Dia Mundial do Rock, 13 de julho - Experiências de um Rockeiro
Menu & Busca
Dia Mundial do Rock, 13 de julho – Experiências de um Rockeiro

Dia Mundial do Rock, 13 de julho – Experiências de um Rockeiro

Home > Entretenimento > Música > Dia Mundial do Rock, 13 de julho – Experiências de um Rockeiro

Dia 13 de julho é considerado o Dia Mundial do Rock. E , por incrível que pareça, a data recebe mais notoriedade e destaque no Brasil. Isso porque duas rádios paulistanas apostaram na celebração da data que comemora esse gênero musical tão importante na história da música. 

Tudo começou em uma das apresentações de um dos festivais mais icônicos da história do Rock, o Live Aid (1985). O festival, que teve como palco o estádio do Wembley, em Londres, tinha como objetivo a arrecadação de fundos para o combate à fome na Etiópia e reuniu artistas e bandas renomadas, sendo o Queen a mais esperada. Mas não foi com a banda de Freddie Mercury que a proposta do dia mundial do rock surgiu, e sim com outro britânico. 

Phil Collins tentou implantar a data em que acontecia o festival, dia 13 de julho, como dia mundial do rock. Na euforia do momento, a plateia foi à loucura com a ideia, mas, depois, isso se perdeu e foi praticamente esquecido.

No entanto, duas rádios paulistas no início dos anos 90 insistiram na ideia levantada por Phil Collins e difundiram a data para os ouvintes, a ideia se espalhou pelo país e até hoje os rockeiros brasileiros celebram o Dia Mundial do Rock no dia 13.

Rock e sua musicalidade

O rock’n’roll é um dos estilos musicais mais multifacetados, indo desde de o Pop Rock até o Death Metal, o que, por um lado, mostra sua riqueza e, por outro, permite aos ouvintes atender aos mais variados estilos.

Aproveitando a data, exponho, aqui, o meu lado fã, compartilhando 3 experiências dentro do universo do rock que contribuíram para moldar minhas preferências roqueiras, que – confesso – transitam em torno do rock pesado, ou Heavy Metal na linguagem dos adeptos do gênero musical.

Como são inúmeras as bandas que me marcaram e têm a presença garantida nas minhas playlists, a seleção é repleta de faltas e possíveis injustiças. Mas tem por base o impacto pessoal que os shows dessas bandas tiveram em mim e em como esse impacto moldou minha percepção musical.

Experiências de um Rockeiro

Heaven and Hell

Com oito anos de idade, fui assistir ao show da banda Heaven and Hell, composta pelos integrantes originais do Black Sabbath, tendo à frente o cantor icônico Ronnie James Dio no lugar de outro ícone, Ozzy Osbourne, cantor original do Sabbath.

A combinação de ser o meu primeiro show de rock com a relevância daqueles integrantes dentro da história da música e a qualidade do som que vinha do palco se transformou no meu cartão de ingresso para o mundo do rock. A partir desse dia, passei a ser mais curioso quanto às bandas, comecei a ouvir mais vezes, pedir para comprar CD e descobrir novas bandas.

bandas de rock
Heaven and Hell. | Foto: Reprodução.

Iron Maiden

A segunda experiência foi o primeiro show em que eu pedi para ir. Iron Maiden, em 2011, no HSBC Arena, hoje, Jeunesse Arena. Esse show tornou-se mais memorável ainda por conta de um incidente com a grade que dividia a pista premium do palco. O público rompeu essa barreira ao longo da primeira música do show interrompendo a performance da banda que optou por adiar o espetáculo por garantia da segurança.

Em resumo, o show passou para o dia seguinte. Além desse acontecimento, esse show me marcou não só por colocar o Iron Maiden como uma de minhas bandas favoritas, mas por deixar claro que eu me tornara um fã do gênero. Música rápida, tocada com uma técnica incrível, melodias complexas e trabalhadas, letras que viviam episódios e personagens históricos.

Por sorte, foi uma época em que mídias digitais estavam surgindo e ganhando visibilidade, então, o acesso a músicas ficava mais fácil. Em uma das minhas primeiras playlists, estavam presentes bandas como Metallica , Scorpions, Whitesnake, Motorhead, Judas Priest, Black Sabbath e, claro, Iron Maiden.

Iron Maiden
Iron Maiden. | Foto: Reprodução.

Dream Theater

Dando um salto de 8 anos, entramos na última experiência que foi o show do Dream Theater, em 2019. A banda norte americana é, juntamente do Metallica, aquela em que vi mais shows, quatro cada uma. E eu ter escolhido este em específico tem uma razão – além do fato de ter sido meu último show pré-pandemia.

O Dream Theater se enquadra mais no gênero rock progressivo que Heavy Metal, e tem por características composições rebuscadas e longas. Mas é impressionante verificar até onde vai a dedicação de um músico. Não se toca as músicas da banda sem anos e mais anos voltados ao estudo e ao conhecimento musical.

E, com esse show de 2019, com uma idade mais madura e um maior conhecimento dentre os diferentes gêneros, pude ratificar que este foi o espetáculo musical mais rico tecnicamente falando que eu já assisti.

dia mundial do rock
Dream Theater. | Foto: Reprodução.

Metallica

Finalmente, não poderia fechar um texto sobre metal sem incluí-los. O Metallica. O quarteto liderado por James Hetfield é responsável – em qualquer lista que vocês procurarem na Internet – pelos maiores discos da história do gênero, destacando-se o lendário e incomparável Master of Puppets. Sem dúvida, sinto-me privilegiado.

Vai ser difícil que alguma outra banda consiga o mesmo impacto, a mesma legião de fãs e a mesma influência que o Metallica teve nos anos 80 e 90, além – é claro – de continuar até hoje na ativa, com cinquentões arrasando no palco e lotando estádios  – o que leva a pensar como será um show do Metallica depois da pandemia…

Metallica
Metallica. | Foto: Reprodução.

Playlist do Dia do Rock (13/07)

Eu sou um amante da música e não me limito a escutar apenas o Rock e as suas variantes. Mas todo dia 13 de julho eu dou exclusividade a esse gênero que impactou e continua impactando gerações.

Para entrar no clima, segue uma playlist com algumas músicas das bandas mencionadas na matéria. Aumente o som! 

_____________________________
Por Pedro Tavares – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas