Cartunista Jean Galvão lança livro de charges da sua personagem Vó
Menu & Busca
Cartunista Jean Galvão lança livro de charges da sua personagem Vó

Cartunista Jean Galvão lança livro de charges da sua personagem Vó

Home > Entretenimento > Cultura > Cartunista Jean Galvão lança livro de charges da sua personagem Vó

Cartunista Jean Galvão lança livro de charges da sua personagem Vó, publicadas no Instagram

Jean Galvão, 47 anos, é cartunista, desenhista, chargista e vencedor de três prêmios Vladimir Herzog de Direitos Humanos (em 1994, 1995 e 1997). Sua personagem Vó, criada há alguns anos e com primeiras aparições no Jornal do Brasil, faz sucesso no Instagram de Jean, gerando identificação no público.

O último episódio da novelinha do resgate do Galo Daniel emocionou os leitores com mais de 900 comentários. Todas as histórias da personagem estão presentes no novo livro do cartunista, com o mesmo nome da personagem. A obra está sendo lançada por meio de uma vaquinha no site Cartase.

Vó é um jeito de ser, habita um imaginário coletivo repleto de detalhes afetuosos – receitas, aconchego, mimos… Por isso a personagem sequer tem nome. Ela é Vó e pronto.

Explica Jean, no prefácio da obra.

Quase todo mundo guarda lembranças carinhosas de sua avó e a protagonista de Jean contempla esse imaginário popular. Durante a sua infância, o desenhista conviveu mais com a avó materna (Ana) que com a paterna (Teresinha), que morreu antes da primeira. A personagem inicialmente surgiu com as características presentes nas avós dele. Jean percebia nelas traços de melancolia de uma vida inteira sofrida, as marcas da solidão e os remédios presentes nas avós mais antigas.

Uma vez estabelecido o que é o papel de uma avó e como elas são, fui criando as tirinhas.

Relata o cartunista.
vó Jean
Personagem Vó, de Jean Galvão. | Foto: Reprodução.

Jean Galvão lança livro de charges de sua personagem Vó

A personagem inicialmente continha as características presentes na Ana e na Teresinha, antes da personalidade conhecida hoje. Ela foi publicada pela primeira vez na época do Jornal do Brasil, quando Jean recebeu o convite de Ziraldo, que era diretor de arte e procurava autores nacionais para a página de tirinhas.

Antes de publicar a Vó, mandou uma série de tirinhas sobre adolescentes, que ele chamou de “chateen” (chato + teen). “Com o tempo ela foi ficando um pouco mais perceptiva, fui deixando de lado essa parte da fé, da tristeza e comecei a focar nas coisas que a personagem gostava na vida dela: as galinhas, a vaca, o jardim – ela fala com as plantas. Comecei a fazer algo mais bem-humorado e gostei do resultado”, conta.

A Vó conhecida pelos fãs no Instagram tem alguns cuidados muitas vezes só percebidos pelo desenhista. Seus balões são grafados com letra cursiva, como nas cartas escritas antigamente, quando havia caligrafia na escola. “Eu treinei um pouco de caligrafia para fazer a letra da Vó, porque, no começo, estava usando uma letra dessas que eu utilizo para os outros personagens”, comenta.

O formato das tirinhas foi adaptado para o Instagram. Foi usada uma forma quadrada e os balões ficaram um pouco maiores, facilitando a leitura na tela do celular. Jean também começou a ter contato direto com os leitores. “Foi um grande aprendizado conseguir lidar diretamente com o leitor. Você não tem esse feedback quando é só jornal impresso”, comenta Jean.

Ele percebeu, de forma não intencional, cada vez mais mulheres lerem quadrinho por se identificaram com a personagem. Jean comenta que os quadrinhos sempre tiveram características mais masculinas ou o universo ser tratado mais para os homens, mas existem tiras famosas sobre o universo da mulher e estar tendo uma reviravolta com muita super-heroína.

Apesar da personagem ser antiga, a produção ocorre de modo moderno. Ele desenha um esboço inicial no caderno, mas a ideia finalizada permanece só no tablet. Apesar de usar a tecnologia para fazer o seu trabalho, evita inseri-la nos seus desenhos pelo fato de coisas tecnológicas envelhecerem muito fácil e ficarem obsoletas. Logo, as tirinhas não têm datação, não se sabe o tempo do acontecimento da cena.

personagem Vó
Cartunista Jean Galvão lança livro de charges de Vó. | Foto: Reprodução.

O que acontecerá com a personagem

Jean dará um tempo para a personagem Vó. Quando foi a nossa entrevista em fevereiro, ainda faltavam entregar muitos dos livros no correio e desenhar cerca de 20 das mais de 50 da Vó com avó, uma recompensa da campanha que a pessoa manda uma foto da sua avó para o cartunista a desenhar tomando um chá com a personagem. Essa, inclusive, foi a recompensa que mais o emocionou.

Porém, os fãs não precisam se preocupar com o fim dela, por ter muito o que explorar na narrativa. Há o marido no porta-retrato, que, na visão ingênua da velhinha, parece ter ido para o céu, mas, na verdade, foi para o inferno; o papagaio fofoqueiro da Ditinha, a vizinha invejosa e outras histórias.

Ele aponta uma diferença no conceito tradicional de vó e as de hoje. “As avós de hoje estão diferentes, está Vó clássica vai ficar no imaginário por estar sumindo, mas para o bem, pois as avós atuais estão mais vaidosas, mais jovens e fazendo coisas mais para si mesmas”.

Apesar disso, as pessoas, quando falam de vó, pensam exatamente a mesma coisa, como um papel a ser cumprido, perdendo a personalidade de quando era mais jovem.

__________________________________
Por Carina Gonçalves e João Pilecco – Fala! Mack

Tags mais acessadas