Home / Colunas / Mexeu com uma, mexeu com todas: até na rede Globo

Mexeu com uma, mexeu com todas: até na rede Globo

Por: Julia Cosceli – Fala! Cásper

 

Conheça a visão do coletivo “Casperiana Lisandra”

 

Na última sexta-feira, dia 31, a figurinista Su Tonani publicou no blog “Agora é que são elas” (plataforma do Folha de São Paulo para mulheres) relatando de forma clara o assédio moral e sexual que sofreu pelo ator José Mayer, desde o começo da novela “A Lei do amor”.

foto 01

Falamos com Maria Allice, uma das representantes do coletivo Casperiana Lisandra, que atua na Cásper Líbero, para vermos o olhar de uma feminista diante do escândalo:

“ O pior de tudo é pensar o quanto isso foi naturalizado, sabe? Há quanto tempo isso acontece na Globo, as pessoas de lá sabiam e nada era feito. O José Mayer é só um exemplo de como uma casta toda de homens brancos trata o corpo das mulheres como algo de fácil acesso. É um exemplo micro (claro, muito grave), mas que deixa algumas evidências de que além desse fácil acesso, existe a crença de que homens brancos e ricos não serão impunes”.

LISANDRA

Maria Allice ainda ressalta que embora o posicionamento da empresa tenha sido adequado ao afastar o ator, acredita-se que é difícil encontrar uma medida definitiva para que não ocorram casos como este novamente:

“Olha, eu acho que foi adequada por ser a Globo, mas quanto tempo será que isso vai durar? E se durar, não vai existir uma responsabilização de fato pra ele. O pedido de desculpas aconteceu, ok, mas tá de verdade no interesse dele mudar? Eu julgo que não, ele já tá bem cômodo na vida dele”.

O caso de Su foi só um exemplo de milhares de assédios morais e sexuais que as mulheres ainda sofrem nos ambientes de trabalho, e nos ensinou que a partir do momento, em que nos juntamos e erguemos nossas vozes, não há quem nos cale – se for necessário fazer barulho, faremos! (Até mesmo na maior rede televisiva do país).

ENTENDA O CASO

A figurinista Su Tonani, acusou o renomado ator José Mayer de assédio sexual, quando publicou uma carta no site da Folha de São Paulo.  Confira alguns trechos da carta:

“Foram meses envergonhada, sem graça, de sorrisos encabulados. Disse a ele, com palavras exatas e claras, que não queria, que ele não podia me tocar, que se ele me encostasse a mão eu iria ao RH. Foram meses saindo de perto. Uma vez lhe disse: “você é mais velho que o meu pai. Você tem uma filha da minha idade. Você gostaria que alguém tratasse assim a sua filha?”

“Em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, esse ator, branco, rico, de 67 anos, que fez fama como garanhão, colocou a mão esquerda na minha genitália. Sim, ele colocou a mão na minha buceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo.

Em um primeiro momento, o ator  negou o assédio dizendo que a moça confundiu suas ações com a do personagem “machão” da novela.

Su Tonani
Su Tonani

 

O texto publicado pela figurinista tomou uma repercussão tão grande que deu origem a uma série de postagens e manifestos de outras atrizes e funcionárias da rede Globo, demonstrando apoio à Su e a revolta com a situação – mulheres aderiram ao movimento nas redes sociais e na própria emissora, centenas delas foram trabalhar vestindo a camisa com os lemas: #chegadeassedio e “Mexeu com uma mexeu com todas”.

FOTO 03

Frente a toda movimentação, o ator se manifestou em uma carta assumindo o abuso e ainda pedindo desculpas. Justificando-se que vem de uma educação com legados machistas e que aprendeu com o ocorrido e se tornou uma pessoa melhor:

“Eu errei. Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são. Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.”

Screenshot_20170405-010229 (1)

 

A emissora emitiu uma carta, exibida no Jornal Hoje se posicionando sobre o ocorrido. Ela define a situação numa questão “que é visceralmente contra tudo aquilo em que a Globo acredita”. E afirma que suspendeu o ator, retirando-o do elenco da próxima novela “O Sétimo Guardião”.

Ainda nesta terça-feira, as atrizes Nathalia Dil, Deborah Nascimento e Julia Rabello fizeram uma manifestação  no programa Vídeo Show em apoio à causa:

“Esse movimento aconteceu a partir das funcionárias, porque o assédio e o machismo também acontecem em uma escala hierárquica, então a gente queria agradecer as forças dessas mulheres todas”, disse Dill.

FOTO 04

Confira também:

– Entrevista com ZAHA – O Coletivo Feminista Que Atua Dentro do Mackenzie

Lady Driver, o aplicativo que promove a sororidade

Confira também

Deadpool 2 e outros lançamentos ocupam estande da FOX na CCXP2017

Por Gabriela Almeida – Fala! Universidades   A Fox marcou presença, novamente, na CCXP deste ano e ...

Um comentário

  1. Adorei seu site. Demorei para encontrar um conteudo tão relevante. Obrigado. Sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *