​Como morar sozinho durante a faculdade?
Menu & Busca
​Como morar sozinho durante a faculdade?

​Como morar sozinho durante a faculdade?

Home > Notícias > Urbano > ​Como morar sozinho durante a faculdade?

O que você precisa saber sobre morar sozinho para não passar sufoco

Para muitos, morar sozinho é um sonho: desprender-se dos pais, ganhar liberdade e poder criar as próprias regras. Tentador, não é mesmo? Mas a realidade é um pouco diferente. Apesar da liberdade ser um motivo muito bom, é importante lembrar que junto a ela, surgem grandes responsabilidades.

Todo grande passo na vida precisa de planejamento, mesmo que você não curta esta etapa. Escolher a faculdade, comprar um carro ou uma moto, viajar e mudar de casa são alguns exemplos. Em todos estes casos, dificilmente você consegue acordar, tomar a decisão e colocá-la em prática no dia seguinte. Embora existam pessoas que façam isso, sempre surgem problemas com o passar do tempo. Por isso, as dicas de hoje vão ser muito importantes para que você tome uma decisão consciente e consiga planejar até os mínimos detalhes, para não passar sufoco.

Dicas para morar sozinho durante a faculdade

Coloque os gastos de morar sozinho no papel

Um dos passos mais importantes, com certeza, é a organização financeira: anotar quanto você ganha e quais serão os seus gastos fixos todos os meses, como aluguel, contas de água e luz e supermercado. No caso das compras no supermercado, geralmente é um valor variável, portanto, é necessário colocar um valor sempre acima, para não ter surpresas.

gastos
Para morar sozinho, deve-se avaliar os gastos para não passar sufoco depois. | Foto: Reprodução.

Importante lembrar: você não deve morar sozinho e viver somente para pagar contas. Calcule também os gastos variáveis com lazer, por exemplo. 

Escolha do imóvel

Neste momento, é necessário analisar as suas necessidades e o espaço que precisa. Não adianta escolher um apartamento enorme, se você terá mais dificuldade para mantê-lo limpo. Escolha com calma e analise bem cada opção. Outro ponto importante deste passo é a localização de onde você vai morar. Escolher um imóvel perto da faculdade – mesmo que um pouco mais caro – ajuda a economizar no transporte e a ter maior qualidade de vida e segurança.

Importante lembrar: avalie também a proximidade do centro da cidade ou supermercados, por exemplo. Estar longe de todo o resto pode complicar o dia a dia. 

Mobília

No início, você vai precisar comprar, pelo menos, o mínimo de mobília. Como os preços andam absurdos, é necessário colocar na balança o que é indispensável ter em casa no início. Geladeira, fogão, pratos, talheres, colchão (e até internet) são fundamentais. Outras mobílias como sofá, televisão ou armários podem ser comprados aos poucos. 

A decoração também não é uma parte fundamental, principalmente no início. Aos poucos, você vai deixando o seu novo lar com a sua cara. 

Importante lembrar: não se empolgue comprando aqueles utensílios pequenos para cozinha, por exemplo. Muitas vezes, compramos no calor da emoção e acabamos nem utilizando. Cada gasto precisa ser planejado para que você não fique apertado no final do mês. 

Mudança de rotina e realidade

Muitas pessoas decidem morar sozinhas na empolgação e sem planejamento e acabam enroladas com as contas, além de desanimadas com a nova realidade (completamente diferente). Nesta mudança, muitas vezes, precisamos deixar alguns “luxos” de lado: pedir delivery toda semana, comprar roupas ou livros com frequência, entre outros inúmeros prazeres precisam ser repensados. 

Na nova realidade, também surgem novas responsabilidades. Você terá novos afazeres e precisará conciliar tudo com a faculdade e trabalho ou projetos. Se você não está acostumado a fazer faxina, por exemplo, é importante começar a se acostumar com a ideia.

morar sozinho
Morar sozinho exige mais responsabilidades e planejamento. | Foto: Reprodução.

Importante lembrar: a mudança de realidade é um processo natural e não deve ser encarado com medo. Faz parte do crescimento e desenvolvimento de cada um, seja no âmbito acadêmico ou profissional.

Reserva de emergência

É muito importante ter dinheiro guardado quando ocorre a mudança. Imprevistos acontecem quando menos esperamos e é necessário estar preparado. Não dá para contar com a sorte nessas horas! Para quem ainda não tem a reserva de emergência, comece a guardar uma quantia fixa de dinheiro todos os meses. 

Importante lembrar: sem essa reserva, não é aconselhado sair de casa. Esteja preparado para tudo.

Por ser o sonho de muitos, cada detalhe do planejamento é muito importante para que você tenha a melhor experiência possível e não se decepcione. Quando a mudança ocorre, é claro que você não quer ter que abandonar o novo lar e voltar a morar com os pais. Então, não poupe os cuidados e não faça a mudança às pressas. Dessa maneira, você terá tudo organizado e conseguirá aproveitar cada momento de morar sozinho em seu novo lar.

________________________
Por Julya Bartz Boemeke Schmechel – Fala! Universidade Federal de Pelotas

Tags mais acessadas