Menu & Busca
DataFala! mostra percentual de estudantes universitários que moram sozinhos

DataFala! mostra percentual de estudantes universitários que moram sozinhos


Por Danilo Lacalle – Fala!Universidades

Entrar para a faculdade desejada é um dos melhores momentos na vida de um jovem. Porém, muito deles não vão para universidades próximas de casa, e precisam aprender, de uma hora para outra, a morar sozinhos.

Segundo censo do Data Fala!, 30% dos estudantes, ao entrar em uma universidade, passam a morar sozinhos ou com amigos, em repúblicas. Tendo, assim, que passar a tomar decisões por conta própria.

Compra de eletrodomésticos, móveis, contratação de serviços. Tudo está ligado ao fator “morar sozinho”. Mas o jovem precisa planejar e providenciar com antecedência todos os quesitos, para que não passe por nenhum sufoco durante sua morada.

No Brasil, a prática ainda é comum por jovens que ingressam em uma universidade, perseguindo o curso dos sonhos. Porém, a parte complicada se inicia a partir do momento que as contas chegam e quem tem que pagar os boletos são os próprios universitários. Segundo o IBGE (2016), este número de jovens que ainda dependem dos pais, mesmo morando longe, é de 28,7%. Mas, ainda assim, estes acabam possuindo um poder aquisitivo próprio e um livre-arbítrio para poderem se virar longe da cidade natal.

Morar sozinho ainda jovem, porém, não é uma exclusividade brasileira. A prática é comum em países mais desenvolvidos, segundo o mesmo censo do IBGE de 2016. Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Canadá e Estados Unidos, lideram as estatísticas de países onde estudantes saem de suas casas para poderem estudar em universidades. Isso mostra que, em lugares onde se manter sozinho é menos caro, estudantes conseguem levar com mais facilidade a difícil arte de morar sozinho.

 

 

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas