Menu & Busca
Apresentação em Inglês: Dicas para mandar bem

Apresentação em Inglês: Dicas para mandar bem


Sabemos que cada pessoa se adapta a diferentes modos de preparação quando o assunto é apresentação em inglês. Uns podem achar mais fácil preparar uma folha com os principais tópicos explorados na apresentação, outros podem preferir um discurso sem anotações, e ainda existem aqueles que preferem ensaiar várias e várias vezes as mesmas falas para decorar as partes mais complicadas. Para todos os casos, selecionamos algumas dicas importantes para quem pretende fazer uma apresentação em inglês e arrasar no idioma:

inglês
Como fazer uma apresentação em inglês.

KEEP CALM AND CARRY ON

Pode parecer clichê, mas manter a calma e não deixar a ansiedade te pegar é a dica essencial deste dossiê. Qualquer nervosismo, ansiedade ou preocupação desse gênero pode te prejudicar, já que tudo o que você preparou poderá ir por água abaixo diante de uma situação que te cause insegurança.

Selecione palavras que você já tenha alguma intimidade

É comum querermos incrementar  nossas apresentações com palavras consideradas “eruditas”. No entanto, esse hábito não é muito recomendado, já que você pode lembrar dessas palavras durante seu ensaio sozinho, mas pode esquecê-las durante a apresentação. É importante lembrar também que o inglês possui diversos fonemas que não existem no português, como o som do th, por exemplo, e eles devem ser pronunciados de forma correta para que não haja qualquer falha de compreensão por parte do interlocutor. Por isso, apostar em um vocabulário já conhecido pode ser a melhor estratégia para quem quer se sentir confiante e empoderado.

Conheça o seu público

Esse tópico leva em conta, sobretudo, a mensagem oral e visual que você irá exibir durante sua apresentação. Para isso, é importante conhecer bem o público alvo selecionado – assim seu texto agradará a todos, e garantirá o entendimento da audiência. Usar imagens ilustrativas com algumas palavras-chave para pontuá-las pode ser uma ótima opção para um conteúdo prático para você e simples para o público.

Domine a fala tanto quanto o assunto

Outro tópico que pode parecer óbvio, mas muita gente ignora, são os ensaios prévios da apresentação por achar que já “manja” muito do inglês. Tenha cuidado, esse costume de automatizar as falas nem sempre pode ser garantia de sucesso. Elaborar exercícios ajuda a controlar o tempo da apresentação, algo importante, principalmente, em seminários acadêmicos. Lembrando que não é essencial seguir um script, mas sim dominar a fala para conseguir administrá-la. Uma dica é produzir fichas pequenas para lembrar dos tópicos fundamentais e, ao término de cada tópico, dar um tempo para que a plateia possa reagir à sua apresentação.

Evite vícios de linguagem

Não é novidade para ninguém que quando nos desafiamos a falar um idioma estrangeiro cometemos alguns deslizes sem perceber, e que isso não é nenhum problema desde que não interfira na compreensão geral da sentença. O problema ocorre quando esses “deslizes” se tornam vícios, e os vícios de linguagem em uma apresentação formal pode causar grandes prejuízos. Por isso, deve-se sempre evitar marcadores discursivos desnecessários, mesmo quando esses marcadores são em sua língua nativa, como o famoso “é” antes das frases. Para baní-los de seu vocabulário, peça para alguém te escutar durante um pequeno ensaio e fazer algumas observações. Outra alternativa é gravar sua própria fala e pontuar você mesmo o que acha que deve ser mudado. Prontinho, assim qualquer errinho poderá ser percebido e alterado.

Ana Luisa Chaves, estudante de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, e aluna da Cultura Inglesa por cinco anos, conta sua experiência durante uma apresentação em inglês fora do país:

“Fui para Oxford fazer um curso de férias de Filosofia em 2016. Eu já era fluente no inglês naquela época, mas mesmo assim ficava com um frio na barriga na hora de falar. Tive que participar de um seminário a respeito do conteúdo aprendido durante as aulas. Lembro que, na noite anterior, fiquei extremamente ansiosa, por mais que tivesse certeza de que dominava o conteúdo. Então, preparei minha apresentação com cautela e decidi praticá-la na frente do espelho antes de dormir. Prestei muita atenção nas palavras que escolhi para explicar cada tópico, porque por mais que eu dominasse a língua, ela não era tão fácil e fluida quanto o português, obviamente. Então, percebi que seria inteligente excluir as palavras de pronúncia muito complicada, porque se eu estivesse nervosa na hora de apresentar, eu certamente iria errar para falar. Além disso, fiz anotações para seguir antes de falar, para organizar melhor meu raciocínio. É muito importante, também, fazer as anotações na língua que for apresentar. Se fizer notas em outra língua, fica muito fácil se confundir e perder ainda mais a linha de pensamento”.

E para quem pretende colocar essas dicas em prática antes mesmo de fazer uma apresentação importante, a Faculdade Cultura Inglesa oferece um curso inteiramente focado em apresentações orais em língua inglesa. Com ele é possível aprender a se comunicar de forma ainda mais natural e tornar qualquer apresentação impecável. Mais informações, acesse www.faculdadeculturainglesa.com.br.   

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas