Home / Colunas / 21º Parada LGBT reúne multidão em busca de respeito

21º Parada LGBT reúne multidão em busca de respeito

Por: Marjorie Rodrigues – Fala! PUC           Fotos: Elle Fortes

 

A Parada lotou a Av. Paulista e contou com atrações como Anitta e Daniela Mercury no domingo (18).

O evento contou com milhares de seguidores e 19 trios elétricos. A breve presença da cantora Anitta agitou a Parada, que tomou a Av. Paulista e fez uma grande festa colorida pedindo respeito e liberdade. A decoração da principal Avenida de São Paulo incluiu os relógios digitais e até algumas faixas de pedestres, que foram embelezados com as cores da bandeira LGBT.

Faixa de pedestre em homenagem ao orgulho LGBT+. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes
Faixa de pedestre em homenagem ao orgulho LGBT+. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes

 

O tema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todos e todas por um Estado laico” foi muito discutido pela ONG APOGLBT, que organiza o evento, por outras ONGs e por militantes independentes que perceberam a importância da discussão acerca da laicidade, uma vez que a comunidade LGBT sofre com as proibições Estatais provindas de políticos ligados a igrejas. Acerca do tema, Claudia Regina, presidente da APOGLBT, afirmou:

Nossos principais inimigos hoje são os fundamentalistas religiosos, grupos de pessoas dentro de algumas religiões que insistem em nos condenar e retirar direitos já adquiridos. No Congresso Nacional, por exemplo, o debate sobre a criminalização da LGBTFobia é repleto de ataques de parlamentares da bancada religiosa e conservadora, muito dos quais utilizando-se de suas imunidades parlamentares para disseminar o ódio a uma parcela da população. Seus argumentos? Alguns citam suas visões de fé, como se estivessem em seus púlpitos e não em uma instituição que deveria garantir e se orientar pela laicidade, preconizada na Constituição Federal de 88.

Cartaz levantado durante a parada. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes
Cartaz levantado durante a parada. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes

 

Patrocinada principalmente pela Skol e pela Uber, a 21º parada LGBT desfilou da Avenida Paulista até o Vale do Anhangabaú, passando depois pela Avenida da Consolação. De acordo com os organizadores, o evento reuniu 3 milhões de pessoas, que lotaram a avenida com sua animação e respeito.

Pessoas dançando durante Parada. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes
Pessoas dançando durante Parada. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes

 

Entre os 19 trios elétricos, estavam o Divinas Divas, Uber, Skol e Paz. No segundo estava Anitta, que se desculpou com o público pela breve aparição, e no terceiro, Daniela Mercury, que também fez shows no Carnaval  e na Virada Cultural. Diversas representantes LGBTs, como Léo Aquila e Viviany Beleboni animaram a parada e foram aclamadas pelo público. Beleboni, que foi crucificada na Parada de 2015 e representou a bíblia em 2016, desfilou com traje militar segurando um “canhão” com flores dentro, representando o fundamentalismo religioso.

O evento foi iniciado com a multidão gritando “Fora Temer”, e em diversos momentos a política tomou frente, mostrando que a comunidade LGBT deve se posicionar politicamente para mudar o cenário político que lhes desfavorece.

Abra suas asas. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes.
Abra suas asas. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes.

 

Os trios foram enfeitados com bexigas coloridas formando arco-íris e algumas delas foram soltas espalhando as cores da bandeira LGBT pelo céu. Além disso, bexigas enfeitadas foram distribuídas para as pessoas dando mais cor ao evento.

Trio elétrico. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes
Trio elétrico. 21ª Parada do Orgulho LGBT. Av Paulsta. São Paulo. Elle Fortes

 

Por volta das 18h, os trios chegaram ao Vale do Anhangabaú e começaram os shows, que duraram até 21h. As estações de metrô ficaram totalmente congestionadas por conta do grande número de participantes.

Eventos como esse demonstram a importância de dar visibilidade à causa dessas pessoas, que buscam apenas poder ser quem realmente são, sem sofrerem agressões ou qualquer tipo de preconceito.

Confira mais fotos da Parada, por Elle Fortes:

 

Confira também:

– Saiba mais sobre o que aconteceu na 20ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

– Conheça o trabalho de Glória Groove – A drag queen com o poder da música

Confira também

Conheça o Espaço Higienópolis, que conta com sarau, gincanas e república para jovens universitários

Por Patrícia Carvalho – Fala! M.A.C.K   É por meio de Flash Mobs, encontros na garagem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *