Analista de SEO: os primeiros passos para a profissão
Menu & Busca
Analista de SEO: os primeiros passos para a profissão

Analista de SEO: os primeiros passos para a profissão

Home > Notícias > Mercado > Analista de SEO: os primeiros passos para a profissão

É evidente que várias áreas de atuação se desenvolveram junto às novas tecnologias. Por isso, hoje em dia, há o destaque do marketing digital, e nele as mídias sociais são o assunto mais comentado. Porém, além delas, o estudo de plataformas de busca vem crescendo cada vez mais aos olhos do mercado propagandista. O analista de SEO (Search Engine Optimization) conecta um link especifico à pessoa que o procura, fazendo com que a página para a qual trabalha esteja no topo das pesquisas.

Sabendo que essas plataformas tentam criar um ranking com as melhores respostas no início, como conseguir subir de posição, é justamente a questão que o publicitário se prepara para responder.

Como? Estudando os algoritmos de websites de busca como o Google e o Yahoo, e tendo também a noção de que cerca de 30% dos cliques vão para os três primeiros links mostrados. E assim, conseguir adotar estratégias para se destacar na infinidade de abas on-line e otimizar o seu site, blog ou loja virtual, aumentando suas métricas.

Para melhorar a relevância do seu conteúdo em uma plataforma de busca, a abordagem, visando um maior engajamento, deve ser bem diferente das redes socias. E para chegar ao nível de profissionais especializados, o ideal é fazer cursos e se especializar na área, já que o mercado para tal está cada vez mais competitivo. Mas por onde começar? 

Veja, aqui, quatro passos simples para se iniciar no ramo de analista de SEO.

SEO
Entenda mais sobre a carreira de um analista de SEO. | Foto: Reprodução.

Primeiros passos para ser um analista de SEO

1- Entender que o SEO se divide basicamente em duas grandes categorias:

  • On-page
  • Off-page

A fim de organizar melhor, as estratégias são dividas considerando se são aplicadas dentro ou fora do site. Ou seja, se as técnicas devem ser utilizadas em partes internas da página, ou se o estudo deve ser feito em como pessoas de outras plataformas chegam ao seu produto.

O primeiro trata do “recheio”, como ele é mostrado e da organização de seus itens, do quão objetivo o seu site é com a proposta que ele tem. A atenção das pessoas na Internet é algo muito fácil de se perder, então a página não deve só atrair o leitor, como também, mantê-lo entretido.

Já nas estratégias off-page, o material de trabalho é o que fazer para o Google te indicar mais, e entender que, para isso, ele (e outras plataformas) se utiliza de alguns critérios. Como, por exemplo, a existência de uma rede de links no seu site (link building) – ou seja, se ele leva o leitor a explorar mais os conteúdos que você oferece.

Além desses, existe também a classificação de “SEO técnico”, mas esse visa a parte operacional do sítio eletrônico, tratando da programação, dos códigos, e da própria estrutura e arquitetura da página. Pontos como a velocidade de carregamento e a adaptabilidade para celulares são cruciais para prender – ou não – a atenção do leitor, sendo muito importantes inclusive para o ranqueamento do site.

2- As palavras-chave são sempre suas melhores amigas

Seja nos títulos, subtítulos ou subcategorias do seu site, opte sempre por usar palavras-chave relevantes. O analista de SEO é responsável por analisar as ferramentas e decidir quais palavras vão elencar o link no topo das pesquisas. Baseando-se sempre no volume de buscas e na dificuldade de ranquear as palavras, ambos analisados em várias páginas on-line que disponibilizam esse tipo de métrica.

3- Entenda o seu trabalho

O analista de SEO não faz parte da programação dos sites, mas sim, analisa seus problemas a fim de melhorar o número de acessos. Conhecimentos básicos em código podem ser úteis, visto que muitas técnicas são implementadas na estrutura.

Além disso, o profissional também pode ser requisitado para criar conteúdo, afinal, o seu dever não é só de buscar novos acessos à página, mas também manter os “clientes” que já se interessam pelo seu site.

4- Estude sempre!

A Internet está em constante evolução e, por isso, a atualização das estratégias de SEO utilizadas é muito importante. A má utilização dessas técnicas pode levar a sua página a cair fortemente no ranking de pesquisas. Abordagens que exageram no uso de palavras-chaves – que nada têm a ver com o contexto – , ou até mesmo que focam suas forças apenas em link-building, não são tão bem vistas pelos algoritmos.

Agora, depois de entender os primeiros passos, o ideal é acessar a Internet e começar a estudar a fundo as estratégias de SEO. O marketing on-line é um dos futuros da publicidade, mas as redes sociais são temporárias. Ao contrário disso, plataformas de busca já se mostram essenciais para as novas gerações, entender o comportamento delas é fundamental a qualquer propagandista do meio digital. 

____________________________
Por Rebecca Henze – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas