60 horas sem energia: Entenda o que está acontecendo no Amapá
Menu & Busca
60 horas sem energia: Entenda o que está acontecendo no Amapá

60 horas sem energia: Entenda o que está acontecendo no Amapá

Home > Notícias > 60 horas sem energia: Entenda o que está acontecendo no Amapá

Após incêndio em subestação de energia, estado do Amapá permanece 60 horas sem energia em 13 dos 16 municípios. Saiba mais

Amapá
Amapá soma mais de 60 horas sem energia. | Foto: Reprodução.

Apagão no Amapá soma mais de 60h sem energia em 13 dos 16 municípios

Desde 20h40 da última terça-feira (3), uma subestação pegou fogo na Zona Norte de Macapá e deixou 13 dos 16 municípios do estado do Amapá sem eletricidade. Hoje (6), é o 4º dia consecutivo que quase 90% da população do estado da região norte do Brasil permanece sem energia e fornecimento de água.

Um problema na linha de transmissão do Sistema Interligado Nacional causou a interrupção do fornecimento de energia no estado e que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) investiga as causas do problema.

Informou a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

O incêndio na subestação de energia aconteceu após uma forte chuva no município de Macapá com incidência de raios. As consequências desse apagão para a população do Amapá foram muitas: as pessoas residentes da região permanecem mais de 60 horas sem energia, sem luz, sem acesso a redes de telefonia e Internet.

Além disso, a população ficou sem a possibilidade de fazer compras pelo cartão de débito ou crédito e nem sacar dinheiro em caixas eletrônicos. Hospitais passaram a depender de geradores de energia e os moradores precisam sair em busca de água potável, banhando-se em lagos

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta, estabelecimentos que têm gerador de energia, como postos de combustível e supermercados, registraram grandes filas – algumas com mais de 1 quilômetro. Pessoas também tentavam estocar água potável e lotaram comércios que vendem água mineral.

Informou repórter do G1.

O município de Macapá, capital do Amapá, declarou situação de calamidade pública ontem (5) à noite, após mais de 48 horas sem energia.

Nós alteramos o decreto de calamidade pública, estava só para pandemia, em razão do apagão. Estamos tendo dificuldade de comprar outros tipos de insumos. Então o decreto de calamidade pública vai nos ajudar a resolver problemas nesses dias enquanto não se encontra solução definitiva do apagão.

Prefeito de Macapá, Clécio Luís, durante anúncio dos decretos nesta quinta

O Ministério de Minas e Energia anunciou investigação para apurar causas do apagão. O anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa durante à noite em Brasília e o responsável pela pasta, Bento Albuquerque, divulgou planos para a retomada da energia: a pretensão é que, em 15 dias, cerca de 70% tenha acesso à energia novamente.

Tags mais acessadas