'Control Z' – Leia a crítica da série original da Netflix
Menu & Busca
‘Control Z’ – Leia a crítica da série original da Netflix

‘Control Z’ – Leia a crítica da série original da Netflix

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Control Z’ – Leia a crítica da série original da Netflix

Control Z é a mais nova série teen de suspense da Netflix, que tem investido em conteúdos desse tipo. Lançada no dia 22 de maio deste ano, a série conta com 8 episódios disponíveis e já está fazendo sucesso na plataforma.

A trama aborda o dia a dia do Colégio Nacional no México e as problemáticas envolvidas na vida dos jovens. No começo, para ambientar o telespectador, a série mostra a maioria dos personagens que serão relevantes no desenrolar da história e detalha um pouco sobre seus comportamentos.

Essa “apresentação” é feita pela personagem principal, Sofía Herrera, que, de início, é aquele velho clichê de garota isolada, introvertida e muito observadora. Porém, com o passar do tempo, é possível perceber que Sofía é uma adolescente em recuperação de fatos traumáticos, os quais nós, telespectadores, entendemos e vemos a evolução da personagem ao longo dos episódios.

Por apresentar seus próprios problemas, como a morte de seu pai, a automutilação e o fato dela ter ficado um tempo internada em uma clínica psiquiátrica, ela se exclui de toda a sua turma. Até que o novato Javier Williams chega ao colégio e decide se aproximar dela.

Tudo parece normal até o momento em que surge um hacker misterioso que começa a chantagear e expor os segredos do grupo de adolescentes populares da escola. Raúl, um dos garotos populares que tem seu segredo revelado, pede a ajuda de Sofía para desvendar esse mistério, pois somente uma pessoa tão observadora conseguiria descobrir quem estava fazendo isso e tentando acabar com a reputação de todos.

Ao longo dos episódios, a explanação de assuntos íntimos toma maiores proporções e cria situações complicadas e sérias no colégio. Enquanto todos os alunos estão sendo ameaçados pelo hacker de ter seu segredo revelado, inclusive ela mesma, Sofía segue suas intuições em busca do criminoso.

Control Z Netflix
Série Control Z, original da Netflix. | Foto: Reprodução.

Nesse enredo, a série aborda temas importantes, como bullying, transfobia, corrupção e transtornos mentais. Apesar desses assuntos não serem tão inovadores para a construção de roteiros, tais questões são apresentadas dentro de uma trama maior e significativa: a era digital e a violação de privacidade.

Por ser uma temática muito atual, ela dialoga bastante com a realidade dos telespectadores, principalmente do público jovem. Além disso, cada personagem possui sua trama particular, que é reconhecida e aprofundada no desenrolar da história, fato que não deixa a série ser monótona.

Analisando um pouco o elenco, mesmo alguns atores sendo mais velhos do que os personagens que estão interpretando, a maior parte apresenta faixa etária adequada para atuar como adolescentes. Ademais, por ser uma série teen, a maioria dos atores são jovens, mas, em momento nenhum, a atuação foi prejudicada pela idade, muito pelo contrário. É perceptível a forma como todos entraram, de fato, nos personagens e deram vida a eles.

Portanto, no geral, a história é bem desenvolvida, com episódios bem amarrados, que deixam o telespectador preso na narrativa. É uma série curta e intensa, boa para maratonar em 2 dias. Assim, a trama torna-se válida e interessante. 

Trailer oficial de Control Z

Ficha técnica

Título OriginalControl Z
Duração: 296 minutos
Lançamento: 22 de maio de 2020
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: Carlos Quintanilla, Adriana Pelusi e Miguel García Moreno
Classificação: 18 anos
Gênero: Suspense, Drama
País de Origem: México

_________________________________
Por Maria Eduarda Vieira – Fala! UFF

Tags mais acessadas