'3%': Conheça 4 curiosidades sobre a série brasileira da Netflix
Menu & Busca
‘3%’: Conheça 4 curiosidades sobre a série brasileira da Netflix

‘3%’: Conheça 4 curiosidades sobre a série brasileira da Netflix

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘3%’: Conheça 4 curiosidades sobre a série brasileira da Netflix

A série brasileira 3% chegou ao fim após quatro anos de exibição. O sucesso da Netflix traz um futuro distópico e pós-apocalíptico de um mundo desigual. Dessa forma, em sua última temporada, dá um fim ao tão aclamado universo.

Falando ainda de seu enredo, a produção pontua um mundo de poucas pessoas, das quais apenas alguns têm acesso aos direitos básicos. Sendo assim, confira 4 curiosidades sobre a série.

3% série Netflix
3%: Conheça 4 curiosidades sobre a série brasileira da Netflix. | Foto: Montagem/Reprodução.

4 curiosidades sobre a série 3%

4. Inovação brasileira

O fenômeno das distopias não é recente, mas a série brasileira consegue inovar a proposta. Em 3%, poucas pessoas restaram no mundo, o qual se tornou palco de miséria e pobreza.

Entretanto, a população se uniu e juntou todos os recursos naturais em um único lugar, o Maralto. Mas pouquíssimas pessoas poderiam viver nele. A solução, então, é um processo seletivo para a moradia.

Após o Processo, os aptos a viverem no Maralto são colocados em uma posição superior aos demais. Assim, geram-se desigualdades e conflitos entre os que estão dentro e fora do local.

3. Primeira série original Netflix do Brasil

Para a comoção dos fãs, 3% fica marcada como a primeira série brasileira original da Netflix. Além disso, abre portas para outras produções de sucesso no streaming, como Coisa Mais Linda e Sintonia.

Após seu lançamento, entrou para a lista das séries de língua não-inglesa mais vistas nos Estados Unidos. Ademais, foi bem quista em mais de 190 países.

2. Elenco

O elenco pode ser definido em uma palavra singela, mas forte: representatividade. Dessa maneira, é formado por atores iniciantes e por nomes de grande peso – a exemplo de Zezé Motta, Bianca Comparato e Fernanda Vasconcellos.

Mais do que isso, os intérpretes conseguem retratar dignamente as características e anseios de seus personagens. Em meio a isso, evoluem e dinamizam a produção.

1. Realidade e diversidade

Apesar de se passar em uma região, estima-se que seja o Nordeste, a trama traz diversidade. Sendo assim, apresenta brasileiros das mais diversas raças e etnias.

Em seu elenco, 3% agrega negros e asiáticos – geralmente os mais excluídos das produções cinematográficas. Além disso, traz figurantes transsexuais e mulheres fortes em sua história.

_____________________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas