5 jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões
Menu & Busca
5 jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões

5 jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões

Home > Notícias > Esporte > 5 jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões

As lesões sempre são um empecilho nas vidas dos jogadores. Elas ocorrem de diversas formas, geralmente, são  consequências de uma preparação física inadequada, de uma carga excessiva nos treinos ou de pancadas sofridas durante os jogos. 

Para alguns atletas, dependendo do grau, uma lesão custa a perda de uma carreira inteira. Em outros casos, após sofrer a lesão, o jogador até volta a competir, porém, sem o bom rendimento de antes. Além desses dois tipos, existe um terceiro, no qual se inclui um pequeno número de esportistas, nesse casso, após sofrerem graves lesões, eles voltam a jogar em altíssimo nível. 

Hoje, é dessa pequena parte que iremos tratar. A seguir, você encontra uma lista de jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões.

Jogadores que voltaram a jogar bem após sofrerem graves lesões

Luke Shaw​

Hoje, Luke Shaw é o titular absoluto da lateral esquerda do Manchester United. O jogador de 25 anos não para de emplacar grandes atuações com alguns gols e assistências, tanto que já foi chamado algumas vezes para defender a seleção inglesa. A boa fase faz com que muitos não saibam, mas, em 2015, ainda muito novo e no início da sua carreira, Shaw sofreu uma lesão que quase o tirou do futebol. O jogador quebrou a perna, fraturando a tíbia, e teve que ficar quase um ano longe dos gramados. Quando voltou, Shaw teve que lutar bastante para voltar à boa forma física e demorou um tempo para recuperar seu bom futebol.  

Petr Čech

Sempre que falamos de Petr Čech instantaneamente vem à cabeça a imagem do goleiro com seu “capacete”. O que muitos não sabem é o motivo que o leva a usá-lo. Nascido na República Tcheca, hoje, o atual diretor de futebol do Chelsea construiu sua carreira praticamente inteira na Inglaterra. Ao chegar como jogador no clube londrino, em 2004, Čech assumiu rapidamente a titularidade.

Dois anos depois, em outubro de 2006, durante um jogo do campeonato nacional, o goleiro sofreu uma joelhada na cabeça e fraturou o crânio. Čech saiu do campo direto para o hospital, correndo risco de vida, foi necessário passar por uma cirurgia de urgência e colocar duas placas de metal em seu crânio.

Outro fator que assusta é a sua recuperação. Assim, 3 meses depois, Čech já retornava aos gramados para, futuramente, ganhar quatro Premier League e uma Liga dos Campeões da Europa.

Petr Čech
Petr Čech com seu icônico capacete. | Foto: Reprodução.

Zico

O ano era1985 e a partida era válida pelo campeonato carioca. Flamengo e Bangu se enfrentariam em campo e, antes mesmo da bola rolar, as provocações entre torcedores, dirigentes e jogadores dos dois clubes eram grandes. O destaque do flamengo era Zico, que acabara de voltar ao Brasil, depois de algumas temporadas jogando na Europa.

Após o apito inicial, não demorou muito para a partida transformar-se em uma verdadeira guerra, os primeiro minutos foram marcados por faltas duras e entradas violentas. Até o momento em que Zico pegou a bola, arrancou com ela para cima da defesa do Bangu e sofreu uma entrada criminosa de Márcio Nunes. Como resultado, o “Galinho” teve 5 lesões na perna direita, a mais grave foi uma torsão no joelho, além de ter a própria perna quebrada. No ano seguinte, em 1986, Zico retornou ao futebol e ainda disputou a Copa do Mundo do mesmo ano com a camisa da seleção brasileira.

Washington

“Coração valente, guerreiro e tricolor, Washington é matador”. Essa era a música cantada pela torcida do Fluminense durante as partidas e gols de Washington pelo clube carioca. O termo “coração valente” foi designado a ele devido a um problema cardiovascular que teve em 2002.

Na época, Washington jogava pelo Fenerbahçe, da Turquia, quando saiu de campo, substituído, com dores no peito. Ele foi levado ao hospital e diagnosticado com uma das artérias praticamente obstruída. O médico chegou a dizer que Washington nunca mais voltaria a entrar em campo. Enganou-se.

No ano seguinte, o “Coração Valente” voltou ao Brasil para marcar seu nome na história do futebol nacional. Até hoje, Washington é o sétimo maior artilheiro da história do campeonato brasileiro. Ele levou duas artilharias nas temporadas de 2004 e 2008, sendo que a primeira é o recorde de gols em uma única edição.

jogadores
Bater com a mão no peito era uma comemoração tradicional de Washington. | Foto: Reprodução.

Ronaldo Fenômeno

Talvez esse seja o caso mais icônico de volta por cima após grave lesão. Ronaldo sofreu inúmeras ao longo da carreira e, mesmo assim, conseguiu marcar seu nome na história do futebol mundial. Para muitos, se não fossem as lesões, o “fenômeno” poderia até competir com Pelé e Maradona como o melhor de todos os tempos.

A contusão mais grave aconteceu no ano de 2000, quando jogava pela Inter de Milão. Em um lance de ataque, sua perna travou no gramado e Ronaldo acabou rompendo os ligamentos do joelho. Foram 16 meses parados, porém, tempo o suficiente para voltar a jogar antes da Copa do Mundo de 2002, campeonato o qual o Brasil foi campeão e Ronaldo saiu como artilheiro e melhor jogador. 

futebol
Na foto, é possível notar a cicatriz do joelho direito de um dos maiores jogadores brasileiros. | Foto: Reprodução.

_____________________________
Por Thiago Galante – Fala! Cásper

Tags mais acessadas