​Os cinco filmes que melhor retratam a sociedade brasileira
Menu & Busca
​Os cinco filmes que melhor retratam a sociedade brasileira

​Os cinco filmes que melhor retratam a sociedade brasileira

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ​Os cinco filmes que melhor retratam a sociedade brasileira

​O cinema nacional é comumente subestimado em relação às grandes produções de Hollywood, ou mesmo em comparação aos filmes europeus e asiáticos, sobretudo em premiações como Oscar e Globo de Ouro, mesmo que desde o início do século XX tenham sido feitos diversos clássicos eternos, que dizem muito sobre nosso povo e nossa cultura. Nessa lista, estão cinco deles que considero indispensáveis, vamos conferir?

Filmes que retratam a sociedade brasileira

​​5. Vidas Secas (1963)

filmes brasileiros
Vidas Secas. | Foto: Reprodução.

​Adaptação de um dos maiores clássicos da literatura brasileira e mais famosa obra de Graciliano Ramos. Em Vidas Secas, acompanhamos uma família de retirantes nordestinos atravessando o Sertão em meio à época das secas, na esperança de sair da miséria que os persegue. A obra mostra de forma pura e bruta as fatalidades a que os pobres e nordestinos eram submetidos nos anos 1930, tema mais do que essencial para entender a realidade e a história do povo sertanejo.

Direção: Nelson Pereira dos Santos
Onde assistir: YouTube​

​4. Central do Brasil (1998)

Central do Brasil
Central do Brasil, um dos filmes mais elogiados e que concorreu ao Oscar. | Foto: Reprodução.

​Esse road-movie estará sempre marcado na história por ter levado o Brasil a disputar o Oscar, tanto de melhor filme estrangeiro, como de melhor atriz (Fernanda Montenegro), mas é claro que não é só por isso que ele está na lista. O longa começa contando a história de uma professora aposentada, que transcreve cartas para analfabetos em uma estação de trem, o que, por si só, já mostra ao espectador a diversidade e a condição da rotina de vários brasileiros.

Quando surge Josué, um menino cujo maior desejo era conhecer seu pai Jesus, do outro lado do país, e, por não ter condição de fazê-lo sozinho, a professora se vê na obrigação de ajudá-lo. Então, ambos partem do Rio de Janeiro rumo ao Nordeste. Nisso, enquanto mostra as interações da dupla, nos apresenta as dificuldades do povo Brasil a dentro, entre elas pobreza, abandono, fanatismo religioso e violência.

Direção: Walter Salles
Onde assistir: YouTube e Telecine

​3. Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964)

filmes Glauber Rocha
Deus e o Diabo na Terra do Sol. | Foto: Reprodução.

​Para iniciar o podium, temos um filme verdadeiramente mitológico, tanto pelo seu renome e prestígio internacional, como pela forma que o longa usa de conceitos religiosos (principalmente católicos) para contar uma história sobre os embates no coração do Brasil, algo evidente já em seu título.

De início, é apresentado o casal Manoel e Rosa, que vive a miséria do sertão nordestino e, após o homem cometer um crime, a dupla é obrigada a fugir, vagando entre profetas duvidosos e cangaceiros sanguinários, em busca de um futuro melhor, que, provavelmente, o país não irá proporcionar, restando apenas a fé.

Direção: Glauber Rocha
Onde assistir: YouTube e Telecine

​2. Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro (2010)

Tropa de Elite filmes
Tropa de Elite 2, um dos filmes que mais representa a corrupção na polícia. | Foto: Reprodução.

​Um segundo lugar que dispensa apresentações, afinal, o primeiro filme da franquia de José Padilha já havia conquistado um sucesso tanto com a crítica, quanto com os espectadores, por mostrar com extrema frieza e detalhe a corrupção dentro da PM do Rio de Janeiro, o trabalho do Bope no combate ao tráfico de drogas e a vida de Capitão Nascimento nesse meio.

Porém, a sequência consegue ser ainda melhor e mais importante, por tocar em temas ainda mais profundos no estudo da violência urbana, que no primeiro filme eram apenas mencionados, como as milícias, os políticos corruptos, além de uma crítica sensacional ao “sistema” como um todo na narração do agora Coronel Nascimento, fechando brilhantemente o que foi apresentado no primeiro filme e tornando-se, sem dúvidas, uma das mais importantes obras do cinema brasileiro.

Direção: José Padilha
Onde assistir: Telecine e Globoplay

​1. Cidade de Deus (2002)

Cidade de Deus
Cidade de Deus, um dos filmes mais prestigiados do cinema nacional. | Foto: Reprodução.

​​O primeiro lugar não poderia ser algo diferente dessa obra-prima, adaptada para as telonas a partir do romance de Paulo Lins. Dentre todos esses filmes, este é o único que não possui um personagem protagonista, mas, sim, a própria Cidade de Deus assume esse papel, e graças às técnicas de direção e roteiro revolucionárias para o começo do século XXI, é um filme impressionante até os dias de hoje em todos os sentidos.

Claro que, mesmo que o foco seja contar o que os moradores da comunidade, que, na época em que se passa a história (entre 1960 e 1980), era relativamente nova e mais negligenciada e abandonada com descaso pelo governo do que é hoje em dia, ainda assim, a trama se amarra a partir de personagens muito marcantes, como Bené, Buscapé, Mané Galinha e, principalmente, Zé Pequeno, que afirmo com convicção se tratar de um dos maiores vilões da história do cinema (e do Rio de Janeiro, já que ele realmente existiu).

Enfim, esse é um filme mais do que obrigatório para qualquer apreciador de cinema, e principalmente para aqueles que desejam entender sobre a formação de uma sociedade única e brutal: a do Brasil.

Direção: Fernando Meirelles e Katia Lund
Onde assistir: Telecine e Globoplay

_______________________________
Por Gustavo Oreb Martins – Fala! Cásper

Tags mais acessadas