Da ‘bolha’ para o mundo: Tampa Bay Lightining conquista a Stanley Cup
Menu & Busca
Da ‘bolha’ para o mundo: Tampa Bay Lightining conquista a Stanley Cup

Da ‘bolha’ para o mundo: Tampa Bay Lightining conquista a Stanley Cup

Home > Notícias > Esporte > Da ‘bolha’ para o mundo: Tampa Bay Lightining conquista a Stanley Cup

Equipe da Flórida, Tampa Bay Lightining, bateu o Dallas Stars e garantiu o bicampeonato

Na última segunda-feira a taça mais charmosa dos esportes descobriu seu novo destino: a Baía de Tampa, no oeste da Flórida. Em uma série de total domínio, o Tampa Bay Lightining venceu a equipes do Dallas Stars em 6 partidas e conquistou o tão sonhado bicampeonato da Stanley Cup.

Os comandados de Jon Cooper chegaram com muita força para essa final, ao eliminarem equipes como Boston Bruins e o ascendente time do New York Islanders. Em contrapartida, a franquia de Dallas também demonstrou ao longo de todos os playoffs que era um candidato a erguer a Stanley Cup, também pela segunda vez desde sua fundação, ao eliminar com uma superioridade grandes equipes, como Colorado Avalanche e Vegas Golden Knights.

Porém, o que foi visto na série final foi um verdadeiro domínio por parte do Lightining, que desde muito cedo já demonstrou que dificilmente o destino da taça fosse outro senão a Baía de Tampa.

Tampa Bay Lightining
Equipe do Tampa Bay Lightining com a Stanley Cup. | Foto: Raw Charge.

Tampa Bay Lightining conquista a Stanley Cup

Na primeira partida, quem se saiu melhor foi o Dallas Stars. Um 4 a 1 surpreendente de acordo com o nível de ambas as equipes, mas quem apareceu nesse jogo (e no restante da série) não foram as grandes estrelas dos Stars, como Jamie Benn, Tyler Seguin e Alexander Radulov, mas, sim, os atletas das linhas mais baixas de Dallas. Muitos já pensaram que seria uma nova decepção por parte de Tampa Bay, que há anos vem “batendo na trave”.

NHL
Jogadores do Stars e o treinador Rick Bowness. | Foto: NHL.

Mas, a partir da segunda partida, a série mudou completamente e o Lightining mostrou que, dessa vez, não deixariam escapar. Tampa venceu o jogo 2 pelo placar de 3 a 2, com gols de Palat, Point e Shattenkirk.

No jogo 3, um verdadeiro passeio, em que as estrelas da equipe da Flórida brilharam e conquistaram um sólido 5 a 2. O grande momento desse jogo ficou para o breve retorno de Steven Stamkos, um dos ídolos da franquia que não jogou durante os playoffs por conta de uma lesão. 2 minutos e 47 segundos foi o tempo que o camisa 91 precisou jogar para conseguir marcar seu primeiro e único gol nos playoffs.

No 4º jogo, nova vitória de Tampa por 5 a 4 na prorrogação, com gol de Shattenkirk, para abrir 3 a 1 na série e deixar a franquia a apenas uma vitória da glória eterna. Porém, a equipe dos Stars não se entregaria facilmente, e venceu o jogo 5 na segunda prorrogação da partida, com gol salvador de Corey Perry.

O 6º jogo da série foi também última partida da temporada da NHL. Em um domínio impressionante por parte do Tampa Bay Lightining. Brayden Point, um dos destaques da equipe no ano e na pós-temporada, abriu o placar e Blake Coleman fechou o jogo. Um 2 a 0 para dar números finais à série e ao ano magistral de Tampa Bay.

A equipe comandada por Jon Cooper, que conta com grandes jogadores em Nikita Kucherov, Brayden Point, Andrei Vasilevskiy, goleiro que foi fundamental durante a campanha do Lightining, Victor Hedman, o defensor artilheiro e MVP das finais, e claro, Steven Stamkos. Uma equipe com muito talento, com uma grande comissão técnica, que só faltava um título para coroar um grande trabalho, mas que foi marcado por muitas decepções nos últimos anos… agora, tudo isso ficou para trás, e o Tampa Bay Lightining deixa a ‘bolha’ da NHL como o grande campeão da Stanley Cup 2020, um ano completamente atípico.

Stanley Cup
Jogadores de Tampa erguendo a Stanley Cup. | Foto: NHL.

Mais uma temporada se passou e, com ela, muitos momentos entraram para a história do esporte. Logo, a NHL estará de volta, com uma nova temporada e muitas emoções que estão por vir para os apaixonados por hockey no gelo… qual será o próximo time a escrever o nome na Stanley Cup? Em breve, outro capítulo dessa história começará a ser escrito.

Em 28 anos de história, conquistamos nossa segunda Stanley Cup, e não poderia ser em um momento mais difícil que esse. Após 12 anos de um projeto que começou com o grande Steve Yzerman, finalmente conseguimos coroá-lo com a taça.

Em 2018, chegamos à final de conferência e perdemos de forma dolorosa para o Washington Capitals, após levarmos uma virada nos jogos 6 e 7. No ano passado, tivemos nossa melhor temporada da história e fomos varridos pelos Blue Jackets no primeiro round dos playoffs. Neste ano, antes dos playoffs, sofremos uma goleada para os Flyers, e naquele momento, eu já imaginei que novamente não chegaríamos perto de vencer o troféu. O filme com todos os desafios e sofrimentos dos últimos anos passou na minha cabeça, já me preparando para o que viria nessa pós-temporada.

Porém, surpreendentemente, o time criou uma força absurda e após goleadas, jogadores machucados e muitas prorrogações, finalmente conseguimos a Stanley Cup, e melhor ainda, apesar do 5° jogo das finais, não tivemos sufoco em passar pelos adversários, vencendo equipes com defesas que são consideradas as melhores da liga.

E eu, como uma recém-torcedora dos Bolts, não poderia ficar mais orgulhosa! Diria até que fui eu quem trouxe sorte para Tampa (risos). Mas, enfim, é apenas incrível que um time considerado mentalmente fraco por vários torcedores e jornalistas do esporte, tenha conquistado a Stanley Cup mais desafiadora dos últimos tempos. Espero poder trazer mais sorte e taças para o meu novo amor.

Disse a jovem e apaixonada torcedora do Tampa Bay Lightining, e agora bicampeã da NHL, Jessica Soler.

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala!; se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

________________________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC

Tags mais acessadas