Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
A Culpa é das Estrelas – um papo sobre Astrologia

A Culpa é das Estrelas – um papo sobre Astrologia

Por Vittoria Burattini – Fala!PUC

 

Os astrólogos Felipe Betim e Franciele Costa esclarecem as dúvidas mais frequentes sobre o tema

A astrologia é uma ciência que estuda as relações entre as posições dos corpos celestes e os acontecimentos terrestres. Segundo o astrólogo do canal  Café com Astrologia, Felipe Betim, cada planeta possui uma forte massa e magnetismo, influenciando diretamente a nossa vida. Esse estudo não é recente, dados apontam que teria surgido na Babilônia nos tempo Antes de Cristo. Desde a Antiguidade já se olhava para o céu com o intuito de entender porque algumas colheitas eram melhores que outras, ou porque havia ou fartura; com o passar do tempo, essa análise foi se aprofundando, e foi descoberto que cada ângulo que os planetas fazem entre si nos afeta de modo direto. “É só pensar na Lua. Se suas fases já alteram (e muito) as marés, imagina o que ela não faz com o nosso corpo, que é composto por 75% de água” explica Felipe.

Existem 12 signos divididos em quatro elementos: Fogo(Aries, Leão, Sagitário), que simboliza o animo de viver, explosões, coragem; Terra(Touro, Virgem, Capricórnio) que representa a construção, a ambição, a segurança;  Ar(Gêmeos, Libra, Aquário) que corresponde a mente, o intelecto, a curiosidade, e Água(Câncer, Escorpião, Peixes) que caracteriza as emoções e a sensibilidade.

Signos do mesmo elemento geralmente se entendem pois vibram as mesmas energias. Pessoas de Fogo se cansam rápido, por isso são sempre dinâmicas. Pessoas da Água são mais sensíveis, por isso pensam mais nos outros. Pessoas do Ar adoram um bate papo, por isso podem passar horas debatendo assuntos, e pessoas de Terra são mais pés no chão e práticos, e por isso vivem sem rodeios” esclarece o astrólogo.

[read more=”Leia Mais” less=””]

O mapa astral, mapa que mostra a posição correta dos astros e dos signos em relação à Terra no momento em que a pessoa nasceu, é composto por várias casas e planetas; porém, os mais básicos de se entender são a Lua, o Sol e o ascendente. Lua representa a forma como sentimos, nossas emoções, e como as expressamos. Sol é a nossa expressão maior, nosso propósito, a forma como nos realizamos, o ego. E ascendente é o caminho pra atingirmos a nossa realização pessoal (Sol), e também a forma como expressamos nossa personalidade de início, como nos apresentamos pras pessoas.

Os planetas emitem energia sobre nós e como poucos sabem, estamos passando uma fase de Mercúrio retrógrado. Durante a entrevista, Betim aponta que quando Mercúrio fica em seu movimento retrógrado (que é quando parece que os planetas estão andando pra trás), todos os assuntos que envolvem esse planeta também parecem se estagnar. Entre eles a nossa comunicação (maus entendidos), deslocamentos, contratos, decisões, parcerias, negócios, trânsito, aparelhos eletrônicos. “O que acontece é que tudo isso passa a ser adiado ou apresentar falhas, pois nesse período de retrogradação, Mercúrio nos pede mais atenção e cuidado com relação a esses temas, e como ele fica retrógrado até 4 vezes por ano, é sempre bom acompanharmos páginas ou instas de Astrologia pra evitarmos problemas nessas áreas.”

Franciele Costa e Felipe Betim, astrólogos do “Café com Astrologia”

A astrologia sempre esteve muito presente na vida ocidental, mas atualmente está sendo muito mais abordada do que no passado. Passou a se tornar algo rotineiro e comentado no dia a dia. De acordo com o astrólogo isso tem uma explicação: Estamos na transição da Era de Peixes pra Era de Aquário, e a Astrologia tem uma relação bem especial com esse signo, já que é uma ferramenta de autoconhecimento incrível, e de fácil consulta. Como estamos vibrando numa Era onde o compartilhamento de conhecimento está mais livre e aberto (energias de Aquário), a Astrologia e muitas outras técnicas têm tomado mais força, e praticamente qualquer pessoa com internet e boa vontade pode aprender a utiliza-la. Já vimos pesquisas dizendo que a Astrologia é a nova forma de espiritualidade dos jovens, e acreditamos que essa transição planetária que estamos passando tem nos despertado mais pra nós mesmos e pra nossa espiritualidade. E como a Astrologia é extremamente acessível e simples de se aprender, têm naturalmente tomado mais força”.

Vemos o mundo sempre como algo muito material e esquecemos de sua energia, assim, a astrologia é essencial em nossas vidas para nos conectarmos com a nossa própria personalidade. Tudo no universo está interligado, planetas, natureza e seres vivos e não podemos nos esquecer disso.

[/read]

 Confira também:

– Moda, cultura e política – como a década de 60 influenciou o mundo da moda

– Que Diferença Faz se Deus Existe? – William Lane Craig na PUC

0 Comentários