Baterista da banda Lagum, Tio Wilson, morreu no sábado após um show
Menu & Busca
Baterista da banda Lagum, Tio Wilson, morreu no sábado após um show

Baterista da banda Lagum, Tio Wilson, morreu no sábado após um show

Home > Lifestyle > Baterista da banda Lagum, Tio Wilson, morreu no sábado após um show

Tio Wilson, da banda Lagum, teve uma parada cardiorrespiratória durante intervalo entre shows

Tio Wilson, baterista da banda Lagum, morreu de parada cardiorrespiratória no sábado. Foto: Reprodução / Instagram
Tio Wilson, baterista da banda Lagum, morreu de parada cardiorrespiratória no sábado. Foto: Reprodução / Instagram

O baterista da banda Lagum, Breno Braga (ou Tio Wilson, como era mais conhecido), morreu aos 34 anos após parada cardiorrespiratória. O grupo musical estava a tocar um show em estilo drive-in, que ficou popular durante a pandemia. O evento ficou lotado rapidamente então eles organizaram uma sessão extra para logo depois, às 23h.

De acordo com comunicado da Lagum, Breno sentiu uma indisposição no período entre os dois shows. Duas ambulâncias do Samu vieram para a ajuda do músico, que não aguentou. Ainda não se sabe se a morte ocorreu no local ou em um hospital.

Ele era conhecido como “tio” por ser o mais velho da banda. A Lagum consiste no vocalista Pedro Calais, os guitarristas Otavio Cardoso e Jorge e o baixista Francisco Jardim; todos na casa dos 20. 

Breno Braga também entrou na banda um pouco mais tarde: o grupo foi formado em Brumadinho, em 2014, e o baterista entrou na Lagum em 2016. 

“Eu já tocava em outros projetos em BH, quase tudo voltado para o rock. Achava que poderia passar um pouco de experiência para eles, mas vi que eu é que tinha muito que aprender”, afirmou Tio Wilson ao Estado de Minas no ano passado. “O rock impunha uma viseira mais fechada, cada um gravava no seu quadrado. Na Lagum é um processo mais coletivo, até por envolver mais referências musicais”, acrescentou ele.

Em redes sociais, fãs e artistas do ramo musical lamentam a morte do Tio Wilson. Além das lamentações dos integrantes da banda, que o chamaram de “Irmão” e agradeceram pelos ensinamentos que ele deu, outros colegas, como a cantora Iza e o músico Vitor Kley, também escreveram em luto pelo artista.

Uma amiga da família, que preferiu não se identificar, disse que ele não tinha nenhum problema de saúde e estava muito emocionado porque tinha voltado há pouco a fazer o que ele mais amava: tocar bateria.

Paradas cardiorrespiratórias ocorrem quando o fluxo de sangue que o coração gera é incapaz de manter oxigenação mínima do corpo. Sem o oxigênio o organismo não é capaz de continuar funcionando. 

______________________________

Por Domitilla Mariotti / Redação Fala!

Tags mais acessadas