Menu & Busca
Análise: Os maus momentos do Real Madrid e a queda de Lopetegui 

Análise: Os maus momentos do Real Madrid e a queda de Lopetegui 


Por Renan Carvalho Nievola – Fala!Cásper

 

Análise: Os maus momentos do Real Madrid que culminaram na queda de Lopetegui 

 

Antecedentes, turbulência e demissão

Foto: Lopetegui. Crédito: Reuters

 

A temporada passada foi gloriosa para o Real Madrid. Mesmo tendo visto o rival Barcelona levantar o caneco da Liga Espanhola, os merengues conquistaram a terceira Liga dos Campeões consecutiva, o que fez o time aumentar ainda mais sua vantagem como o maior vencedor do torneio, com 13 conquistas, contra 7 da segunda equipe com mais títulos da competição, o Milan. Liderado pelo técnico Zinedine Zidane, o Real também ganhou o último Mundial de Clubes, ao vencer o Grêmio, campeão da Libertadores do ano passado, na final.

Após o término da temporada 2017-2018, o técnico francês anunciou sua saída do clube alegando que os merengues precisavam de “outra metodologia de trabalho e outro discurso” para continuar vencendo. O time espanhol divulgou, antes mesmo do início da Copa do Mundo, que Julen Lopetegui – então técnico da Espanha – assumiria o comando. A informação não foi nada bem recebida pela Federação Espanhola, que optou por demitir o treinador às vésperas do início do maior torneio do futebol mundial.

O Real também teve outra importante baixa: Cristiano Ronaldo, destaque da conquista da Liga dos Campeões da temporada passada, anunciou que trocaria o clube pela Juventus. Dessa maneira, seu lugar no time passou a ser ocupado pelo galês Gareth Bale, que era reserva antes da saída do português. Os merengues tiveram o retorno do atacante Mariano Diaz, que voltou de empréstimo valorizado.

Pois bem, a temporada começou. As cinco primeiras rodadas da Liga Espanhola foram muito boas para o Real, que conquistou 13 pontos de 15 que estavam em disputa. Foram quatro vitórias e um empate. O que veio a seguir surpreenderia a todos e levantaria questionamentos sobre a fala de Zidane, de que a equipe precisava de outro discurso.

Até aquele momento em boa fase, o time de Lopetegui foi ao estádio Ramón Sánchez Pizjuán para enfrentar o Sevilla. Saiu de lá com uma derrota de 3 a 0 na conta. Esse seria o jogo que marcaria o fim da boa fase e o início do atual momento turbulento pelo qual passa o Real Madrid. Depois daquela partida, o desempenho do time no Campeonato Espanhol caiu vertiginosamente. Empatou o clássico de Madri em casa, com o Atlético, por 0 a 0; perdeu para o Alavés, por 1 a 0; foi derrotado em casa diante do Levante, por 2 a 1; e tomou uma chacoalhada diante do Barcelona, no “El Clásico”, pelo placar de 5 a 1. Este último resultado culminou na demissão de Lopetegui.

 

Vexame no Camp Nou
 

Foto: Suárez. Crédito: Reuters

O Barcelona não precisou nem de seu principal jogador, Lionel Messi, para aplicar a goleada de 5 a 1 no Real. O argentino se recupera de uma fratura no braço e, por isso, não pôde atuar. Mesmo sem ele, todos gols do Barça foram marcados por jogadores também nascidos na América do Sul: O uruguaio Luís Suárez balançou as redes três vezes, o brasileiro Phillipe Coutinho anotou um tento – o primeiro dele na história do “El Clásico”-, e o chileno Vidal fez o dele. O gol dos merengues também foi marcado por um sulamericano, o lateral-esquerdo Marcelo, que foi substituído com dores na coxa direita, a nove minutos do final da partida. O resultado deixou o Real Madrid na nona posição da La Liga, sete pontos atrás do líder Barcelona.

 

Situação de Vinícius Júnior

De acordo com o jornal “El País”, a diretoria do Real Madrid não aprovou a decisão de Lopetegui de ter relacionado o brasileiro Vinícius Júnior para a partida diante do Barcelona e, depois disso, tê-lo deixado fora do banco de reservas. O valor da contratação do brasileiro e o desempenho dele em treinamentos e jogos pelo time B do Real, o Castilla, têm feito com que o técnico fosse criticado sobre o mau aproveitamento do brasileiro no time principal do clube merengue. A insatisfação com o técnico foi ainda maior nessa questão porque o Real tinha recorrido de uma suspensão que tinha sido aplicada a Vinícius Júnior, devido a uma expulsão em jogo pelo Castilla, no final de semana anterior ao “El Clásico”. Depois que a equipe recorreu, Vinícius ficou apto a jogar e mesmo assim sequer apareceu no banco de reservas, por decisão de Lopetegui.

 

Possível descontentamento de Marcelo
 

Foto: Marcelo. Crédito: Reuters

 Desde 2007 no Real, o lateral-esquerdo Marcelo não vive bom momento no clube e, de acordo com o jornal italiano “Tuttosport”, teria pedido para deixar o clube merengue em janeiro para assinar com a Juventus e reeditar a parceria de sucesso com Cristiano Ronaldo. O Veículo italiano afirma que a ida do lateral à Juve renderia cerca de 50 ou 60 milhões de euros ao Real e também o lateral-esquerdo Alex Sandro, por empréstimo.

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas