Conheça 5 jogos de videogame que foram adaptados para o cinema
Menu & Busca
Conheça 5 jogos de videogame que foram adaptados para o cinema

Conheça 5 jogos de videogame que foram adaptados para o cinema

Home > Entretenimento > Geek > Conheça 5 jogos de videogame que foram adaptados para o cinema

Descubra adaptações para as telonas baseadas em jogos de videogame

Inúmeros são os filmes que se baseiam em livros, como Assassinato no Expresso do Oriente, Perdido em Marte, Capitães da Areia e vários outros. E nas últimas décadas, começaram a ser feitas produções baseadas em games, vários títulos de consoles foram parar nos cinemas e novos anúncios são feitos sobre lançamentos, como o filme de Ghost of Tsushima, o novo Mortal Kombat. A cada nova notícia, os fãs ficam na expectativa, pois poucos foram os longas que conseguiram passar a mesma sensação dos jogos.

Jogos de videogame adaptados para o cinema

Super Mario Bros – 1993

jogos de videogame
A primeira adaptação de um jogo não agradou muito os fãs. | Foto: Reprodução.

O encanador mais famoso dos videogames foi tema do primeiro longa sobre games. No filme em live-action, dirigido por Rocky Morton, Annabel Jankel e Dean Semler, Mario e Luigi (Bob Hoskins e John Leguizamo) encontram um universo paralelo e precisam impedir que o Rei Bowser (Dennis Hopper) mescle as dimensões para se tornar um ditador em ambos os mundos, e os irmãos precisam também resgatar a princesa Daisy (Samantha Mathis).

Alguns personagens e até mesmo a história foi alterada dos jogos para os cinemas, o que não agradou muitos fãs. E nem os críticos, já que o filme recebeu muitas avaliações negativas, estando presente inclusive em listas de piores filmes já feitos. Por tratar-se de um game tão popular, o longa deveria ter sido melhor trabalhado e pensado.

A desenvolvedora do game, a Nintendo, anunciou no ano passado que está trabalhando em um novo filme sobre o Mario, dessa vez, será uma animação e tem previsão de lançamento para 2022. De acordo com a empresa, o longa está em estágios avançados de planejamento e a produção está seguindo o cronograma tranquilamente. Ainda não há informações sobre o enredo, mas espera-se que seja melhor do que o filme de 93.

Assassin’s Creed – 2016

jogos que inspiraram filmes
Apesar do sucesso nos consoles, o filme não se saiu tão bem. | Foto: Reprodução.

Uma das franquias mais famosas e aclamadas teve sua versão para o cinema dirigida por Justin Kurzel. A saga desenvolvida pela Ubisoft conta com 12 jogos da história principal, passando por vários períodos históricos, como Antiguidade Clássica, Renascimento, Revolução Francesa, II Revolução Industrial, entre outros. A trama baseia-se em uma luta de duas irmandades, os Cavaleiros Templários e a Ordem dos Assassinos, enquanto a primeira quer dominar o mundo e impor uma nova ordem, a segunda busca a paz e o livre arbítrio. 

O filme se passa na Espanha, nos dias atuais e durante o período da Inquisição Espanhola. No presente, Callum Lynch (Michael Fassbender) descobre que é descendente do guerreiro Aguilar e ajuda a empresa Abstergo a procurar a Maçã do Éden, que possui o código para o livre arbítrio. Através de um dispositivo chamado Animus, Callum revive as memórias de seu antepassado na Andaluzia do século XV. Diferente dos games, o longa é mais focado no presente do que nos eventos ocorridos no passado, e também o período do filme nunca foi tema nos jogos.

O filme não agradou muito os fãs dos games por fugir um pouco da ideia original, mas a produção apresenta uma trama boa, não é um filme digno de Oscar, porém tem seus méritos. E há muitas referências aos jogos da série, como a Lâmina Oculta dos Assassinos, a Maçã do Éden, armas, mapas, roupas, personagens, o Salto da Fé. E nos consoles várias figuras históricas aparecem durante o jogo, no filme, não foi diferente e Cristóvão Colombo faz uma aparição.

Resident Evil – 2002 a 2017

Resident Evil
Série de filmes foge da história dos games, mas faz sucesso. | Foto: Reprodução.

A franquia desenvolvida pela Capcom é uma das mais famosas dos games e criou o gênero sobrevivência de terror e teve seis filmes até o momento. Os longas são dirigidos por Paul W. S. Anderson e fizeram bastante sucesso de bilheteria, mas desagradou alguns fãs. Como são muitos filmes e jogos, não vamos entrar em detalhes de todos. A história inicial do primeiro game, de 1996, se passa na cidade Raccoon City, quando uma equipe de soldados de elite vai até o local para investigar assassinatos ocorridos por lá e descobre que criaturas mutantes habitam o local, fruto de experimentos de uma empresa farmacêutica, chamada Umbrella.

Nos longas a história é diferente, a personagem principal é Alice (Milla Jovovich), uma ex-funcionária da Umbrella que acorda com amnésia após um acidente com um vírus criado em laboratório e, junto com uma equipe, precisa investigar o que ocorreu no local. Essa parte não fugiu muito dos games, pois nos dois universos a farmacêutica  é responsável por criar armas biológicas que causam problemas para a humanidade. Mas, em relação aos personagens e ao rumo das histórias, as coisas mudam um pouco. Alice não existe nos jogos e alguns personagens dos games até aparecem nos longas, como Jill, Carlos, Leon, mas eles não têm o mesmo peso e importância. Inclusive, o vilão Nemesis no filme ficou diferente e até chora no final.

Outro detalhe muito diferente é que nos games os personagens não têm superpoderes, são pessoas comuns tentando sobreviver e isso fica muito claro pela jogabilidade e até na escassez de munição. Diferente de Alice, que nos filmes mata muitos zumbis com chutes voadores, saltos acrobáticos. Não que seja um problema, os filmes fizeram muito sucesso, contam com cenas de lutas e ação memoráveis (como a do corredor branco no filme 5), têm uma história interessante sobre a personagem de Milla Jovovich, mas fogem da ideia de sobrevivência trazida nos games. 

Um novo filme está previsto para lançar em três de setembro de 2021, com um enredo mais próximo dos primeiros jogos da franquia e um novo game para PC, PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S e Stadia será lançado em sete de maio deste ano, chamado Resident Evil Village

Sonic – 2020

Sonic
Com Jim Carrey no elenco, filme consegue divertir até quem não é fã de Sonic. | Foto: Reprodução.

Antes mesmo de estrear no cinema, o filme do ouriço azul já gerou debate nas redes, tudo isso porque a representação do Sonic não estava tão fiel à dos games. Os fãs reclamaram muito da animação em CGI e fez com que o diretor Jeff Fowler adiasse o lançamento para recriar o visual do personagem  para ficar mais parecido com os jogos feitos pela SEGA. E a espera valeu a pena, pois o personagem ficou melhor.

Após uma ameaça ao mundo que Sonic vive, ele foge para o nosso planeta e passa a viver escondido e solitário, mas, após um acidente as autoridades, chamam o Doutor Eggman (Jim Carrey) para capturar a criatura. E para essa missão, o vilão usa várias engenhocas, lasers e muitos aparelhos dignos de ficção científica. Outra história que se passa no filme é o relacionamento de Sonic com o policial Tom Wachowski (James Marsden), que se desenvolve muito próximo de uma relação de irmãos, com Sonic sendo o caçula que admira o mais velho, buscando atenção, e o oficial da lei é o primogênito que protege e passa ensinamentos para o mais novo.  

O filme teve uma boa recepção e arranca boas risadas seja com o ouriço ou com as caretas de Jim Carrey e, além de comédia, o longa apresenta cenas de ação como perseguições. E uma continuação foi anunciada com data prevista de lançamento para oito de abril de 2022.

Tomb Raider: A Origem – 2018

jogos
Um novo recomeço para Lara Croft, tanto nos games como nos filmes. | Foto: Reprodução.

Outra franquia de enorme sucesso e antiga é Tomb Raider, que tem como protagonista Lara Croft. O primeiro jogo saiu em 1996 e a primeira adaptação para cinemas foi em 2005, com Angelina Jolie no papel principal. Mas vamos falar dos títulos mais recentes. Em 2015, foi lançada uma nova série desenvolvida pela Crystal Dynamics e que deu início a uma nova fase da personagem principal. E em 2018, um filme foi lançado baseado nos eventos do game.

No longa dirigido por Roar Uthaug, Lara Croft (Alicia Vikander), aos 21 anos, é uma jovem que ganha a vida fazendo entregas, praticando esportes e se metendo em confusões. O pai, Lord Richard Croft (Dominic West), é um empresário que tinha interesses em arqueologia e, após uma expedição, desaparece, quando Lara ainda era criança. A jovem resolve ir até a ilha no Japão na qual o pai sumira. Assim como no game, no filme, é possível ver as mudanças da personagem em relação à interpretada por Angelina Jolie no início dos anos 2000. A Lara de Alicia Vikander é mais humana, não tão imbatível e idealizada como a de Jolie.

Apesar de Tomb Raider: A Origem ser baseado em Tomb Raider de 2015, há muitas diferenças entre as duas obras. No game, Lara é formada em arqueologia e busca em uma expedição para achar o reino perdido dos Yamantai no Japão e com mais integrantes, diferente do filme que a expedição é solitária. Vários personagens importantes para a trama do jogo foram ignorados no filme, assim como elementos sobrenaturais do game. Outra diferença é em relação aos inimigos, no jogo lutamos, entre outros, contra guerreiros samurais mortos-vivos. Mas esses não apareceram no cinema.

O filme apresenta boas cenas de ação e aventura, a trama poderia ter sido melhor desenvolvida e fiel ao game, já que o jogo é muito bom. Mas, no geral, o filme tem vários pontos altos e uma sequência estava prevista para ser lançada em março deste ano, mas, devido à pandemia, Tomb Raider 2 foi adiado e não tem data de lançamento. Então, enquanto o filme não chega aos cinemas, jogar os jogos da nova trilogia (Tomb Raider, Rise of the Tomb Raider e Shadow of the Tomb Raider), parece ser uma boa ideia. Todos os títulos estão disponíveis para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S, PC e Stadia.

__________________________________
Por Raul Galetti – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas