Conheça as consequências de uma possível Superliga Europeia
Menu & Busca
Conheça as consequências de uma possível Superliga Europeia

Conheça as consequências de uma possível Superliga Europeia

Home > Notícias > Esporte > Conheça as consequências de uma possível Superliga Europeia

A Superliga Europeia é um campeonato que foi idealizado e organizado pelo atual presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, onde reuniu 12 times fundadores para a realização de um campeonato entre as maiores potências econômicas do futebol europeu. Entre os clubes estavam o Big-6 do futebol inglês (Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Arsenal e Chelsea), Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid da Espanha e Juventus, Milan e Internazionale da Itália. Porém, a ideia original era entrar mais 8 times para completar o campeonato, sendo que 3 entrariam como clubes fundadores e 5 entrariam como clubes convidados.

A Uefa não concordou com a criação de uma nova liga e comunicou diversas punições para os clubes e jogadores que fossem aderi-la. Os clubes não poderiam participar das competições organizadas pela Uefa e pela Fifa, além de perderem o direito de participarem dos campeonatos nacionais, caso decidissem retornar depois de algum tempo, seriam rebaixados até a ultima divisão dos seus respectivos países. Os jogadores também teriam punições severas, sendo impedidos de jogar competições pelos seus países, como a Copa do Mundo, principal campeonato entre nações.

superliga
A Superliga Europeia ainda está em tramitação, mas pode impactar o futebol mundial. | Foto: Reprodução.

Consequências de uma possível Superliga Europeia

As consequências iriam muito além das punições para esses clubes e para os seus jogadores, os campeonatos nacionais perderiam suas principais potências, reduzindo a qualidade dos campeonatos, perdendo diversos patrocinadores e a audiência que costumam atrair. Sendo assim, diversos clubes menores que participam dessas competições entrariam em crise financeira, podendo levar à falência esses clubes e à perda de diversos empregos.

O principal campeonato do mundo, a Uefa Champions League, também teria diversas consequências negativas com a realização desse campeonato, além de perder os principais clubes, o campeonato que está sendo realizado seria cancelado, tendo o Paris Saint-Germain como campeão sem disputar a final. Clubes de países menores da Europa têm a UCL como principal campeonato para dar visibilidade aos seus clubes, dessa forma, a realização da Superliga não afetaria apenas as principais ligas nacionais como times da Europa inteira.

A Copa do Mundo, evento mundialmente conhecido, também teria um prejuízo considerado, os principais jogadores do mundo não poderiam jogar, diversas nações que marcaram presença na ultima Copa perderiam seus principais jogadores, caso do Egito, com a perda do Mohamed Salah, jogador do Liverpool, e da Coreia do Sul, com o Son Heungmin, jogador do Tottenham, por exemplo.

A questão da nova competição também se tornou uma questão política, visto que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, também se envolveu na discussão e criticou duramente a participação dos clubes ingleses, prometendo “ver tudo o que se pode fazer para a não realização do campeonato”. Os presidentes de clubes, de mesmo modo, entraram na questão, visto que o presidente do PSG e do Bayern de Munique foram contra a criação do campeonato e estão apoiando as decisões da Uefa.

Esse campeonato vem causando discórdia ao redor do mundo, diversos torcedores dos clubes fundadores foram protestar nesta segunda-feira (19) e nesta terça-feira (20) contra a realização desse campeonato, por tratar-se de um campeonato elitista, onde só clubes convidados poderiam participar. Os clubes estão revendo suas posições e estão com receio da realização do campeonato, por causa do apelo de suas torcidas e de toda comunidade futebolística. O Barcelona já afirmou que, caso o conselho não aprove a participação do clube na liga, ele não participará, já no caso do Chelsea e do Manchester City, é mais além, os canais britânicos, como BBC e Sky Sports, dão como certa a desistência desses clubes da Superliga Europeia.

______________________________
Por Murilo Frota Monforte – Fala! Cásper

Tags mais acessadas