Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Adoção de cachorros: Por que não comprar?

Adoção de cachorros: Por que não comprar?

No Brasil, existem 30 milhões de animais abandonados, entre os quais 20 milhões são cachorros de rua. Ao mesmo tempo, 43,3% das casas brasileiras possuem pelo menos um cão. Com tanta disponibilidade para a adoção de cachorros, 76% dos mais de 28 milhões de donos preferem comprar.

Muitas pessoas comprar cachorros porque não querem um vira lata. Portanto, é importante lembrar que na adoção de cachorros existem animais de raça. Além disso, se o que receia é o comportamento imprevisível de um cão sem raça definida, vale investir em um adestramento, que pode transformar positivamente a personalidade dele.

Se decidir adotar, lembre-se de levar o cachorro ao veterinário para fazer um check-up, conferir se o animal é vacinado, vermifugado e se toma anti-pulgas e tenha paciência com o processo de adaptação dele, que pode ser um pouco conturbado caso ele já tenha sido maltratado.

Gráfico laranja sobre cachorros no Brasil
Tabela cachorros no Brasil

Onde fazer adoção de cachorros

Para adotar o seu cãozinho, existem inúmeras opções. Você pode encontrar um cachorro de rua na sua cidade e levá-lo para casa, ou então recorrer a algum orgão que disponibilize animais abandonados.

Se você mora não pode cuidar de um bichinho para sempre, saiba que você sempre pode dar lar temporário a algum cão!

cachorro abandonado
cachorro de rua
Foto: Fatos desconhecidos

ONG de animais

Pesquisar se existe alguma ONG de animais na sua cidade é o primeiro passo. As ONGs são, geralmente, altamente qualificadas e cuidadosas. Na maior parte das vezes, eles vão demandar algumas informações suas para garantir que o cãozinho saia de lá para um lugar seguro. Além disso, algumas organizações prestam auxílio durante o processor de adaptação.

As ONGs tem veterinários que zelam pela saúde do cachorro. Normalmente, eles são castrados, vacinados e vermifugados no momento em que chegam lá. Em São Paulo, uma das ONGs conhecidas é a Cão Sem Dono. Em Belo Horizonte existe também a Cãoviver. Se informe a respeito das ONGs organizadas e responsáveis da sua cidade e faça uma visita à elas!

Feira de adoção

As feiras de adoção são uma boa alternativa caso seja difícil ter acesso à alguma ONG, até porque várias ONGs organizam essas feiras em parceria com supermercados, shoppings ou pet shops. Tome cuidado para saber de onde o animal veio e faça questão de ter acesso às informações médicas dele se possível.

Ao adotar, muitas pessoas preferem cachorros filhotes. Por isso, os abrigos de animais ficam superlotados com adultos que raramente são levados para casa. Por isso, lembre-se que existem vantagens em levar um animal crescido para casa: o comportamento é previsível e, para aqueles que querem um cachorro pequeno, o tamanho também.

Comprar cachorros

Bulldog francês branco e vesgo
Bulldog Francês
Foto: Luana Pellizzer

Se você decidir que a adoção de cachorros não é o que quer e preferir comprar, saiba que a consciência desse processo é de suma importância. Além de abrir mão da oportunidade de tirar um cão das ruas ou do abrigo de animais, você pode estar apoiando o mercado canino.

Os cães de canil raramente são bem tratados, pois existem com a única função de reproduzir. As fêmeas, em especial, sofrem muito com um curto período entre as gestações. Por isso, é de suma importância saber de onde o cachorro veio. Procure conhecer o lugar onde o cachorro foi criado, saber quem são os pais e pesquise se o preço cobrado é justo.

Quando levá-lo para casa, procure castrar o cachorro o quanto antes para evitar a reprodução e alimentar ainda mais o comércio. Lembre-se de evitar petshops, porque matar filhotes que não foram vendidos é uma prática muito comum nesses lugares. E lembre-se que adoção de cachorros é sempre a melhor opção!

0 Comentários