Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Crítica – Querido Menino

Crítica – Querido Menino

Por Beatriz Biasoto – Fala!Cásper

Steve Carell e Timothée Chalamet atuam como pai e filho (Foto: Amazon Studios/Divulgação)

O longa Querido Menino, inspirada no livro de mesmo nome, foca na relação pai e filho e na questão da dependência química. Retratando as memórias do renomado jornalista David Sheff (Steve Carell) e de seu filho Nic Sheff (Thimothée Chalamet), o filme mostra a realidade de muitos dependentes químicos e suas famílias com maestria e sem nenhum tipo de romantização ou julgamento. A produção é dos estúdios da Amazon e fez sua estreia em outubro do ano passado, porém só chegou aos cinemas brasileiros na última quinta-feira (21/02).

O ator de Me Chame Pelo Seu NomeTimothée Chalamet – mostrou merecer sua recém conquistada fama com uma atuação impecável e sólida, mesmo representando um personagem tão complexo e cheio de altos e baixos como Nic Sheff. Steve Carell também representou as dores e preocupações de pai com maestria, além de funcionar perfeitamente com Timothée.

Jasper Sheff (Christian Convery) e Nic Sheff (Timothée Chalamet) na praia (Foto: Amazon Studios/Divulgação)

Outro destaque de Querido Menino é a trilha sonora que parece envolver o espectador e trazê-lo para mais perto da história, a trilha conta com clássicos de Nirvana e David Bowie, além da celébre Beautiful Boy (também título original do filme) feita por John Lennon para seu filho Sean e que aparece cantada por Steven Carell no meio de um dos flashbacks da infância de Nic. 

O fato da longa não ter uma passagem do tempo sempre linear deixa a história mais dinâmica e intensa ao mostrar a ótima relação que Nic e David sempre tiveram em contraste com o distanciamento cada vez maior após os diversos períodos de reabilitação e recaídas enfretados por Nic. A trama não segue nenhum padrão de filme sobre dependência química e não possui um final óbvio, é preciso esperar para saber o que acontece.

Dirigido pelo belga Felix Van Groeningen e com o nome de Brad Pitt na direção, o drama cumpre seu papel não só de mostrar as dificuldades enfrentadas por dependentes químicos e familiares, mas também de humanizá-los e não procurar culpados pelo problema. Querido Menino consegue emocionar sem apelações e envolver até o último minuto.

0 Comentários

Tags mais acessadas