Home / Colunas / A questão da arbitragem: motivações e polêmicas

A questão da arbitragem: motivações e polêmicas

Por Isabela Barreiros – Fala!Cásper

 

As figuras do futebol mais contestadas em campo, e também fora dele.

Foto por: Joern Pollex/Bongarts/Getty Images

 

Em tempos de Copa do Mundo, a histeria nacional com a seleção brasileira vira realidade e a torcida cresce significantemente. Nesse cenário, destacam-se os craques e suas respectivas nações, no entanto, existem outras pessoas são essenciais para que o evento possa acontecer. Os árbitros e bandeirinhas são figuras imprescindíveis nos jogos de futebol, mas o que acontece é que muitas vezes estes não são valorizados – e, pelas polêmicas que os envolvem, podem ser criticados e vaiados pela torcida.

Em termos de carreira, não existe uma formação necessária específica para a atuação do árbitro: é requerido apenas que este possua nível superior. Mas existem cursos especializados que os credenciam para que eles possam atuar em ligas oficiais, e necessitam de muitos anos de treinamento, preparação física e psicológica e entendimento de jogo para isso. Mesmo assim, a profissão não é institucionalizada no Brasil, o que faz com que muitos dos árbitros possuam empregos fora dos estádios.

Mas a relação dos torcedores com esses personagens naturalmente nem sempre é boa. Os termos “árbitro ladrão” e os constantes xingamentos fazem parte da realidade nas arquibancadas e nos campos e revelam uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos árbitros tanto no Brasil quanto no mundo. Por esse fato e entre outros, pode-se considerar a função desgastante por, além do cansaço físico causado pela constante atividade, ter sua atuação frequentemente questionada e criticada.

Então quais seriam os motivos que levam uma pessoa a almejar à carreira de árbitro? A principal razão a ser apontada é a oportunidade de trabalhar com o futebol, área concorrida no Brasil, e poder contribuir com o esporte. A paixão, nesse caso, pode se tornar meio de sustento para famílias, e sem precisar da habilidade de um bom jogador para essa atuação dentro dos estádios.

Foto: Gabriel Bouys/AFP

 

Nesta edição da Copa do Mundo, contudo, o exercício da arbitragem muda razoavelmente. Com a inserção do sistema de vídeo-arbitragem (VAR sigla para video assistant referee, em inglês, ou árbitro assistente de vídeo, na tradução) nas partidas, a noção de “erros graves” muda, já que é possível refazer a análise das jogadas de gols irregulares, por exemplo. O VAR é alvo de diversas discussões e existem pontos positivos e negativos no seu uso durante os jogos, mas pode-se afirmar que sua principal função é auxiliar o árbitro de campo nas suas decisões a respeitos dos lances duvidosos de gols, pênaltis, cartões vermelhos ou erro de identidade de jogadores.

A importância do árbitro de vídeo está essencialmente na ajuda que este pode dar ao que está em campo, visto que ele nem sempre consegue observar tudo o que acontece nos gramados e também está sujeito a erros. Além disso, a modernização demorou a chegar no futebol: nas quadras de vôlei, existe o “desafio”, uso da câmera para analisar a jogada, isso também acontece no basquete e no tênis, o que demonstra que essa tecnologia veio para ficar no mundo dos esportes. Opiniões contrárias alegam que o árbitro de vídeo desvia a atenção do público ao árbitro de campo, tirando significantemente sua autoridade dentro da partida. No entanto, o uso da tecnologia ainda depende deste, e a palavra final também é sua.

Foto por: Fernando Torres/CBF/Divulgação

 

Fica clara, assim, a importância do árbitro de futebol nas partidas, sendo este responsável pela parte, frequentemente, mais polêmica e contestada por jogadores, técnicos e torcedores. Todos estamos sujeitos a erros, e isso não seria diferente com o futebol, mas deve-se sempre buscar a menor quantidade de imprecisões possíveis, principalmente para que seja uma partida válida e justa nas competições no geral. Os árbitros detêm o poder de decisão dentro dos campos – autoridade esta que, muitas vezes, pode mudar o resultado de um jogo.

Confira também

Toy Story 4: Pixar libera o primeiro trailer do filme

Por Henri A saga de animação Toy Story é um dos mais adorados pelos amantes da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *