Home / Colunas / Conheça a Página Rugby De Calcinha e Saiba Muito Mais Sobre o Esporte e a Sua Categoria Feminina

Conheça a Página Rugby De Calcinha e Saiba Muito Mais Sobre o Esporte e a Sua Categoria Feminina

O Rugby Veste Calcinha !

Assim como no Futebol, o Rugby está diretamente ligado ao estereótipo da brutalidade e da força, além de estar enraizado na ideia de que esse tipo de esporte é coisa pra macho. Somente para machos.

Porém, já que as minas sabem que o Rugby está bem representado em suas mãos, elas resolveram criar a página Rugby de Calcinha, para integrar e valorizar a comunidade feminina que pratica o esporte, divulgando times, jogadoras, campeonatos e tudo mais que faz parte deste universo.

rugby

Trocamos uma ideia com as organizadoras da página, e descobrimos muito sobre a sua criação e a importância dessa comunidade virtual para o esporte. Confira:

Fala!: Na descrição da página, vocês dizem ser o primeiro site brasileiro voltado para a modalidade feminina do Rugby. Quando e como começou essa história?

RDC: O blog foi criado em maio de 2009, numa tarde em que as criadoras do Blog, Teresa Raquel e Anna Joana, estavam procurando material para ministrar aulas teóricas sobre a modalidade para as novatas do time (Teresina Rugby).

No meio dessa busca, perceberam que não havia muito material sobre o Rugby feminino nacional, e como Teresa queria ser jornalista, surgiu a ideia de criar um blog voltado para a categoria feminina, que apesar de conseguir mais títulos e expressão no âmbito internacional, não tinha um veículo para mostrar os feitos, novidades e incentivar a prática entre o público feminino.

Atualmente, o conteúdo no blog é bem diverso. Têm notícias sobre Rugby, competições nacionais, internacionais e amistosos, informações de times do Brasil, seleção brasileira, colunas, Rugby de Calcinha na Imprensa, entre outros assuntos. A produção do conteúdo é feita por meninas, de forma voluntária, de todas as regiões do país: no sul, sudeste, centro-oeste, norte e nordeste. Isso é feito porque queremos estar presente em todos os cantos do Brasil.

Fala!: Além do site, vocês também têm um grupo no Facebook. Qual é a finalidade do grupo?

RDC: Temos a Fanpage e o grupo no Facebook (Rugby de Calcinha), Instagram (@rugbydecalcinha), Snapchat (@rugbydecalcinha), Twitter (@rugbydecalcinha), o site (www.rugbydecalcinha.com.br) e outras mídias com o objetivo de divulgação do rugby, principalmente, o rugby brasileiro. Temos um grupo no whatssap (RDC) e um grupo fechado no Facebook, esses a nível de comunicação entre as integrantes do RDC.

Captura de Tela 2016-07-06 às 11.24.11

Fala!: O Rugby é um esporte pouco conhecido no Brasil, ainda mais na modalidade feminina. Qual é, na opinião de vocês, o maior preconceito que o Rugby feminino enfrenta? Vocês lutam contra isso?

RDC: Comparado ao masculino, na maioria dos esportes não há a mesma visibilidade, os mesmos investimentos, a falta de interesse dos expectadores, por acharem que o nível do feminino é “inferior”.

Isso acaba refletindo na pouca divulgação nos meios de comunicação, e este é o motivo da página ser criada, pra ajudar a nós, mulheres, na busca do reconhecimento e valorização conquistados e merecidos. Nos nossos veículos de comunicação, a mulher sempre tem prioridade e voz.

13344628_1225941140751749_3834040018377547367_n
Foto: Facebook do Charrua Rugby Clube.

 

Fala!: As criadoras da página são jogadoras de Rugby? Se sim, jogam em algum time?

RDC: As fundadoras do RDC (Anna Joana (Annajô) e Teresa Raquel) atualmente não jogam. Hoje, toda a equipe compõe 11 integrantes. 10 de diversas partes do País e 1 mora na Irlanda. Dentre as 11, 5 jogam – e uma delas joga em um clube da Irlanda.

13116186_1206172116061985_3748312547579272872_o
Foto: Rhandara Lopes.

 

Fala!: Já aconteceu, na história de algum campeonato, um time feminino enfrentar um time masculino?

RDC: Em jogos oficiais não é permitido. Mas sempre acontecem jogos onde atletas tanto de times femininos e masculinos jogam juntos, os famosos times mistos. Nada oficial, apenas diversão.

game woman rugby whoever

Fala!: O Rugby feminino também sofre preconceito por parte da mulher? Como vocês enxergam isso?

RDC: Ainda não nos deparamos com esse tipo de preconceito partindo da própria mulher, mas, se há, cremos que a emissão prévia de opiniões e conceitos sem que haja uma análise mais aprofundada do esporte, para nós, não é válida. Isso vale pra qualquer tipo de preconceito.

Fala!: Quais valores e aprendizados o Rugby pode transmitir, além da atividade física?

RDC: O Rugby é muito mais que um esporte. Ele fornece um espírito de unidade que conduz a grandes amizades, camaradagem, espírito de equipe e lealdade, que transcendem diferenças políticas, geográficas, culturais e religiosas. Quem conhece o Rugby, se apaixona e passa a praticar os 5 pilares mundiais do esporte, que são: Integridade, respeito, solidariedade, paixão e disciplina. Não só dentro, como fora de campo também.

Fala!: Para divulgar um time na página, basta mandar uma mensagem inbox pra vocês?

RDC: Qualquer forma de contato é válida. Após o primeiro contato, pedimos algumas informações que achamos essenciais para os futuros rugbiers do time, como o nome, contato, dias e horários de treinos, entre outros. Sempre procuramos atualizar a lista de times que a cada dia vem se tornando maior (obaaaa).

Fala!: Querem deixar um recado para as meninas que ainda pensam em jogar, mas que têm algum receio por conta da “violência“ ?

RDC: O Rugby pode machucar como qualquer outro esporte. Por ser um esporte que tem contato físico entre os atletas, algumas pessoas acham que há “pancadaria“ ou até violência desordenada. Isso não é verdade.

Em algumas das formações e posições do jogo, atletas acabam trombando e derrubando uns aos outros. É comum. Mas, você não irá saindo por aí tackleando sem aprender técnicas, treinamentos específicos para esse e outros fundamentos do jogo.

A maior parte das pessoas não entendem, e acreditam que é um esporte louco e para pessoas violentas. Que tal começar a mostrar aos amigos, pais, parentes e vizinhos o que há por traz de toda a brutalidade rugbier, mostrar que há uma tradição a ser mantida com princípios e leis levadas a sério por seus praticantes, amantes, treinadores, etc. O Rugby é mais que um tackle bem dado, é cumprimentar seus adversários de campo após cada partida, e começar uma conversa de amigos fora de campo. É celebrar cada encontro, é ser solidário, companheiro, disciplinado e, principalmente, ter respeito por todos desde o treinador até a pessoa responsável por arar o gramado.

Antes de julgar o esporte, que tal experimentar um pouco o seu meio e se apaixonar por ele, assim como nós? Vem ser um rugbier você também, vem ser Rugby!

13238876_1217414211604442_8397361371755621003_n
Foto: Giuliano Gomes.

 

13516314_1240297899316073_4665470909212912590_n

Snapchat: rugbydecalcinha

Facebook: /rugbydecalcinha

Instagram: @rugbydecalcinha

Twitter: @rugbydecalcinha

Site: rugbydecalcinha.com.br

 

 

Por: Marcelo Gasperin – Fala! Universidades

Confira também

“Maria Mudança” – A hora de mudar é toda hora

O receio de mudar as coisas na vida pode tirar muita gente da zona de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *