre Donald Trump e Jeffrey Epstein

A vida pessoal de Jeffrey era ligada a de Donald Trump graças ao círculo social em comum, ambos inseridos na elite americana, frequentavam várias festas juntos. No entanto, existem várias provas de que Trump e Epstein eram mais do que apenas conhecidos; como, por exemplo, o depoimento de Donald dado à revista New York:

Conheço Jeff há quinze anos. Cara incrível. Ele é muito divertido de se estar. Dizem até que ele gosta de mulheres bonitas tanto quanto eu e de muitas delas. Estão no lado mais jovem. Sem dúvida: Jeffrey desfruta de sua vida social.

Comentou em 2002. 

Além disso, no período dos anos 90 até meados dos anos 2000, fontes asseguram que ambos socializavam frequentemente, não só em suas propriedades de Nova York e Palm Beach, como também utilizavam os aviões um do outro.

Em 2004, um leilão de uma mansão foi a última vez que Donald e Jeffrey foram vistos juntos. Logo depois, em 2005, surgiu sua primeira acusação, na Califórnia, os pais de uma menina de 14 anos o acusaram de abusar sexualmente da sua filha em Palm Beach.

No entanto, ele escapou de denúncias federais e recebeu uma sentença de apenas 18 meses de prisão. Coincidentemente ou não, em 2007, surgiu a suposição de que Trump teria proibido Epstein de entrar em seu clube Mar-a-Lago por “perseguição indecorosa de mulheres jovens”.

relação entre Epstein e Trump
Epstein e Trump. | Foto: Getty Images.

Epstein e acusações

Depois de ser listado como infrator sexual em 2008, Jeffrey nunca mais levou a mesma vida. Em 2016, após várias denúncias de abusos contra crianças, o nome do atual presidente foi citado. Uma mulher na Califórnia acusou os dois de a agredirem em 1994, no auge de seus treze anos. De acordo com a vítima, eles a abusaram sexualmente em uma das festas que promoviam em suas propriedades em Palm Beach.

No entanto, o primeiro processo foi julgado improcedente pelo juiz por não apresentar reivindicações válidas pela lei; não parando por aí, a segunda ação colocada pela moça foi retirada após três meses, sem ser julgada. Pela terceira vez, a vítima abriu um processo, e mesmo tendo o apoio de uma testemunha anônima – das últimas duas vezes -, a ação foi arquivada no mesmo ano. 

A testemunha declarou que foi empregada por Epstein para procurar menores de idade em seu nome e garantiu que o abusador havia lhe contado sobre suas atitudes na época. Sob pretexto de estar sofrendo ameaças, a testemunha cancelou repentinamente uma coletiva de imprensa que ocorreria seis dias antes das eleições de 2016, após isso, os advogados de Trump negaram seu envolvimento com o caso e Jeffrey não comentou nada sobre o assunto.

Após todo o ocorrido, algumas declarações de Donald Trump parecem contraditórias com os fatos mostrados. Em 2019, o mesmo comentou que: “o conhecia como todo mundo em Palm Beach o conhecia”. Afirmou também que ele não era “fã” de Epstein e que não falava com ele há quinze anos. 

____________________________
Por Rebecca Henze – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas