Biden ultrapassa Trump em corrida eleitoral na Geórgia
Menu & Busca
Biden ultrapassa Trump em corrida eleitoral na Geórgia

Biden ultrapassa Trump em corrida eleitoral na Geórgia

Home > Notícias > Política > Biden ultrapassa Trump em corrida eleitoral na Geórgia

O candidato democrata Joe Biden ultrapassa o atual presidente americano Donald Trump no estado da Geórgia por menos de 1000 votos.

Biden
Biden lidera em Geórgia por margem pequena. FOTO: Olivier Douliery/AFP/Getty Images.

O democrata Joe Biden virou a disputa na Geórgia, que até ontem pendia para Donald Trump. A partir das contagens de votos por correio, o candidato lidera no estado por uma diferença de 917 votos, como reportado pelo New York Times esta manhã.

“Biden está na frente por 917 votos, superando Trump após uma longa noite de contagem. Votos de ausentes de Clayton County, a sul de Atlanta, foram pesadamente ao seu favor. Confira os últimos resultados”

O estado de Geórgia já tem 99% dos seus votos apurados e Biden soma 49,39% dos votos (2.449.371), contra 49,37% de Trump (2.448.454). Com a perda do estado, o atual presidente dos Estados Unidos se torna inelegível, pois não chegaria aos 270 assentos do colégio eleitoral necessários para ter outro mandato.

Caso a vitória do ex-vice presidente seja garantida no estado de Arizona, cujos votos já foram apurados em 90%, o candidato democrata será o presidente dos Estados Unidos, com mais do que os 270 representantes necessários para tal.

O estado, que tem os holofotes voltados para si nesse momento crucial da história dos Estados Unidos, é historicamente republicano e não elege um candidato democrata desde 1992. No entanto, isso pode estar prestes a mudar, uma vez que muitos dos votos que ainda não foram contabilizados são dos subúrbios de Atlanta, que favorecem Joe Biden.

A demora na apuração e a virada de Biden em alguns estados hoje são explicados pela votação por correio. Boa parte dos eleitores republicanos foi às urnas presencialmente e, por isso, tiveram votos computados primeiro. Já os eleitores de Biden, votaram massivamente pelos correios, o que atrasou a computação dos votos.

________________________________________
Por Domitilla Mariotti – Redação Fala!

Tags mais acessadas