Confira a resenha da música 'Toda Toda', de Castello Branco
Menu & Busca
Confira a resenha da música ‘Toda Toda’, de Castello Branco

Confira a resenha da música ‘Toda Toda’, de Castello Branco

Home > Entretenimento > Música > Confira a resenha da música ‘Toda Toda’, de Castello Branco

Cantor fluminense Castello Branco estreia parceria com Zélia Duncan

Vestido de moletom rosa claro e cantarolando junto ao teclado e violão: foi assim que Castello Branco iniciou sua live no Instagram, no dia 17 de julho. Em um clima intimista e descontraído, o cantor e compositor carioca tentava rememorar a harmonia de seu novo single, cujo lançamento foi anunciado, naquela oportunidade, para a semana seguinte.

Zélia Duncan, que participa do vocal da música, entrou na transmissão um pouco depois e ambos, sorridentes, comemoraram enquanto se deleitavam ao som do novo projeto. Olha essa mulher:

“Não há quem consiga segurar
Ninguém segura a chuva quando vem
Ninguém contém o fogo se pegar”

toda toda Castello Branco
Arte de divulgação de Toda Toda, de Castello Branco e Zélia Duncan. | Foto: Reprodução.

Resenha da música Toda Toda, , de Castello Branco e Zélia Duncan

Já nos primeiros versos, escritos por Castello, Toda Toda exprime uma ode às mulheres livres. Não haveria, portanto, melhor escolha para representar essa potência do que a voz de Zélia Duncan.

A melodia leve e dançante, com um quê de bossa nova, característica das obras do artista, ganha uma energia a mais com a voz de Zélia. A parceria, inclusive, parece ter concretizado um sonho antigo do músico, já que, como revelou na live, a cantora é uma de suas grandes referências. 

Criado em um monastério na região serrana do Rio de Janeiro, Lucas Castello Branco iniciou sua carreira musical quando se mudou para a capital, aos 17 anos.

Seus três primeiros álbuns – Serviço (2013), Sintoma (2017) e Sermão (2019) – discorrem sobre o processo de amadurecimento e autoconhecimento. Mesclando reflexões introspectivas e equilibradas com provocações profundas acerca dos relacionamentos e da vida nas cidades grandes, Castello entrega um som bastante orgânico, dotado de uma leveza característica.

A parceria com Zélia, que comemora seus 40 anos de carreira, e é representante de uma MPB revolucionária e questionadora, rendeu uma obra que, combinando um pouco da personalidade de cada um, transmite alegria, serenidade e energia para dançar. Vale a pena conferir:

_______________________________
Por Carolina Torres – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas