CBF anuncia medidas históricas para o futebol feminino em coletiva
Menu & Busca
CBF anuncia medidas históricas para o futebol feminino em coletiva

CBF anuncia medidas históricas para o futebol feminino em coletiva

Home > Notícias > Esporte > CBF anuncia medidas históricas para o futebol feminino em coletiva

Nesta quarta-feira, 02/09, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) realizou uma coletiva de imprensa virtual para anunciar as coordenadoras do futebol feminino. As escolhidas para o cargo foram Aline Pellegrino, ex-jogadora e que dirigia o departamento de futebol feminino na Federação Paulista de Futebol e Duda Luizelli, que comandava o setor da modalidade feminina no Internacional Clube, no Rio Grande do Sul.

Até então, esse cargo só havia sido ocupado por homens, o que evidenciou a importância que a chamada de Aline e Duda representam. Isso foi algo histórico para a confederação que, desde a contratação da técnica Pia Sundhage, busca ocupar as funções nesse departamento com mulheres. 

CBF anuncia medidas históricas para o futebol feminino

Além do anúncio das profissionais, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, também confirmou que a entidade pagará igualmente os jogadores das seleções femininas e masculinas.

Aquilo que os homens recebem por convocação diária, elas também recebem. Aquilo que elas vão ganhar de premiação pela conquista ou por etapas das Olimpíadas do ano que vem será o mesmo que os homens. Aquilo que os homens terão na próxima Copa do Mundo será igual, proporcionalmente, ao que a Fifa nos propõe que as mulheres terão. Ou seja, não há mais diferença de gênero em relação à remuneração entre homens e mulheres.

Ressaltou o presidente.

A igualdade nas bonificações dos atletas mostrou a seriedade e comprometimento da CBF com o futebol feminino, feito que gerou enorme repercussão nos meios de comunicação internacionais, nas ex-jogadoras e até mesmo no público consumidor da modalidade.

CBF
CBF anuncia igualdade nas bonificações de mulheres e homens. | Foto: Compilação do autor.

A antiga jogadora da seleção brasileira, Aline Calandrini, usou o Twitter para expressar sua felicidade e comparar essa situação com como eram as coisas em sua época, “Vocês têm noção de quanto era a diária quando fui para a seleção a primeira vez, em 2006? HAHAAHAH VINTE E CINCO REAIS”, escreveu Aline. Além dela, outras jogadoras utilizaram suas redes sociais para celebrar esse feito, como Magdalena Eriksson, Chritine Sinclair e Abby Wambach.

Essa notícia foi algo tão importante que, ademais de diversos jornais esportivos internacionais tenham falado sobre o assunto, a Federação Inglesa (FA) aproveitou o momento e também anunciou que está pagando igualmente suas jogadoras desde janeiro deste ano.

____________________________________
Por Tatiana Carvalho – Fala! ESPM

Tags mais acessadas