Menu & Busca
Como foi a Manifestação da Gaviões da Fiel na Sexta-Feira Passada

Como foi a Manifestação da Gaviões da Fiel na Sexta-Feira Passada


Na última sexta-feira, 15/04, a maior torcida organizada do Corinthians realizou um ato no Vale do Anhamgabaú, com diversas pautas, reivindicações, críticas e a presença de peso da bateria, com sinalizadores, bandeirões e gritos ensaiados.

A Gaviões da Fiel, assim como a Pavilhão Nove, a Estopim ou a Camisa 12, que são outras torcidas organizadas do Corinthians, se reuniram para protestar contra o futebol moderno e a exclusão das torcidas organizadas dentro do estádio, da violência estimulada por parte do estado e, principalmente, contra a perseguição política que as torcidas enfrentam dentro e fora dos estádios de futebol.

Depois do episódio ocorrido no dia 03 de abril, antes e depois do clássico Palmeiras X Corinthians, que foi marcado pela morte de um cidadão em São Miguel (que por sinal ainda não se tem notícia de quem foi o homicida) e com a briga que ocorreu na estação de Metrô do Brás, tanto a Mancha Verde quanto a Gaviões da Fiel tiveram suas sedes ocupadas pela polícia, que agiu junto com o Ministério Público e a Secretaria da Fazenda, emitindo também mandados de prisão preventiva à alguns integrantes das duas torcidas.

A Federação Paulista de Futebol decretou, logo após acontecer as brigas do dia 03, que os clássicos paulistas deveriam contar com apenas uma torcida, o que também incentivou a revolta e a indignação das organizadas.

Na manifestação, os torcedores também criticaram o promotor de justiça, Paulo Castilho, e o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, que são os cabeças da operação de combate às torcidas organizadas.

Outro nome muito citado no ato foi o do deputado Fernando Capez (PSDB), alvo de recentes manifestações da Gaviões da Fiel em relação ao caso das Merendas. A torcida vem cobrando, em diversos jogos, por exemplo, a CPI do Ladrão das Merendas, para investigar o deputado que está envolvido em um possível escândalo de desvio de verba pública, que deveria ser destinado à refeições escolares da rede estadual. O principal motivo dos Gaviões insistirem em bater na tecla do Ladrão das Merendas, é pelo fato de que, Fernando Capez, se promoveu politicamente com a proposta de marginalizar as torcidas organizadas e instaurar o preconceito social com as mesmas.

Mais do que tudo, os Gaviões da Fiel mostraram que uma torcida organizada faz festa, joga com o time e ainda luta contra a falta de comprometimento político do país, seja dentro ou fora de campo.

Confira algumas fotos da manifestação:

DSC01142
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01158
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01175
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01183
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01190
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01188
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01191
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01178
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01173
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01168
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01161
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01159
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01153
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01145
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01146
Foto: Marcelo Gasperin.

 

DSC01155
Foto: Marcelo Gasperin.
DSC01179
Foto: Marcelo Gasperin.

 

 

Por: Marcelo Gasperin – Fala!Universidades 

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas