Home / Universidades / Anhembi / A importância do Curso Superior para Piloto.

A importância do Curso Superior para Piloto.

Meu nome é Matheus Lesca, estudante do curso superior de Aviação Civil da Universidade Anhembi Morumbi e, antes de falar de meu curso, vou relatar minha trajetória até iniciar o curso de aviação civil.

3

Sempre gostei de coisas voadoras. Ainda criança, assistia o desenho dos “Jacksons” e achava demais o fato do homem poder voar com sua família. Cresci admirando os aviões, colecionando fotos e miniaturas, porém, ao longo da minha juventude, a vida tomou outro rumo pela necessidade de recursos, quando tive que escolher entre o sonho e a sobrevivência.

Minha melhor opção para a época foi ingressar no colegial técnico em processamento de dados, onde me destaquei e cresci na área de TI, sendo que em seguida acabei sendo contratado para trabalhar em uma montadora de veículos, na área de gestão de projetos. Nesta área me especializei em banco de dados e iniciei minha formação superior em administração com ênfase em gestão de projetos.

Tive a oportunidade de fazer um curso de inglês na Irlanda, onde permaneci por mais de um ano e, durante o curso, em uma aula a professora perguntou a todos  “Qual é o seu sonho? E o que você tem feito para realizar?”, e todos em sala de aula falaram. Quando chegou minha vez, falei que “meu sonho era voar e eu não estava fazendo nada para realiza-lo!”. Alguns deram risada de minha resposta e eu fui para casa pensando naquela aula que, apesar de simples tinha mexido comigo.

2

Terminando o curso na Irlanda ainda morei em outros dois países da Europa, mas sempre pensando em voar. Vibrava quando pegava um avião e quando um passava no céu, parava tudo para ver!

De volta ao Brasil, estava bem empregado e me sentia bem sucedido, pois, apesar de jovem, “já tinha carro zero”. O único porém é que, no fundo, não estava feliz, pois não estava realizando o meu sonho. Neste ponto, vale a pergunta à você que está lendo, ou seja, “você é feliz com seu trabalho?”

Foi então que decidi mudar minha vida radicalmente, e comecei a pesquisar como poderia melhor me qualificar para entrar no mercado de trabalho de aviação. Foi neste momento que eu tive certeza sobre a importância da formação superior para piloto.

A profissão de piloto de avião tem evoluído ao longo dos anos, e tenho certeza de sua constante evolução por se tratar de uma profissão de extremo risco, responsabilidade e alta tecnologia.

1

Na sequência, vou explicar, de maneira rápida e sem rodeios, as etapas necessárias para a formação de um piloto.

O primeiro passo é se submeter aos exames para obtenção do CMA (Certificado Médico Aeronáutico), pois, com esta certificação, que é na realidade uma bateria de exames, o candidato à piloto tem a certeza de que poderá, no futuro, desempenhar atividades aeronáuticas, como as aulas práticas de vôo.

Com o CMA em mãos e, estando apto para voar, poderá iniciar a formação teórica fazendo o curso de piloto privado de avião, primeiro degrau da formação. Concluído o curso, será necessário se submeter a uma prova na ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), do tipo vestibular, onde a nota mínima de cada disciplina deve ser igual ou superior a 7,0 para ser aprovado. São 5 disciplinas como Teoria de Vôo, Regulamento de Tráfego Aéreo, Meteorologia Aeronáutica, Navegação Aérea e Conhecimentos Técnicos.

Depois de aprovado na formação teórica, poderá iniciar a formação prática, quando deverá voar 40 horas em instrução, até que esteja capacitado para se submeter aos exames práticos de vôo. Nesta situação, depois do “vôo de cheque”, alcançará a primeira licença, a de Piloto Privado de Avião, que muitos ainda chamam de “brevet de piloto”. Com esta licença, ainda não será possível trabalhar, mas apenas realizar vôos como “hobby” ou de forma desportiva, mas sem receber salários.

Na etapa seguinte, denominada piloto comercial, será necessária nova formação teórica, fazer novo exame na ANAC e alcançar 150 horas de vôo como experiência. Quando concluída, proporcionará ao piloto a possibilidade de receber pelos serviços de vôo. Neste ponto está apto a ingressar no mercado como piloto profissional.

A última etapa, ou o último degrau da formação de piloto, denominada de licença de piloto de linha aérea, poderá ser desenvolvida quando o piloto alcançar pelo menos 1500 horas de vôo de experiência, e se submeter à nova formação teórica e exames na ANAC. Normalmente, esta última etapa já é feita dentro da companhia aérea.

Essa é a formação de piloto, que a maioria dos pilotos seguem, entretanto, após procurar saber o caminho que precisaria fazer para me tornar piloto, percebi que a aviação civil é muito mais que apenas horas de vôo, sendo necessário me destacar e ter mais conhecimentos para uma formação diferenciada.

Buscando mais informações, conversei com diferentes comandantes que já atuavam no mercado de trabalho, tanto como pilotos da aviação doméstica (nacional), quanto internacional, e foi aí que concluí que o curso superior de aviação civil da Anhembi Morumbi iria me diferenciar entre os demais pilotos.

Com esta formação superior, não serei apenas mais um piloto, mais sim um recurso humano para empresa aérea, com capacidade de atuar dentro e fora da cabine, tendo conhecimento de matérias extraordinárias que foram desenvolvidas em conjunto com os gestores das maiores empresas de aviação do mercado brasileiro.

Ao longo do curso, o contato com os professores, que são os melhores do mercado, passa a ter papel fundamental na formação, pois eles não são simples professores, mas sim amigos do aluno e grandes profissionais da área, que com sua vasta experiência, acabam trazendo “dicas” e ensinando com suas experiências o melhor caminho a seguir para alcançar os seus objetivos.

Muito embora não exista uma legislação que exija a formação superior para o piloto, hoje o mercado valoriza muito, priorizando a contratação de pilotos com esta formação. Desta maneira, existem várias vantagens aos que concluem a formação superior. Por exemplo: fará o curso teórico de piloto privado e comercial em um só lugar, terá aula com professores do mercado e com alta experiência, conhecerá detalhes de vários segmentos da aviação, que são exigidos pelas companhias aéreas, além do fato de que, com o curso superior, você está na frente de muitos pilotos já antigos no mercado, pois a empresa aérea não vai te olhar como um “simples empurrador de manetes” (termo usado no mercado para designar o piloto sem formação), mas sim como um profissional bem formado para desempenhar a atividade.

Com a formação superior e experiência, poderá também atuar em posições estratégicas dentro da empresa, e voar ao mesmo tempo com possibilidades de um salário maior do que um simples piloto que tem apenas horas de vôo.

O ingresso nas empresas aéreas com menor quantidade de horas de vôo (que é a parte mais cara da formação) é outra vantagem muito importante, visto que, além da formação básica, exigida pela ANAC, na formação superior, também receberá conhecimentos jurídicos da aviação, conhecimentos sobre a saúde na vida do piloto, e como se portar um uma situação de emergência em vôo.

Os aspectos psicológicos também são muito importantes, pois possibilitarão ao aluno ter conhecimentos para saber encarar qualquer situação de pânico ou terrorismo de passageiros, enfim, será um profissional com uma preocupação muito grande voltada para a segurança de voo.

Outros aspectos que são desenvolvidos ao longo do curso são as de gerenciar atividades ligadas à operação, manutenção, aeroportos, frota e todas as áreas relacionadas a uma companhia aérea.

Além de todo esforço, dedicação, abdicação do seu tempo e muitas vezes estudar quando todos estão se divertindo, você vai estar sempre estudando, porque na área da aviação lidamos com vidas, e isso é muito sério, pois, fazendo uma analogia, se um médico erra, a mãe do paciente é quem chora, mas quando um piloto erra, será a sua própria mãe que irar chorar.

Para finalizar, nunca se esqueça que, durante a metamorfose de sua formação, para se tornar um piloto de verdade, você estará sempre sendo observado, com suas atitudes e com quem você fala, pois só assim alcançará o lugar desejado e realizará seus sonhos!

4

 

Por: Fernando Celani – Fala!Anhembi

 

Confira também

Confira em fotos como foi a SextaBreja da ESPM

A SextaBreja aconteceu e foi um sucesso! Muita gente diferente, no Terraço, para poder beber ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *