Menu & Busca
6 Filmes que você provavelmente não sabia que são remakes

6 Filmes que você provavelmente não sabia que são remakes


Com o objetivo de lucrar, o mercado de Hollywood aposta em histórias boas e que são, na maioria das vezes, cativantes. Mas, isso não significa, necessariamente, confiar suas produções em histórias inéditas. Existem inúmeras refilmagens (remakes) na indústria cinematográfica.

Algumas não chegam aos pés de seus originais, outras são tão bem produzidos que fazem a história originária ser desconhecida pelos espectadores.

Há refilmagens que são mais populares que as produções originais e, pensando nisso, separei seis filmes cujos remakes você provavelmente assistiu, mas não sabia. Vamos dar uma olhada?

6 Filmes Famosos que são Remakes

1.     Carrie – A Estranha (Carrie)

Carrie é um livro de Stephen King, que conta a história de uma garota com telecinésia, a capacidade de manipular objetos com o poder da mente. Carrie passa por diversas situações constrangedoras e pesadas. Desde zoações por colegas a um tratamento extremamente agressivo de sua mãe, fanática religiosa.

Em 2013 o livro foi adaptado para o cinema sob a direção de Kimberly Peirce. O elenco contava com Chloë Moretz, no papel de Carrie, e Julianne Moore. O filme recebeu o nome de Carrie – A Estranha.

Esta versão é, na verdade, uma adaptação do longa-metragem de 2002, que foi dirigido por David Carson e tem a atriz Angela Bettis como a personagem principal. Mas, você sabia que a versão de 2002 também é um remake?

A versão original tem mesmo nome que as outras produções, foi lançada em 1976 e dirigida por Brian De Palma. Sissy Spacek estava no papel de Carrie. O filme original chegou a ganhar uma sequência não tão conhecida em 1999, sob a direção de Katt Shea e foi estrelado por Emily Bergl.

Apesar de o longa-metragem de 2013 ter efeitos visuais e recortes mais modernos, o remake de 2002 carrega um tom assustador e conversa mais com o estilo e escrita de Stephen King.

 Cenas do filme Carrie – A Estranha em 1976, 2002 e 2013, respectivamente
Cenas do filme Carrie – A Estranha em 1976, 2002 e 2013, respectivamente

2.     Footloose – Ritmo Louco/Contagiante (Footloose)

Com a primeira versão lançada em 1984, dirigida por Hebert Ross e estrelada por Kevin Bacon, Footloose conta a história de Ren MacCormack, um garoto de Chicago que vai morar em uma cidade pequena com os tios. Apaixonado por música e dança, o garoto sofre ao descobrir que na cidade de seus familiares suas paixões são reprimidas. O filme é baseado em fatos reais que ocorreram em Elmore City, Oklahoma (EUA).

Em 2011, o longa ganhou uma versão mais moderna. Dirigido por Craig Brewer e protagonizado por Kenny Wormald, o ramake é menos dramático que o original e apresenta ótimas cenas de dança. A filmagem de 1984 tem um foco mais emotivo e a representação dos jovens no filme são apresentadas de forma diferente, o que é totalmente compreensível, visto que são 27 anos entre uma produção e outra.

Cartazes do filme Footloose (2011 e 1984, respectivamente)

3.     Scarface

Um filme americano de Howard Hawks de 1932, protagonizado por Paul Muni e Ann Dvorak, sendo, respectivamente, Tony e Cesca Camonte. Sim, o filme de 1983 tão conhecido por ser estrelado por Al Pacino é um remake.

A versão de 1932 foi baseada em um livro de mesmo nome, conta história de um gângster Tony Camonte, que assassina o chefe do crime da cidade de Chigago, conhecido como Big Louis Castillo, pelas ordens de Jhonny Lovo. Já o remake de 1983, dirigido por Brian De Palma e o personagem principal, agora chamado de Tony Montana, é um refugiado cubano que chega em Miami e se torna um poderoso chefe de drogas.

Scarface de 1983, é considerado um clássico e, de fato, tem uma pitada de sal a mais que o original. Uma curiosidade é que a versão de 1983 foi o primeiro filme em que a expressão “fuck” foi usada 226 vezes no total, sendo 182 só por Al Pacino.

 Cartaz de Scarface 1932 e 1983
Cartaz de Scarface 1932 e 1983

4.     Ponte para Terabítia (Bridge to Terabithia)

O longa é baseado em um livro de mesmo nome e trata da história de Jess Aarons e Leslie Burke, colegas de escola que se tornam amigos. As crianças criam o reino mágico de Terabítia, o qual pode ser acessado através de uma corda sobre o riacho. O final vocês, provavelmente, já conhecem.

A versão original de Ponte para Terabítia é de 1985 e era uma adaptação para TV canadense, sob a direção de Eric Till. Em 2007, o longa-metragem ganhou outra versão, mais cobiçada que a original, e que trouxe à tona os nomes de Josh Hutcherson e Anna Sophia Robb.

 Ponte para Terabítia , versão de 1985 e 2007
Ponte para Terabítia , versão de 1985 e 2007

5.     Onze Homens e um Segredo (Ocean’s Eleven)

Você consegue imaginar um longa-metragem estrelado por Frank Sinatra? Esse é o caso de Onze Homens e um Segredo de 1960, dirigido por Lewis Milestone, que conta a história de 11 homens dispostos a fazerem tudo para alcançar seus objetivos. O elenco contava, também, com nomes como: Dean Martin, Peter Lawford e Sammy Davis Jr.

Em 2002, Steven Soderbergh dirigiu outra versão do longa-metragem. Dessa vez com George Clooney, Brad Pitt e Matt Damon, Onze Homens e um Segredo fez sucesso mais uma vez. A versão de 2002 teve duas continuações: Doze Homens e outro Segredo e Treze Homens e um Novo Segredo.

Em 2018, ainda, o filme ganhou uma versão feminina com Sandra Bullock e Cate Blanchett, chamado Oito mulheres e um segredo. No filme, as garotas recrutam mulheres para fazer um roubo audacioso no Met Gala, em Nova York. Esta versão foi dirigida por Gary Ross.

Onze Homens e um Segredo (1960 e 2011)
Onze Homens e um Segredo (1960 e 2011)

Oito Mulheres e um Segredo (2018)
Oito Mulheres e um Segredo (2018)

6.  Nasce uma Estrela (A Star is Born)

Um cantor no auge da fama, Jackson Maine, conhece Ally em um bar. Ally é uma cantora envergonhada que trabalha em um restaurante para se sustentar. Jackson fica encantado com o talento da garota e resolve ajudá-la. Enquanto a moça ascende como música, o rapaz sofre uma crise profissional e pessoal.

Nasce uma Estrela, o filme que teve Lady Gaga e Bradley Cooper como o casal principal e que rendeu 9 indicações ao Oscar em 2018, não é nada mais, nada menos que a quarta versão de um filme lançado em 1937, estrelado por Janet Gaynor. Em 1954, o filme teve Judy Garland como Ally. Depois, foi a vez de Barbra Streisand, em 1977.

Cartazes de Nasce uma Estrela de 1937, 1954 e 1977
Cartazes de Nasce uma Estrela de 1937, 1954 e 1977

 Cartaz de Nasce uma Estrela, de 2018
Cartaz de Nasce uma Estrela, de 2018

_________________________________
Por Lívia Marques – Fala!Cásper

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas