Como o Globoplay tem valorizado o cinema nacional?
Menu & Busca
Como o Globoplay tem valorizado o cinema nacional?

Como o Globoplay tem valorizado o cinema nacional?

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Como o Globoplay tem valorizado o cinema nacional?

Com as várias opções de serviços de streaming em alta, o Globoplay tornou-se mais uma escolha para aqueles que querem investir em um catálogo repleto de títulos para assistir durante a tarde toda. Assim, sendo um serviço de streaming nacional, a variedade de conteúdos audiovisuais passa de internacionais até brasileiras, dando chance para o assinante conhecer melhor as produções nacionais que estão crescendo cada vez mais.

A partir disso, é possível notar que a Globo e seu streaming têm, inevitavelmente, ajudado na valorização do cinema e seriados nacionais. Confira!

Como o Globoplay tem valorizado o cinema nacional?

Recentemente, a Globo investiu mais de duzentos milhões no seu novo complexo, MG4, que possui três estúdios no Brasil e é o maior complexo de produções audiovisuais da América Latina.

A última criação que saiu deste estúdio foi a nova série disponível na plataforma, Desalma, que envolve uma trama misteriosa em uma cidade fictícia no sul do País, onde assombrações do passado atormentam o presente dos moradores.

Globoplay
Cena de Desalma. | Foto: Reprodução.

Desalma, o atual exemplo

Desalma é a produção nacional que está tomando conta da crítica e dos internautas viciados em séries, já que sua aceitação pelo público está se saindo bem, e não é por pouco. A escritora e criadora do seriado, Ana Paula Maia, vencedora do prêmio São Paulo de Literatura por dois anos consecutivos, construiu uma base mitológica para enriquecer sua produção, abordando aspectos da cultura brasileira, pouco ou nada explorados por nenhuma outra série, incluindo temas com bruxas, rituais, suspense sobrenatural e até a influência europeia no sul do País, como a Ucrânia.

Além disso, todos os trabalhos de produção interna da série, como a direção artística de Carlos Manga Jr, a estética visual sombria, palheta de cores frias, textos solenes e trilha sonora imersiva do sonoplasta Alexander Wurz, que também participou da trilha sonora do sucesso alemão de Dark. Isso, incluindo atuações das três principais protagonistas dos núcleos criados no seriado, Cássia Kis, Claudia Abreu e Maria Ribeiro.

Produções brasileiras

No fim, Desalma é uma produção seriada que promete dar mais atenção aos trabalhos audiovisuais nacionais, começando por si mesma e abrindo espaço para novos produtos nessa área, seja de qualquer tipo de realização nacional. Outras produções que o Globoplay já deu pontas para se jogarem nesse caminho são: Sob Pressão, Ilhas de Ferro, Aruanas e Sessão de Terapia, este último com Selton Mello, Fabiula Nascimento e Morena Baccarin.

Aliás, os filmes brasileiros já lançados também ajudam para a democratização da produção nacional quando incluídos no catálogo da plataforma, fortalecendo o audiovisual do País, tal como o prestigiado Que Horas Ela Volta?, com a Regina Casé, e comédias queridas pela audiência, como O Auto da Compadecida.

Que Horas Ela Volta?
Filme Que Horas Ela Volta?, com Regina Casé. | Foto: Reprodução.

________________________________
Por Niara Viana de Brito – Fala! PUC

Tags mais acessadas