Diego Maradona morreu hoje, dia 25/11, aos 60 anos
Menu & Busca
Diego Maradona morreu hoje, dia 25/11, aos 60 anos

Diego Maradona morreu hoje, dia 25/11, aos 60 anos

Home > Notícias > Diego Maradona morreu hoje, dia 25/11, aos 60 anos

Diego Maradona acaba de morrer aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória na sua residência em Tigre, Argentina. Craque do futebol argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória, segundo o jornal argentino ‘Clarín’.

Maior jogador da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos.

Segundo o jornal argentino “Clarín”, Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória. Maradona havia feito uma operação delicada na cabeça recentemente para o tratamento de um edema cerebral e estava em recuperação.

Dias antes, Maradona chegou a ser internado em uma clínica em La Plata. Jornais argentinos afirmaram que a decisão de interná-lo havia sido preventiva por sua situação emocional e que ele passaria por exames.

Considerado um dos maiores e melhores jogadores da história, Maradona passou por diversos clubes como Boca Junior, Barcelona, Nápoli, Sevilla e Newll’s Olds Boys. Ele foi diretor técnico da Seleção Argentina de 2008 a 2010.

Maradona foi grande personagem do futebol. Ganhou contornos de polêmico e até de Deus, como era conhecido em sua terra natal.
Maradona foi grande personagem do futebol. Ganhou contornos de polêmico e até de Deus, como era conhecido em sua terra natal.

Diego Maradona morre após parada cardíaca

Diego Maradona já vinha sofrendo diversas complicações ao longos dos últimos anos. Com um histórico de depressão, o grande ídolo argentino não dormia mais nem com antidepressivo e nem remédios de sono, segundo a imprensa argentina. Além disso, sua trajetória, marcada por excessos, também não contribuía para seu quadro de saúde.

Conforme texto publicado hoje no jornal Clarín, “a alma do astro do futebol já havia se apagado e ele não poderia mais nem ser Maradona nem ser uma pessoa normal”. Ademais, de acordo com o portal, a combinação de bebidas alcoólicas com esses remédios só atrapalhava sua recuperação.

Relembre a trajetória de Maradona, ídolo argentino

Diego Maradona começou sua trajetória logo cedo, aos 9 anos de idade. Sendo o jovem mais popular em sua residência, que ficava em uma favela da Argentina, foi indicado ao Argentinos Juniors por um colega. Boquiaberto com seu talento, o treinador Francis Cornejo admitiu Maradona.

Dessa forma, aos 15 anos, Diego participava de partidas preliminares, mas já atraía muita gente com sua genialidade no esporte. Assim que foi chamado para compor o time dos profissionais, nunca mais o deixou. Com 17 anos, foi convocado para a Seleção Argentina, no entanto, acabou sendo vetado em 1978. No mesmo ano, foi artilheiro do campeonato argentino e considerado o melhor jogador da América do Sul – o que se repetiu em 1980.

Em seguida, foi convidado a compor o time do Boca Juniors, no qual consagraria seu nome. Antes de 1982, foi vendido ao Barcelona, que o via como uma espécie de messias. Conforme o atleta em sua biografia, foi no time catalão que teve problemas graves – como a hepatite e lesões – que o impediram de ser o melhor. Além disso, foi na Catalunha que também despertou certo interesse pelas drogas. Estando endividado, foi atuar pelo Napoli.

Foi justamente no Napoli que alcançou o auge de sua carreira. Afinal, era tão bem quisto pela população que até se deu ao direito de levantar torcida, na Copa do Mundo de 1990, para a Argentina, e não para a Itália. Em 1991, depois de um jogo contra o Bari, seu exame antidoping dá positivo para cocaína, demonstrando seu vício em drogas. Após o ocorrido, foi suspenso do futebol por cerca de quinze meses e desenvolveu uma depressão, sendo preso em Buenos Aires por estar sob efeito de drogas.

Mais atualizações em breve.

Tags mais acessadas