Como a Vogue passou por uma revolução ao longo dos anos
Menu & Busca
Como a Vogue passou por uma revolução ao longo dos anos

Como a Vogue passou por uma revolução ao longo dos anos

Home > Lifestyle > Como a Vogue passou por uma revolução ao longo dos anos

A Vogue é a revista de moda mais importante, conceituada  do mundo inteiro, é publicada mensalmente em 90 países, com 26 edições ao redor do mundo e abrange assuntos como Moda, Beleza, Arte e Estilo. 

A revista surgiu na cidade de Nova York, em dezembro de 1892, pelas mãos de Arthur Baldwin Turnure, que dizia que seu objetivo era atrair “o sábio e a debutante, o homem de negócios e a beldade”. 

Em novembro de 1916, a primeira edição internacional é lançada, a edição britânica, liderada por Elspeth Champcommunal, fazendo história, Condé Nast foi a primeira empresa norte-americana a publicar edições internacionais. Logo depois, uma das edições mais importantes foi lançada, a francesa, em 1920. E, em maio de 1975, a Vogue chegou ao Brasil, sendo a primeira na América Latina. 

Revista Vogue

Era Diana Vreeland

vogue
Diana Vreeland em sua sala, que chamava de Jardim do Inferno, em 1979, fotografada por Horst P. Horst. | Foto: © Condé Nast Archive.

Vreeland assumiu como editora chefe a Vogue EUA, em 1963, e junto trouxe uma revolução ao jornalismo de moda, segundo o fotógrafo Richard Avedon (seu parceiro em editoriais), “Diana inventou o Editor de Moda. Antes dela, eram apenas senhoras da sociedade colocando chapéus em outras senhoras da sociedade”. 

Ela falava sobre a revolução sexual da época, abordava a moda contemporânea, trouxe modelos de todos os continentes e novos fotógrafos. Apenas no comando de Vreeland a Vogue conseguiu ultrapassar sua maior concorrente, a Harper’s Bazaar, até então considerada a maior revista de moda do mundo.

Era Anna Wintour

Anna Wintour vogue
Anna Wintour. | Foto: Reprodução.

Wintour assumiu a Vogue em 1988, e a transformou radicalmente. Em 1996, a revista ganhou sua forma on-line, sendo uma das primeiras revistas de moda a se adaptar a esse novo formato. Ela foi a responsável por trazer ramificações da Vogue, como a Teen Vogue (2003), voltada para o público jovem, com foco em celebridades, diversão e atualidades, Vogue Living (2006), conhecida no Brasil como Vogue Casa, e diversas outras.

A revista se tornou referência no mundo da moda, na edição histórica de setembro de 2007 tinham 824 páginas, sendo três quartos só de publicidade, tornando-se a maior revista da história editorial americana. Além disso, Anna descobriu e divulgou estilistas, como Marc Jacobs, Tom Ford e Jonh Galliano, passando a determinar o parâmetro fashion mundial. Em pouco tempo a revista se recuperou, e cresceu mais do que suas concorrentes diretas, Elle e Haper’s Bazaar.

Atualmente, 22 milhões de pessoas em 90 países leem a Vogue mensalmente. A tiragem é de aproximadamente 80 mil exemplares. Se somadas as vendas de suas edições internacionais, a revista tem uma circulação mensal mundial estimada em 2 milhões de exemplares.

​_____________________________
Por Julia Fumiko – Fala! Mack

Tags mais acessadas