Confira os 5 melhores dramas coreanos, os doramas, na Netflix
Menu & Busca
Confira os 5 melhores dramas coreanos, os doramas, na Netflix

Confira os 5 melhores dramas coreanos, os doramas, na Netflix

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Confira os 5 melhores dramas coreanos, os doramas, na Netflix

Dorama é um tipo de série – ou novela – asiática derivado da palavra drama, mas não se resume somente ao gênero dramático. Existem doramas de ação, romance, comédia, suspense e outros.

Durante a quarentena instaurada por conta da pandemia, o interesse por doramas, principalmente os coreanos, cresceu muito. Por isso, trouxemos uma lista com cinco doramas coreanos que estão na Netflix.

doramas Netflix
Os 5 melhores doramas que estão na Netflix. | Foto: Reprodução.

Os melhores doramas na Netflix

1- Pousando no Amor 

Conta a história de uma herdeira sul-coreana e um militar norte-coreano após um acidente de parapente levar a mocinha para a área desmilitarizada do lado da Coreia do Norte. A trama gira em torno de planos para levar a mulher sul-coreana para o seu país e mostra o conflito e as diferenças culturais entre as duas Coreias.

2- Something In The Rain

Uma mulher reencontra o irmão da melhor amiga, que acaba de voltar de uma temporada no exterior, e descobre o amor. Os dois vivem uma paixão intensa, mas enfrentam dificuldades para lidar com seus familiares. 

3- A Cinderela e os Quatro Cavaleiros

Ha-won ajuda um homem idoso e, por destino, é um homem rico que a contrata para cuidar do mau comportamento dos seus netos. Ha-won mora com a madrasta malvada e o drama tem grandes referências à história da Cinderela.

4- Save Me

Um grupo de jovens tenta salvar uma colega de classe e sua família de uma seita religiosa. Diferente dos outros k-dramas, Save Me não possui romance. 

5- Hello, My Twenties!

Cinco garotas com personalidades diferentes vão morar juntas e dividir o aluguel. A série é voltada para o drama na vida de cada uma das personagens e os mistérios que vão sendo revelados no decorrer da série.

_________________________________
Por Jessica Santos – Fala! UFBA

Tags mais acessadas