Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Conheça a DJ Mais Famosa da Anhembi Morumbi

Conheça a DJ Mais Famosa da Anhembi Morumbi

Ser DJ parece ser fácil, mas não é.

12596885_10153537765293500_1460702128_o

Não é a toa que a DJ mais amada da universidade Anhembi Morumbi chegou onde chegou. Na matéria de hoje, vamos conhecer um pouquinho sobre a DJ Bruu, que já conquistou o coração de muita gente e vai conquistar o seu também. Confira:

Fala!: Onde aconteceu a primeira vez que você tocou em uma festa?

DjBruu: A primeira vez que eu toquei foi em uma festa de família, foi onde comecei. Aconteceu porque um Dj faltou e o meu pai falou “coloca o seu pen drive e vê no que vai dar” – eu sempre tive um boa relação com a música, e quando eu percebi já estava tocando. Deu tão certo que na outra semana eu já tinha mais uma festa para tocar e desde então eu nunca parei.

Fala!: Com qual estilo de música você gosta de trabalhar?

DjBruu: Eu gosto de hip hop e trap, essas são as vertentes que eu represento hoje e levo isso para o mundo universitário.

Fala!: Quando você começou a tocar nas festas da Grifo?

DjBruu: Eu comecei a tocar em 2014, logo que eu entrei na bateria. Foi no primeiro churras, os meninos me convidaram para tocar, aconteceu na Bresser, no atleticanos.

13112912_1758114194418236_3983927998013211711_o

Fala!: Quais dicas você daria para quem está começando agora na área?

DjBruu: Hoje, eu diria principalmente para não ir por entusiasmo achando que ser Dj é só festa, Vips e paquera. Não é isso. Precisa ter força de vontade, porque vai muito mais além de dar um play, é necessário pesquisar músicas, entender do estilo que você quer seguir e saber o máximo possível dele, saber mixar e ter dedicação assim como qualquer outra coisa.

Fala!: Qual é a maior dificuldade que você já passou para chegar até aqui?

DjBruu: Foi o preconceito. Por ser uma profissão geralmente masculina, eu sempre tive que provar duas, três vezes que eu sabia tocar, que eu poderia ser uma Dj.

12646846_1720911708138485_834770529946744211_o

Fala!: Como é o mercado hoje em dia para as Djs mulheres ?

DjBruu: Não está ruim, mas, hoje falam que Dj mulheres são diferentes, não por serem boas ou pela talento, mas, só pelo fato de ser uma Dj mulher, então a gente acaba conseguindo tocar em mais festas do que os homens só pelo fato de ser mulher. É um mercado muito bom, e se você souber trabalhar, você vai longe.

Fala!: Quais são as suas referências ?

DjBruu: Gosto do Kl Jay, Dj Paty de Jesus por causa da versatilidade dela – que é modelo, VJ e etc, e da Dj Vivian Marques, que trabalha com Hip Hop – ela é da velha guarda e toca muito.

905688_1739179739645015_2795572861235677207_o

Fala!: Hoje você é marca registrada nas festas da Grifo. Qual é a melhor lembrança que você tem?

DjBruu: Foi em uma festa onde eu percebi a força que eu tinha. Quando eu cheguei na festa todo mundo veio me cumprimentar. Na mesma noite, me arrepiou muito quando eu parei a música e todo mundo começou a cantar e gritar “DjBruu!”

Fala!: Com qual música você gosta de abrir as festas?

DjBruu: Não tenho uma música especifica para abrir, mas gosto de sentir o que a galera quer, é o que eu sinto no momento. Por exemplo, às vezes me pedem para abrir com funk, mas se eu sentir que a galara não está no momento de receber, eu abro com outro tipo de música.

Fala!: Hoje você é Diretora de Eventos da Bateria da Pegada Monstro. Quando começou a participar ?

DjBruu: Só entrei na Grifo por causa da bateria. Entrei na escolinha em 2014, e com o tempo comecei crescer e ganhar a confiança dos meninos – fui presenteada com esse cargo para 2016 e 2017, e eu gosto muito, vou fazer tudo com muito amor, sou apaixonada pela pegada monstro.

12891508_1739180202978302_5769953785501800565_o

Fala!: O curso de publicidade e propaganda te ajudou para seguir na área de Dj?

DjBruu: Sim, em muita coisa. Acho que o principal é o marketing que eu uso no meu trabalho.

Fala!: Qual foi a reação da sua família quando você falou que seria Dj?

DjBruu: Eles super apoiaram, até porque partiu deles! Eu tenho um tio Dj e minha família tem uma relação bem legal com a música, por isso foi bem tranquilo, eles adoram.

Fala!: Se não fosse DJ, você acha que estaria trabalhando com o quê?

DjBruu: Eu iria trabalhar com alguma coisa relacionada com música, talvez percussionista ou musicista, mas teria uma relação direta com a música.

1498091_1725523307677325_1375621758516613774_o

Fala!: Como você consegue conciliar a aula com o seu trabalho?

DjBruu: É bem corrido, porque além de ser Dj e estudar, eu trabalho como publicitária. Eu dedico minhas sextas e sábados para tocar, enquanto meu domingo é para descansar, porque se não meu corpo não aguenta. Às vezes eu falto na aula para tocar, mas vou organizando as prioridades.

Confira a agenda da DjBruu para o mês de agosto e setembro:

19/08 – Menina Rosa

20/08 – Sucessagem

26/08 – Farma USP

27/08 – Puccamp

02/09 – Paulista

03/09 – UP Club + The Killadaa noite

09/09 – Devaneio

10/09 – BeerPuc – Puc SP

24/09 – Mansão do Gorilla II

IMG_4743 copiar

Redes sociais:

Face: djbruusp

Insta : @djbruusp

Soundcloud: djbruusp

 

Por: Mitty Yashima – Fala! Anhembi

0 Comentários