China alerta coronavírus em importações de frango do Brasil
Menu & Busca
China diz que encontrou coronavírus em frango importado do Brasil

China diz que encontrou coronavírus em frango importado do Brasil

Home > Notícias > Mercado > China diz que encontrou coronavírus em frango importado do Brasil

A exportação brasileira em carne de frango é mundialmente reconhecida, a China ocupa um dos compradores favoritos desse produto no mercado e já marcou sua presença com a compra de 346,3 mil de toneladas no primeiro semestre da proteína de frango. Porém, se comparada ao ano passado, essa carga teve uma queda, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Nessa quinta-feira (13), o agronegócio brasileiro tem entrado em xeque com um dos seus principais compradores no quesito da carne de frango. A notícia do encontro do vírus na carne pode provocar uma queda considerável nas exportações para a China.

A prefeitura de Shenzhen, ao sul do país asiático e perto de Hong Kong, comunicou que amostras do vírus foram detectadas em asas de frangos. Dessa forma, testes foram realizados para todos que tiveram o contato com a carne e, segundo a prefeitura, os resultados deram negativos para o coronavírus.

De acordo com o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin, em entrevista ao programa Direto ao Ponto, no domingo (9), em relação à segurança sanitária dos frigoríficos do Brasil, afirmou que a ingestão de carne não transmite o vírus e que “a doença é de homem pra homem”.

Covid-19 na China
Carne de frango é detectada com vírus da Covid-19 na China. | Foto: Rodolfo Buhrer, Reuters.

De acordo com o jornal G1, na província de Anhui, leste do país, a prefeitura de Wuhu constatou que frutos do mar exportados do Equador também testaram positivo para o coronavírus.

Assim, a Sede de Prevenções e Controle de Epidemias de Shenzhen declarou ao público que são necessárias as devidas precauções ao comprar carne de frango e frutos do mar.

Apesar de tais relatos, ainda se conclui que a Covid-19 é uma doença respiratória e que não pode ser transmitida por produtos alimentícios e nem na ingestão desses.

Mas os cuidados para as autoridades chinesas são essenciais, já que o país foi o primeiro a registrar a doença. Assim, as constantes limpezas em contêineres e a realização de testes em alimentos exportados são exemplos do combate à infecção do novo coronavírus.

______________________________________
Por Amanda Marques – Redação Fala!

Tags mais acessadas