A importância das cores utilizadas nos passaportes
Menu & Busca
A importância das cores utilizadas nos passaportes

A importância das cores utilizadas nos passaportes

Home > Lifestyle > Viagens > A importância das cores utilizadas nos passaportes

A escolha das cores dos passaportes é algo mais complexo do que a maioria das pessoas imagina, elas são determinadas pela Organização da Avaliação Civil Internacional (ou em inglês, International Civil Aviation Organization – ICAO), a qual disponibiliza quatro cores (vermelho, verde, azul e preto – sendo azul e vermelho as cores mais utilizadas), podendo variar nas tonalidades

É através desse órgão que as nações escolhem suas cores, através de seus interesses internos, os quais indicam decisões geopolíticas, significados culturais e históricos, questões além da semelhança com suas determinadas bandeiras.

passaportes
A importância das cores utilizadas nos passaportes. | Foto: Reprodução.

As cores do passaporte

Vermelho

Antes, durante a Guerra Fria, costumava ser usada pelas nações comunistas, hoje, ainda tem o mesmo propósito, indicando o passado e presente de alguns países socialistas (Bulgária, Rússica, Colômbia, Equador e China), mas também é adotada por países que desejam entrar no bloco econômico europeu, como a Turquia, já que a União Europeia, com exceção da Croácia, a utiliza, sendo uma cor com uma tonalidade puxada mais para o vinho.

Verde

Preferência dos países islâmicos, por ser de grande importância para sua religião e porque a mesma é considerada a cor preferida do profeta Maomé.

Além deles, países do continente africano que seguem o alcorão, como Gana e Costa do Marfim, os quais pertencem à Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (ECOWAS), adotaram a cor para que pudessem se distinguir dos demais países.

Brasil também a utilizou em seu passaporte até o ano de 2008, assim como os países com natureza em abundância, porém, não a usam mais.

Azul

A cor mais utilizada no continente americano, dois blocos econômicos, Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – sendo a Venezuela uma exceção por continuar usando a cor vermelha dos tempos Andinos) e Comunidade do Caribe (Caricom), a adotaram para seus passaportes.

EUA, até 1976, quando ocorreu o bicentenário da independência do país, substituiu a cor verde em seu passaporte, aplicada durante a década de 1930, pelo azul a fim de se assemelhar à sua bandeira, mas, antes do azul, foram usadas as cores borgonha (tonalidade da cor vermelha) e preto, em 1970.

Preto

Uma das cores mais raras, usada em países como o México, Nova Zelândia e países localizados no continente africano, Congo, Botsuana e Angola, sendo uma cor comum no território.

Utilizada nos Estados Unidos por pessoas com autorização especial e dotado de benefícios diplomáticos. No Reino Unido, tal cor é capaz de permitir a entrada em quase 150 países sem a necessidade de um visto.

Cor-de-rosa

Cor usada na Holanda para passaportes provisórios, caso o cidadão tiver perdido seu passaporte ou não tenha tirado o oficial ainda.

Branca

Utilizada no Canadá pelos cidadãos como documentos de viagens temporários.

Apesar de alguns países não saberem da importância sobre a cor de seus passaportes para a sua identidade nacional, todos os governos têm sua liberdade para escolherem as cores e design que serão aplicadas em seus passaportes.

Como afirma Anthony Philbin da Organização de Aviação Civil e Internacional, responsável por emitir os formatos, padrões de tamanho e tecnologia, em que não há nada, nem interferência da organização, que possa determinar a cor da capa.

Tamanho exemplo é o novo passaporte da Noruega, dando ênfase nas características e identidade do país, usando três cores distintas, vermelho, para cidadãos comuns, azul claro, para diplomatas, e branco, para estrangeiros.

_____________________________
Por Sabryna Grechi – Fala! ESPM

Tags mais acessadas