A hora é das mulheres
Menu & Busca
A hora é das mulheres

A hora é das mulheres

Home > Entretenimento > Cultura > A hora é das mulheres

Paulistana de coração, mas nascida no Rio de Janeiro, Patrícia Penna, reside na cidade de São Paulo há 22 anos, atuou diversas vezes como representante e pesquisadora de economia criativa e design urbano. Com práticas públicas e privadas inovadoras, seja pelas ideias de indústrias de inovação ou na transversalidade da cultura urbana e do meio ambiente, ela vem se destacando no meio político nos últimos anos.

Estudou Design pelo Instituto Europeu de Design, se tornou a principal articuladora da regulamentação do Design no Brasil. Mentora de inúmeras iniciativas, como seu evento “Design na Brasa” que já ganhou destaque na ONU como um evento capaz de ajudar o mundo. Também milita na causa de povos indígenas, em prol da comunidade LGBTI e a favor da liberdade religiosa.

Estuda Gestão Pública e Administração pelas instituições Brás Cubas e Anhembi Morumbi. Entre seus projetos de destaque, criou, em 2017, a Lavagem do Beco do Batman, uma iniciativa que reuniu a comunidade da Vila Madalena e sacerdotes de diversas religiões contra a intolerância, criou a Marcha Agrotóxicos Mata, ações suprapartidárias, que teve início quando o Partido Verde entrou com uma ação no STF contra o governo federal – que liberou o registro de mais de 200 agrotóxicos no Brasil -, também é a principal articuladora na criação da Rodada Verde, um debate apartidário com o objetivo de discutir políticas públicas e necessárias.

Patrícia Penna
Patrícia Penna. | Foto: Reprodução.

Patrícia Penna e as mulheres

Não tenho a menor dúvida de que as mulheres estão vivendo seu melhor momento, não foi fácil chegar até aqui e ainda falta muito. O mundo está mudando constantemente, hoje, mulheres ocupam seu lugar. E que lugar seria esse? Lugar da Mulher é onde ela quiser. E nesse momento tão difícil, a pandemia nos trouxe dificuldades, também visibilidade, em países onde o comando está nas mãos de mulheres, foram os países que menos sofreram. Isso prova que as mulheres estão cada vez mais capacitadas e preparadas para exercer lugares de destaques nos mundos. Isso inclui todas as vertentes profissionais.

Quando falo em mulheres no poder, falo de mulheres realmente empoderadas, que sabem o que querem e como querem. Patrícia Penna – para quem não conhece, foi secretária de Cultura adjunta do estado de São Paulo, é designer, criadora de vários movimentos de liberdade e de protesto.

Como ela mesmo fala: “A hora é das mulheres (…) precisamos de mais mulheres na política”, mas isso se estende para vários outros setores, importantíssimos para o crescimento econômico de um país de um estado e de uma cidade. A luta não é fácil, mas quem disse que as mulheres estão esperando o fácil? Como sempre falo: “O que é desistir? Não sei, não faz parte do nosso vocabulário”. Dia 15 de novembro é um momento importante para o país, e nós, mulheres, precisamos continuar nossas conquistas. Não desperdice suas escolhas. Conheça mais sobre Patrícia Penna e entre nas suas redes sociais.

Redes sociais de Patrícia Penna:

Site: www.patriciapenna.com.br
Instagram: @patriciapennaoficial
Facebook: https://www.facebook.com/patriciapennaOFICIAL/

_______________________
Por Benazira Djoco – Fala! Uniesp Centro Universitário

Tags mais acessadas