A lenda do Rei Arthur: Tudo sobre a obra que permeia produções
Menu & Busca
A lenda do Rei Arthur: Tudo sobre a obra que permeia produções

A lenda do Rei Arthur: Tudo sobre a obra que permeia produções

Home > Entretenimento > Cultura > A lenda do Rei Arthur: Tudo sobre a obra que permeia produções

A lenda do Rei Arthur é até hoje um mistério e assunto de diversas produções

Lendas são narrativas fantasiosas que combinam fatos com elementos fantásticos e são transmitidos através da oralidade ou da escrita. Por conta disso, uma história pode possuir diversas versões diferentes. Assim, nem sempre é possível comprovar sua veracidade com elementos históricos.

Nos séculos V e VI, vigorava, na Grã-Bretanha e na Europa, o período inicial da Idade Média, chamado de Alta Idade Média por devido a inúmeras transformações. É nesse cenário repleto de batalhas, invasões, de consolidação dos feudos e monarcas no poder que se desenrola a lenda do Rei Arthur. Ao longo dos séculos, muitas versões foram desenvolvidas e escritas. Portanto, toda a história é um grande mistério até hoje. 

A Espada Era a Lei
A Espada Era a Lei (1963). | Foto: Reprodução IMDb.

Tudo sobre a lenda do Rei Arthur

Arthur seria o herdeiro do reino de Camelot, na Grã-Bretanha, por ser o primeiro filho do rei Uther Pendragon e Igraine. As histórias ocorrem em um momento de dominação dos bretões, povo celta que incorporou costumes romanos.

Ademais, os elementos fantásticos contam com Merlin, um mago muito poderoso que seria o protetor e conselheiro de Arthur, e a espada encantada chamada Excalibur. 

Segundo uma versão da lenda, dos poemas escritos por Robert de Boron no século XIII, Merlin, devido à instabilidade do período, aconselhou que o garoto fosse um segredo para garantir a segurança da família e do reino.

Assim, com a morte de Uther, muitos rumores foram levantados acerca de sua sucessão e posse do trono real. Em função disso, o mago cravou uma espada mágica, Excalibur, em uma pedra e apenas o legítimo herdeiro do trono conseguiria tirá-la. Cumprindo a profecia, Arthur torna-se rei após conseguir retirar Excalibur da pedra.

lenda rei Arthur
Excalibur. | Foto: Pixabay.

Primeiras versões da história

Contudo, ainda nas primeiras versões do século XII, de Geoffrey Monmouth e Chrètien de Troyes, a história toma rumos mais fantásticos típicos da cultura celta. Nestas, Merlin é apaixonado por Nimue, também chamada de Viviana, a Dama do Lago.

Excalibur é uma espada mágica forjada por um elfo na ilha de Avalon que possui lâmina inquebrável e cujo poder contido em sua bainha daria ao rei o corpo fechado nas batalhas travadas. O mago leva Arthur até as margens do lago do qual Nimue entrega a espada fantástica. Logo, com a posse de Excalibur, ele acaba tornando-se rei aos 15 anos.

De acordo com as histórias, o herdeiro de Camelot torna-se um grande e nobre líder que reuniu cavaleiros e lutou contra o avanço dos saxões em seu território. Arthur teria sido importante nos desdobramentos do reino. Construiu então a célebre Távola Redonda, uma mesa redonda para simbolizar a igualdade entre seus guerreiros e evitar disputas pelo poder.

Dessa forma, as narrativas contam diversas aventuras, guerras e batalhas das quais teriam participado o Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda. Sua morte também gera dúvidas e possui diversas interpretações.

Outras vertentes mais antigas

Nas versões mais antigas, os anos de glória e paz são encerrados por conta da ambição. Quando o rei parte para lutar contra Roma, Sir Mordred, filho de Morgana, meia-irmã de Arthur, toma posse do trono. Assim, acontece a Batalha de Camlann, na qual Mordred e Arthur se enfrentam.

Merlin havia sido aprisionado pela Dama do Lago e Morgana havia roubado a espada, devolvida, posteriormente, sem a bainha mágica. As circunstâncias eram desfavoráveis para o grande rei que, após o ataque de seu oponente, acaba ferido gravemente.

Como seus últimos atos, é ordenado que Excalibur retorne ao lago para a posse de Nimue e Arthur tem uma visão. A mensagem era que apenas o Santo Graal, o cálice sagrado, poderia curá-lo e salvar o reino. Prontamente, os cavaleiros partem em uma busca incansável pela taça, mas nunca a encontram. O destilo final do poderoso Rei Arthur é então a ilha de Avalon.

Rei Arthur: A Lenda da Espada
Rei Arthur: A Lenda da Espada (2017). | Foto: Reprodução IMDb.

O Rei Arthur realmente existiu?

Em decorrência da popularidade da lenda que conta os atos de Merlin e de Arthur com seus cavaleiros da Távola Redonda existem diversas especulações acerca da existência do rei.

O nome já havia sido citado em outras obras, mas foi em 1136 que o autor Geoffrey de Monmouth, com A História dos Reis Bretões, trouxe Arthur como rei e inseriu Merlin e seus feitos. Mas são os escritos de Chrètien de Troyes  que tornam a história mais famosa. Posteriormente, no século XIII, a versão do francês Robert de Boron trouxe Excalibur fincada na pedra. Além destas, muitas outras obras abordam a vida e os feitos do rei.

Apesar de todas as versões, arqueólogos e historiadores não podem afirmar se Arthur realmente existiu. Não há nenhuma prova concreta ou registro histórico que possa ser utilizado como evidência de sua existência. Existiram muitas escavações nas regiões onde, segundo as histórias, seria o castelo do monarca.

Apenas em 2016, um grupo de arqueólogos do órgão de conservação do governo inglês descobriu, na região da Cornualha, os restos de uma construção dos séculos V e VI, época e local que coincidem com a lenda. Contudo, nenhuma prova concreta de Arthur foi encontrada e, por consequência, nada foi confirmado.

Produções cinematográficas

Por ser memorável e conhecido, muitas produções cinematográficas já abordaram o tema, como, por exemplo, animação da Disney A Espada Era a Lei, de 1963. Há também Rei Arthur (2004), do diretor Antoine Fuqua, com Clive Owen como o protagonista, e o filme de 2017, Rei Arthur – A Lenda da Espada, com direção de Guy Ritchie e Charlie Hunnam no papel principal.

Cursed: A Lenda do Lago (2020)
Cursed: A Lenda do Lago (2020). | Foto: Reprodução IMDb.

A produção mais recente, de 2020, é a série original Netflix, Cursed – A Lenda do Lago, sendo uma versão mais moderna da lenda. Aqui, Katherine Langford interpreta a protagonista Nimue, uma jovem poderosa que se aventura junto com Arthur (Devon Terrell) em busca do mago Merlin e da espada encantada.

Até hoje, tudo permanece um mistério e a existência de Arthur ou de qualquer elemento da lenda não foi confirmada. As supostas regiões onde teriam vivido e onde teriam acontecido os fatos, entre Inglaterra e País de Gales, atraem curiosos e turistas por conta de suas paisagens e histórias. De fato, a lenda é muito conhecida e encanta a todos, sendo marcante para a literatura e para o cinema.  

Fontes: Superinteressante, Omelete, Suapesquisa.

_____________________________
Por Karina Almeida – Fala! Cásper

Tags mais acessadas